★★★★ Crítica: A Mulher Sem Pecado valoriza Nelson Rodrigues com Grupo Gattu dirigido por Eloisa Vitz

Daniel Gonzales é o ciumento Olegário em A Mulher Sem Pecado, de Nelson Rodrigues, com Grupo Gattu em direção de Eloisa Vitz: texto clássico revigorado © Bob Sousa Blog do Arcanjo 2024

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

★★★★
A MULHER SEM PECADO
Avaliação: Muito Bom
Crítica por Miguel Arcanjo Prado

Eloisa Vitz é uma das encenadoras mais importantes — e trabalhadoras — do teatro brasileiro contemporâneo, com produção constante nos últimos 24 anos de seu Grupo Gattu, o que a faz ser respeitada pela classe artística e pelo público que lota suas peças. Prova disso é sua façanha em A Mulher Sem Pecado, primeira peça escrita em 1941 pelo maior dramaturgo brasileiro, o famigerado Nelson Rodrigues (1912-1980). O autor, que andava esquecido e até mesmo atacado por parte da classe artística, é revigorado na montagem dirigida por Eloisa Vitz com o Grupo Gattu. A encenação comprova a força descomunal da obra rodrigueana, que como poucos conseguiu traduzir nossos mais camuflados traumas e desejos. A trama gira em torno de um homem obcecado pela fidelidade de sua mulher, tornando a vida da pobre um martírio com seus ataques de ciúmes. Daniel Gonzales brilha na acertada composição de seu sisudo Olegário, o marido entrevado em uma cadeira de rodas que busca manter a mulher no cabresto. Lídia, a esposa, é interpretada com desenvoltura por Miriam Jardim, que impõe à mesma uma aura de mistério e segredo, mas com malemolência no olhar. Ainda estão no elenco Mariana Fidelis e Paulo de Almeida, efervescentes como os serviçais alcoviteiros do casal, submersos no jogo de traições que a peça compõe; além de Lilian Peres, atriz que representa um respiro no drama, divertidíssima como a intrometida e amarga mãe de Olegário, e Jailton Nunes, o mancebo sensual irmão de Lídia. Eloisa Vitz, que é uma das melhores atrizes de sua geração, também dá o ar de sua graça na pele da finada esposa de Olegário, em aparição etérea e potente. A encenação remodela com perspicácia o Teatro do Sol, sede do Grupo Gattu, brincando com degraus que deixam o patriarca acima de todos, e também orifícios de onde surgem personagens. Os figurinos de época de Heron Medeiros valorizam a trama folhetinesca, bem como a iluminação inebriante de Eloisa Vitz e Newton Saiki e a trilha sonora cuidadosamente pinçada pela diretora. A Mulher Sem Pecado de Eloisa Vitz com o Grupo Gattu confirma a força genial de Nelson Rodrigues como dramaturgo universal e atemporal, apresentando o mesmo às novas gerações. Afinal, independentemente de gostos momentâneos, o teatro brasileiro deve muito a Nelson Rodrigues. O Grupo Gattu demonstra saber disso muito bem.

★★★★
A MULHER SEM PECADO
Avaliação: Muito Bom
Crítica por Miguel Arcanjo Prado

Quinta, sexta e sábado, 21h, domingo, 19h. Até 14/7/2024. Teatro do Sol – Rua Damiana da Cunha, 413, Santana, São Paulo, SP. 70 min. 16 anos. Grátis. Tel. 11. 3791.2023 e Whatsapp: 11. 95679.2526.

Retire seu ingresso!

Leia entrevista com Eloisa Vitz

Blog do Arcanjo mostra A Mulher Sem Pecado, de Nelson Rodrigues com Grupo Gattu sob direção de Eloisa Vitz, em fotos de Bob Sousa

Retire seu ingresso!

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *