MIC – Mostra Internacional de Cabaret sacode Curitiba com Selvática e artistas do Brasil e do mundo de 5 a 8 de maio

Matheus Henrique está na MIC – Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba de 5 a 8 de maio – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Começa nesta quinta (5) e vai até domingo (8) a primeira edição da Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba (MIC), realizada pela experiente Selvática Ações Artísticas, grupo que reúne os mais intrépidos artistas paranaenses há uma década. As ações acontecem no Espaço Fantástico (Rua Trajano Reis, 41, São Francisco, Curitiba, Paraná).

O evento tem participação de nomes internacionais, vindos da Argentina, do México e nacionais, representando diversos Estados brasileiros. A programação tem entrada gratuita, com retirada de ingresso uma hora antes de cada sessão, com contribuição voluntária do público, a famosa passagem do chapéu ao fim das apresentações.

Simon Magalhães e Stéfano Belo estão na MIC – Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba de 5 a 8 de maio – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

A MIC precisou ser adiada por dois anos, por conta da quarentena. Assim, os artistas selváticos celebram a possibilidade de diálogo presencial, com algumas doses de deboche e sarcasmo, como é típico da arte cabareteira.

Ricardo Nolasco, ator e diretor da Selvática, lembra que o cabaret está na essência do grupo, que sempre transitou pelo teatro de revista e de variedades e há dez anos apresenta obras de destaque no Festival de Teatro de Curitiba, maior evento cênico da América Latina, seja na programação oficial ou no Fringe, onde surgiram de forma arrebatadora e contestatória.

O diretor e o grupo querem recuperar o prestígio do cabaret no Brasil, que viveu seu auge no século 20, com estrelas consagradas, sobretudo até a década de 1960, com um olhar ferino para a política e o contemporâneo. O fato de o gênero dialogar com as massas e também rejeitar a estrutura dramática fizeram com que fosse rejeitado pelo cânone teatral.

Assumir com orgulho esse ar underground é justamente a essência do trabalho da Selvática e seu principal trunfo e que se repete em sua primeira MIC.

Jeruza Miller e Juana Profunda estão na MIC – Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba de 5 a 8 de maio – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

A curadoria apostou em uma programação farta, diversa e que dialogue justamente com novas visões sobre o cabaret, passando pelo transformismo, o manifesto político, a música, a performance, o burlesco e, obviamente, as variedades.

A programação reservou espaço para os novos talentos paranaenses, que no último dia subirão ao palco após fazerem inscrição na MIC. Ainda haverá lançamento de livro, palestras e, claro, festa. Coisa que a Selvática sabe fazer como ninguém.

Disco drag

Um dos destaques da Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba é o lançamento do primeiro álbum da drag queen curitibana Dalva Brandão, famosa pela série Consultório Sentimental. Ela deu para o disco o seguinte título: O Amor é Uma Invenção da Nasa para Vender Travesseiro. Melhor, impossível. O show é na sexta, 6, às 22h. Imperdível.

Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba – MIC

Quando: De quinta-feira a domingo, de 5 a 8/5/2022
Onde: Espaço Fantástico das Artes – Rua Trajano Reis, 41 – São Francisco, Curitiba, Paraná
Quanto: A entrada é gratuita e a retirada de ingressos, uma hora antes de cada espetáculo.

Leo Bardo, Mariana Vega Mapo e Patricia Cipriano estão na MIC – Mostra Internacional de Cabaret de Curitiba de 5 a 8 de maio – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Artistas MIC 2022

Amira Massabki (BR)
Ana Bertha Cruces (MX)
Ander Jean / Jeanzera (BR)
Bruna Tieme/ Ginger Moon (BR)
Camila Cequinel (BR)
Christina Streva (BR)
Dagmar Bedê (BR)
Dalvinha Brandão (BR)
David Grelow (BR)
Drag Suzaninha (BR)
Esperanza (BR)
Gabriel Machado (BR)
Gal Freire (BR)
Giovana Lago/ Don Giovanni (BR)
Idylla Silmarovi (BR)
Jeruza Miller (BR)
Juana Profunda (BR)
Julia Gasparoto / Jubileu (BR)
Leo Bardo (BR)
Lida Café da Manhã (BR)
Livia Sudare (BR)
Lucero Sinecio (MX)
Mar Torres (MX)
mar~yã <> makabra coqito (BR/MX)
Mariana Vega Mapo (MX)
Marina Arthuzzi (BR)
Marina Viana (BR)
Matheus Henrique (BR)
Miss G (BR)
Montserrat Angeles Peralta (MX)
Nina Ribas (BR)
Patricia Cipriano (BR)
Patricio Ruiz (AR)
Princesa Ricardo Marinelli (BR)
Rafael Bacelar (BR)
Ricardo Noasco (BR)
Ruby Hoo (BR)
Semy Monastier (BR)
Simon Magalhães (BR)
Stéfano Belo (BR)
Um Bailinho Perdido (BR)

Confira a programação completa da MIC – Mostra Internacional de Cabaret

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Morre pai do Padre Marcelo: “Até a eternidade” Colplay cancela shows no Brasil por doença de Chris Martin Marilyn Monroe, Blonde: Curiosidades do filme Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes