CineBH foca na América Latina e audiovisual mineiro: inscrições para cursos grátis estão abertas!

O ator Marco Ricca no filme Paterno, de Marcelo Lordello, que está na programação do CineBH na Mostra CineMundi © Divulgação Blog do Arcanjo 2023

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A 17ª Mostra CineBH e o Brasil CineMundi – 14th International Coproduction Meeting acontecem em Belo Horizonte de 26 de setenbro a 1º de outubro, com realização da Universo Produção, responsável também pela Mostra Tiradentes e CineOP, sob direção de Raquel Hallak, Quintino Vargas e Fernanda Hallak. Como já é tradição, o Blog do Arcanjo vai cobrir o evento e conta todos os detalhes!

Além de reafirmar o foco na América Latina, a CineBH lança a Mostra Território, a seção competitiva do evento que vai apresentar uma seleção da produção contemporânea da América Latina.
 
Na temática central, Territórios da Latinidade, a questão da geografia, da política, da história, da cultura e do cinema, no percurso histórico do cinema latino-americano e da América Latina. Na homenagem, Rafael Conde e Yara de Novaes: o fazer artístico mineiro através do tempo.

São mais de 90 filmes nacionais e internacionais, em pré-estreias e mostras temáticas. Coloca profissionais do audiovisual, da cultura e convidados no centro de mais de 20 debates, rodas de conversa, sessões comentadas. Investe na formação e capacitação de profissionais com a oferta de 10 modalidades de cursos – oficinas, laboratórios de roteiros, workshops e masterclasses internacionais. A programação conta com cine-escola, Mostrinha de Cinema, exposição e atrações artísticas.

As inscrições para oficinas gratuitas, a maioria presencial na Fundação Clóvis Salgado, no centro da capital mineira, vão até 18 de setembro no site oficial da CineBH.

Programação

O Cine BH inaugura o recorte competitivo. A Mostra Território conta com 8 longa de 7 países latinos. Os títulos da Mostra Território são: “Guapo’y” (Sofia Paoli Thorne, Paraguai/Catar); “Otro Sol” (Francisco Rodriguez Teare, Chile/França/Bélgica), “Moto” (Gastón  Sahajdacny, Argentina), “Llamadas desde Moscu” (Luis Alejandro Yero, Cuba), “A La Sombra de la Luz” (Isabel Reyes e Ignacia Merino, Chile), “Diogenes” (Leonardo Barbuy, Peru), “Puentes en el Mar” (Patricia Ayala Ruiz, Colômbia) e “Toda Noite Estarei Lá” (Tati Franklin e Suellen Vasconcelos, Brasil).

Já a Mostra Continente reúbne 14 longas sob o título da temática desta edição, “Territórios da Latinidade”. São eles: “El Reino de Dios” (Claudia Sainte-Luce, México), “Las Preñadas” (Pedro Wallace, Argentina/Brasil), “Rejeito” (Pedro de Filippis, Brasil), “Vieja Viejo” (Ignacio Pavez, Chile), “El Grossor del Polvo” (Jonathan Hernández, Mexico),  “Utopia” (Laura Gómez Hinchapié, Colômbia), “Nada Sobre meu Pai” (Susanna Lira, Brasil), “Sean Eternxs” (Raúl Perrone, Argentina), “Amanhã” (Marcos Pimentel, Brasil), “Propriedade” (Daniel Bandeira, Brasil), “Tan Inmunda” (Wince Oyarce, Chile), “Anhell69” (Theo Montoya, Colômbia), “O Estranho” (Flora Dias e Juruna Mallon, Brasil) e “A Longa Viagem do Ônibus Amarelo” (Julio Bressane e Rodrigo Lima, Brasil), este último exibido no segmento chamado “Cinema de Fôlego”, por conta de suas 7h10 de duração.

A mostra Diálogos Históricos  celebra este ano a memória e o talento do dramaturgo José Celso Martinez Corrêa. 

Zé Celso homenageado no CineBH: o diretor com Reynaldo Gianecchini em Fedro, de Marcelo Sebá © Divulgação Blog do Arcanjo 2023

Blog do Arcanjo mostra detalhes dos cursos grátis da CineBH

OFICINAS

A oficina “Análise de Estilos Cinematográficos” vai ser ministrada peloprofessor, diretor e crítico carioca, Juliano Gomes, durante quatro dias, de 27 a 30 de setembro. A atividade, que será realizada de forma online, busca desenvolver análise crítica e estética de filmes brasileiros contemporâneos e, ao final, vai selecionar os cinco integrantes do Júri Jovem, que elegerá o melhor longa da Mostra Olhos Livres, da 27ª Mostra de Cinema de Tiradentes, em janeiro 2024. Podem participar estudantes universitários na faixa etária de 18 a 25 anos.

Já a oficina “O Produtor Criativo no Audiovisual” sob o comando da produtora carioca, Clélia Bessa, acontece presencialmente, de 27 a 29 de setembro. Entre seus feitos, Clélia produziu mais de 1000 horas de programação para a televisão além de 23 longas-metragens. O objetivo a oficina é desenvolver conceitos básicos do processo de produção audiovisual visando ajudar na formação criativa do produtor. Podem participar pessoas a partir de 18 anos.

LABORATÓRIOS DE ROTEIRO

O Roteirista, professor e consultor, Di Moretti estará à frente do Lab Roteiro: Ficção e Documentário + Pitching Criativo. Dividida em quatro módulos, a atividade vai acontecer de 27 a 30 de setembro de forma presencial. A proposta é promover o conhecimento de temas específicos que descrevem a construção de um roteiro audiovisual, da pesquisa do tema à formatação final do roteiro, ficção e documentário. Cada módulo se divide entre explanações teóricas e pequenos exercícios práticos.

O diretor de documentários e séries, Fabiano Maciel vai compartilhar seus conhecimentos no “Lab Roteiro: Direção Criativa para Documentário”, de 27 a 30 de setembro. O laboratório vai analisar as escolhas criativas de diferentes diretores e de como construíram seus documentários. O objetivo é que, no final do curso, os participantes tenham uma noção de como a linguagem foi evoluindo ou se consolidando e como, em muitos momentos, foram capazes de criar obras onde a realidade e a ficção se integram intensamente. Dividida em quatro módulos, a atividade é voltada para estudantes de audiovisual, profissionais da área e interessados em cinema, arte e literatura.

O “Lab Roteiro: Narrativas True Crime: a Busca Pela Verdade” a ser ministrado por Luana Rocha propõe aulas práticas e teóricas sobre o conceito e construção de projeto de longa/série para filmes do gênero true crime. Esta é a proposta da coordenadora de roteiro de não-ficção da produtora A Fábrica (RJ). Durante as aulas, que vão acontecer de 27 a 30 de setembro, serão analisados trechos de séries e filmes, além de modelos de roteiros do gênero. Ao final, os alunos apresentarão uma sinopse de uma história.

WORKSHOPS

Serão ministrados dois workshops que integram também a programação do 14º Brasil CineMundi. No dia 27 de setembro, de 15 às 16h30, acontece o workshop presencial, “Coprodução Internacional”. a coprodução internacional no âmbito da política de internacionalização da Ancine, as ações de fomento e o processo de aprovação de coproduções internacionais serão discutidos A atividade tem como instrutoras as representantes da Ancine, Letícia Godinho e Patrícia Della Nina.

Já o workshop internacional tem como tema “Os Novos Modelos de Trabalho Colaborativo na Ibero-América” que será realizado no dia 30 de setembro, sábado, de 15 às 16h30. A proposta do workshop é identificar as necessidades do setor audiovisual ibero-americano para desenvolver novos modelos de negócios sustentáveis, que permitam às equipes de trabalho audiovisual encontrarem opções tanto para buscar financiamento para novas produções quanto para gerar networking, para enfrentar os desafios conjunta e colaborativamente. O convidado é Leonardo Ordóñez – assessor do Festival de Málaga (Espanha/Chile) – profissional com mais de 20 anos de especialização e pesquisa em Economia e Indústria Criativa e setores criativos no Chile e América Latina. O mediador será Paulo de Carvalho, produtor Autentika Films e colaborador Brasil CineMundi | Alemanha. Atividade terá tradução simultânea.

Faça sua inscrição!

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.


 

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *