Tiradentes em Cena: Teatro da Pedra comove público com valorização de uma Minas que se esvai no tempo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo
Enviado especial ao Tiradentes em Cena*

Partidas do Teatro da Pedra emocionou público do 10º Tiradentes em Cena com ótimas atuações e nostalgia de uma Minas que se perde – Foto: Thyago Andrade – Blog do Arcanjo

Há muito tempo, este jornalista e crítico que vos escreve não sentia tanta delicadeza diante de um grupo de teatro, como visto nos espetáculos da Cia. Teatro da Pedra, de São João Del Rei, em sua participação no 10º Tiradentes em Cena. O evento começou no dia 25 e vai até 28 de maio, com uma farta programação na cidade histórica de Minas Gerais.

Teatro da Pedra na abertura do 10º Tiradentes em Cena – Foto: Thyago Andrade – Blog do Arcanjo

O grupo, que se destacou logo na abertura do evento, na quarta, 25, quando apresentou uma espécie de pocket de seu repertório, teve seu grande dia nesta quinta, 26 de maio, quando apresentou dois espetáculos para diferentes públicos, ambos ao ar livre.

Contação de histórias para a geração do futuro

O primeiro foi dedicado à formação do público do futuro, com o infantil A Fada, a Flor e a Princesa, espetáculo apresentado no jardim do Museu Padre Toledo, o grande nome da Inconfidência Mineira cuja presença até hoje se sente em Tiradentes.

Teatro da Pedra hipnotizou crianças com a fantasia proposta na peça A Fada, a Flor e a Princesa nos jardins do Museu Padre Toledo no 10º Tiradentes em Cena – Foto: Thyago Andrade – Blog do Arcanjo

Para uma plateia de crianças atentas e interessadas, já a partir do grande cortejo musical com as atrizes-cantoras Ana Malta, Elis Ferreira e Fernanda Nascimento, o grupo apresentou as delícias de quando se coloca a imaginação para funcionar.

Para crianças de hoje, acostumadas a celulares e tablets repletos de jogos e personagens velozes, relembrar que é possível criar mundo com as mentes é uma dádiva.

Teatro da Pedra mostra às crianças a importância da imaginação em um mundo cada vez mais veloz e tecnológico – Foto: Thyago Andrade – Blog do Arcanjo

Hábeis na contação de história, as atrizes aproveitaram a natural cenografia exuberante tiradentina para dar ainda mais potência às histórias contadas aos pequeninos, sob direção segura de Juliano Pereira e vestidas por figurinos marcantes de Orlando Talarico. As criança mergulharam naquelas fábulas e, certamente, saíram delas melhores do que entraram.

Partidas e a valorização de uma Minas que se esvai no tempo

No fim da noite, sob um congelante frio de 15 graus, foi a vez de o público adulto fazer uma nostálgica viagem no tempo com o espetáculo Partidas, que aqueceu os espectadores no Largo das Forras, o coração de Tiradentes.

A plateia misturou moradores e turistas àvidos por um mergulho no tempo. E é justamente isso que propõe o belo espetáculo muito bem escrito e dirigido por Juliano Pereira, que se propõe a repensarmos o absurdo do presente veloz das grandes cidades, pela ótica do passado e suas inocentes impossibilidades, por meio de uma clássica história de amor impossível.

Partidas, do Teatro da Pedra, levou nostalgia ao coração do público e valorizou uma Minas que se perde na sessão no Largo das Forras no 10º Tiradentes em Cena – Foto: Thyago Andrade – Blog do Arcanjo

É um alento para os ouvidos escutar o elenco formado por Ana Malta, Elis Ferreira, Fernanda Nascimento, Gustavo Rosário, Priscila Matilde e o músico Guilherme Teixeira nesta volta ao tempo repleta de boas canções.

Os atores formam uma unidade coesa e poetente, carismáticos que só, conquistando o coração dos espectadores e fazendo todos mergulharem nas reviravoltas do espetáculo.

Pérolas do cancioneiro brasileiro, que precisam de constante revalorização neste país sem memória, estão presentes na obra, como Disparada, de Geraldo Vandré, e Desenredo, de Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro, fazendo em muitos momentos o público cantar junto com um nó no peito, saudoso de um mundo que se perdeu.

Nos números musicais, os atores-cantores demonstram excelente preparo vocal, assinado por Natália Vargas, unindo-se ao violão delicado de Guilherme Teixeira.

O Teatro da Pedra faz um relevante trabalho de manutenção da memória da mineiridade, com seu teatro épico de bases brechtianas, bebendo da fonte de Augusto Boal, unindo música e história. Diante de tantas invencionices intelectualoides e arrogâncias teatrais, que acabam por afastar o grande público dos palcos, o grupo aposta na simplicidade, no afeto, na raiz.

Assim, dialogam de forma farta e fazem o público repensar seu lugar no mundo e o que realmente importa nesta vida, além de valorizar o que veio antes e cuja memória deve ser mantida neste mundo de novidades instantâneas e fugazes, recuperando, como heróis da cultura, uma Minas que se esvai no tempo. Conseguir tal feito é um mérito artístico que merece ser efusivamente aplaudido de pé.

*O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Tiradentes em Cena.

Tudo sobre o Tiradentes em Cena

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

The Crown mostra que Charles traiu Diana Caetano Veloso se emociona em show após morte de Gal Costa Prêmio Arcanjo de Cultura acontece no Teatro Sérgio Cardoso Gal Costa morre aos 77 anos Festival Satyrianas tem mil artistas na Praça Roosevelt