‘Apesar da perseguição, artistas vão resistir’, diz Rodolfo García Vázquez

Rodolfo García Vázquez – Foto: Bob Sousa – Blog do @miguel.arcanjo

Diretor do filme The Art of Facing Fear – A Arte de Encarar o Medo reúne elenco de dez países em quatro continentes por oito semanas de filmagens do terceiro longa do Satyros Cinema

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O diretor teatral e cineasta paulistano Rodolfo García Vázquez está no meio das filmagens de seu terceiro longa, The Art of Facing Fear – A Arte de Encarar o Medo, que assina junto de Ivam Cabral e sob produção do Satyros Cinema. O filme conta com locações em dez países de quatro diferentes continentes e será montado por Henrique Mello. A previsão de estreia para o grande público é para 2022. Vázquez conversou com exclusividade com o Blog do Arcanjo sobre o trabalho. Leia com toda a calma do mundo.

Ivam Cabral durante filmagens de The Art of Facing Fear (A Arte de Encarar o Medo), terceiro longa do Satyros Cinema – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – Como estão sendo as filmagens de The Art of Facing Fear?
Rodolfo García Vázquez –
As filmagens brasileiras estão praticamente encerradas. Faltam apenas algumas cenas. As filmagens internacionais já estão sendo realizadas e devem ser encerradas até o começo de setembro. O processo de filmagens inteiro deve durar ao redor de oito semanas.

Miguel Arcanjo Prado – Quantos atores participam do filme, de quantos países e continentes? Ele é falado em quais idiomas?
Rodolfo García Vázquez –
Ainda estamos negociando as participações de alguns países e atores. Mas temos já confirmadas as participações de atores de 10 países diferentes em 4 continentes.

O ator André Lu durante as filmagens de The Art of Facing Fear – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – Como foi filmar em pleno protesto de rua na avenida Paulista: qual foi a experiência deste set inusitado?
Rodolfo García Vázquez –
Foi muito intenso para todos nós, estar na rua, no protesto mais do que necessário, ao lado de manifestantes indignados com a situação atual do país e mesclar essa realidade com toda a indignação e revolta que o filme retrata. Foi também uma forma de reconectar o filme à sua origem, sua razão de ser.

Miguel Arcanjo Prado – Tem previsão de estreia para este terceiro longa do Satyros Cinema?
Rodolfo García Vázquez –
Teremos uma sessão aberta do primeiro corte até 19 de dezembro, cumprindo a demanda do Proac-LAB. A estreia oficial deve ocorrer até o final do primeiro semestre de 2022.

Nicole Puzzi filma The Art of Facing Fear, filme de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – O filme marca o retorno às telonas da grande musa Nicole Puzzi. Como é trabalhar com esta atriz que já tem tanta experiência cinematográfica?
Rodolfo García Vázquez –
Foi uma honra poder trabalhar com a Nicole Puzzi, grande musa do cinema paulista independente. Ela nos inspira muito. Sua garra, seu talento, sua disciplina, são inspiradores para o nosso trabalho em cinema. Ela quebra os tabus sobre a produção da pornochanchada paulista dos anos de chumbo. E me fez entender a força daquilo que chamavam de pornochanchada, como por exemplo em um filme como Damas do Prazer, um filme feito na raça, sem verbas, e com muito talento.

Miguel Arcanjo Prado – Você e o Ivam Cabral fizeram muitas adaptações da peça para o roteiro? Pode adiantar alguma mudança?
Rodolfo García Vázquez –
O roteiro é basicamente inspirado em A Arte de Encarar o Medo e As Mariposas [respectivamente, peças digitais do Satyros de 2020 e 2021]. Trata de um mundo distópico, no período entre 2020 e 2035. Em 2020, as pessoas protestam nas ruas, com máscaras, e mesmo com o risco da pandemia, elas se sentem obrigadas a protestar contra impulsos autoritários e controles sociais exercidos por máquinas. Com o passar dos anos, a tragédia climática, a pandemia, os controles virtuais e a ditadura instaurada em várias partes do mundo levam as pessoas ao isolamento e ao medo.

Apesar de toda a vigilância, perseguição e controle, os artistas vão sempre resistir e trazer a esperança de um mundo melhor.”

Rodolfo García Vázquez
diretor do filme The Arte of Facing Fear

Miguel Arcanjo Prado – Qual é o espírito do filme The Art of Facing Fear e seu recado artístico?
Rodolfo García Vázquez –
O espírito é de que, apesar de toda a vigilância, perseguição e controle, os artistas vão sempre resistir e trazer a esperança de um mundo melhor.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *