Sérgio Sá Leitão encerra gestão histórica na Cultura e Economia Criativa de São Paulo: veja 20 realizações

Sérgio Sá Leitão: gestão histórica à frente da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Com o anúncio de Marilia Marton para assumir a secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo a partir de 1º de janeiro de 2023, na gestão do governador eleito Tarcísio de Freitas (Republicanos), o atual secretário da pasta, Sérgio Sá Leitão, faz um balanço positivo de sua elogiada passagem pelo cargo nos governos João Doria e Rodrigo Garcia (PSDB).

O ex-ministro da Cultura fez uma gestão histórica à frente da Cultura e Economia Criativa paulista, com o maior orçamento que a pasta já teve e tornando São Paulo um porto-seguro para os artistas durante os difíceis tempos da pandemia, enquanto o governo federal perseguia ferozmente a classe.

No cartão de Natal enviado ao Blog do Arcanjo, Sá Leitão faz um balanço dos feitos de seu time. Veja, a seguir 20 realizações que ele deixa como legado à cultura de São Paulo.

Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo durante entrevista ao Blog do Arcanjo em seu gabinete – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

20 realizações do #GovernoSP na cultura entre 2019 e 2022

O orçamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa foi elevado em 42%. De R$ 890 milhões em 2018 para R$ 1,26 bilhão em 2022.

O valor destinado aos programas de fomento saltou de R$ 143 milhões em 2018 para R$ 273 milhões em 2022. Um aumento de 90%.

Cerca de 20 mil projetos culturais de produtores independentes e municípios foram apoiados financeiramente entre 2019 e 2022, um número recorde.

A adoção de um sistema online e de indutores de gênero, etnia e pessoa com deficiência tornou o fomento ainda mais inclusivo e democrático.

Segundo a FGV, foram injetados R$ 6,64 na economia paulista a cada R$ 1 aportado pelo Governo do Estado de São Paulo em programas de fomento.

Foram realizadas cerca de 700 operações no âmbito do programa de crédito para empresas do setor cultural, em parceria com a Desenvolve SP. Total de R$ 130 milhões.

O valor destinado às instituições culturais públicas cresceu de R$ 675 milhões em 2018 para R$ 980 milhões em 2022, uma elevação de 45%.

O Museu do Ipiranga foi restaurado, ampliado e entregue a tempo da celebração do Bicentenário da Independência do Brasil.

O Museu da Língua Portuguesa também foi restaurado e ampliado. E foram criados a Pina Contemporânea, o MIS Experience, o Museu das Culturas Indígenas e o Museu das Favelas.

Vários museus receberam recursos expressivos para reforma, ampliação e modernização, como o Afro Brasil, o Catavento, o da Imigração, o da Diversidade e a Casa Mário de Andrade, entre outros.

As Fábricas de Cultura foram transformadas em 4.0, com a inclusão de cursos e laboratórios de economia criativa e tecnologia.

Foram criadas as Fábricas de Cultura 4.0 de Iguape, Osasco, Santos e São Bernardo do Campo. As de Heliópolis e Ribeirão Preto estão em processo de implantação.

Foi criada a SP Escola de Dança, o maior centro de formação em arte coreográfica da América Latina.

O Teatro Sérgio Cardoso, a Sala São Paulo e o Theatro São Pedro se tornaram salas digitais, com equipamentos de ponta para filmagens e transmissões online.

As instituições culturais do Governo do Estado realizaram mais de 550 atividades para celebrar os 100 anos do Modernismo e os 200 anos da Independência do Brasil.

Foram criadas duas plataformas online: o site e app BibliON / Biblioteca Digital Gratuita de São Paulo, com mais de 16 mil títulos; e o site e app #CulturaEmCasa, com mais de 5 mil conteúdos culturais gratuitos (como shows, concertos, espetáculos e outros).

Também foi criado o Mundo do Circo, um espaço de 10 mil m2 integralmente dedicado à arte circense, com três lonas permanentes e um picadeiro.

Ao todo, as instituições culturais do Governo do Estado de São Paulo alcançaram mais de 30 milhões de pessoas em 2022.

Foi criado o Boulevard João Carlos Martins, que liga os espaços culturais da Estação da Luz aos do Complexo Júlio Prestes, conectando todos com metrô e trens.

Para incentivar a atração de produções e coproduções internacionais de audiovisual, o Governo do Estado lançou, com a Prefeitura da Capital, o programa Cash Rebate SP (R$ 40 milhões).

Veja abaixo entrevista exclusiva de Sérgio Sá Leitão ao Blog do Arcanjo, em julho de 2022, na qual fez um balanço de sua gestão na cultura paulista

Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, recebe o Blog do Arcanjo em seu gabinete na capital paulista – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, durante entrevista a Miguel Arcanjo Prado para o Blog do Arcanjo – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, durante entrevista a Miguel Arcanjo Prado para o Blog do Arcanjo – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Respeitado jornalista cultural e crítico de artes do Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022