Crítica | Pink Star impressiona com protagonista talentoso e elenco afinado em trama ágil e profética

Diego Ribeiro dá show de atuação em Pink Star - Foto: Divulgação @ossatyros - Blog do Arcanjo
Diego Ribeiro dá show de atuação em Pink Star – Foto: Divulgação @ossatyros – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Arte relevante antecipa tendências sociais. É como se o artista fosse uma entidade com sensibilidade premonitória ao futuro. Isso se confirma com a Cia. de Teatro Os Satyros mais uma vez, com a remontagem de Pink Star, espetáculo estreado presencialmente em 2017 e que foi completamente reformulado para o teatro digital. A quem viu a primeira encenação no soturno Espaço dos Satyros Dois da praça Roosevelt, a nova montagem confirma o espetáculo como uma profecia sobre os rumos do Brasil.

O texto perspicaz de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez se concentra no assassinato de Purpurinex Brilhante, pessoa que abriu mão do gênero para só ser. Contudo, tal liberdade parece ter despertado a ira em quem não consegue enxergar o mundo e as pessoas fora das caixinhas pré-estabelecidas.

Com ritmo frenético e trilha envolvente de Felipe Soares, Vázquez dirige a montagem mais uma vez, sob assistência atenta de Gustavo Ferreira. A história policial ganha ares futuristas, como se fosse um cartoon multicor abusadamente pop, destaque da direção de arte de Adriana Vaz com assistência de Letícia Gomide. Com ampla liberdade de quem é o grupo teatral pioneiro na abordagem de todas as letrinhas do alfabeto da identidade de gênero nos palcos brasileiros, o Satyros se dá ao luxo de apresentar olhar irônico para as mesmas. Afinal, para o bem ou para o mal, gente é gente, independentemente da sigla à frente.

O frescor da peça nasce não só do texto ou da direção, mas, sobretudo, de um elenco totalmente entregue, no qual o protagonismo de Diego Ribeiro, como Purpurinex, reforça que 2021 é o ano de ouro do ator. O artista gaúcho de Uruguaiana radicado em São Paulo também foi destaque recentemente em As Mariposas, do Satyros. Mais maduro e sacudido pela vida que em 2017, Diego Ribeiro revisita Pink Star com toda a segurança do mundo, dando matizes distintas ao texto, dito por ele com muito sabor, em interpretação épica-dialética rara no teatro brasileiro, ainda tão necessitado de boas atuações. Ele só confirma o Rio Grande do Sul como celeiro de bons atores.

Com um carro-chefe de tal magnitude, o elenco segue em prumo certo, oferecendo ao público atuações efervescentes, altamente debochadas e dinâmicas até não mais poder. Todos merecem ser citados, nome por nome: Alessandra Nassi, Alex de Felix, Anna Kuller, Beatriz Medina, Bel Friósi, Bruno de Paula, Cristian Silva, Diego Ribeiro, Dominique Puzzi, Elisa Barboza, Felipe Estevão, Guilherme Andrade, Heyde Sayama, Ícaro Gimenes, Ingrid Soares, Julia Francez, Karina Bastos, Luis Holiver, Maiara Cicutt, Marcia Dailyn, Roberto Francisco, Silvio Eduardo e Vitor Lins. Ainda há a voz de André Bachiega e o preparo vocal bem sucedido de André Lu, que domou o elenco nas notas corretas para as cenas musicadas.

Com um time tão afinado, o público se diverte em Pink Star e fica boquiaberto diante das possiblidades estéticas do teatro digital descortinadas pelos incansáveis artistas do Satyros. Não à toa, eles são hoje reverenciados no mundo inteiro.

Pink Star (2021), da Cia. de Teatro Os Satyros
Avaliação: Ótimo ✪✪✪✪✪
Crítica por Miguel Arcanjo Prado


Retire seu ingresso!

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *