Ivam Cabral e Eduardo Chagas comentam As Mariposas do Satyros no Podcast do Arcanjo

Por Zirlene Lemos

Nesta semana, o Podcast do Arcanjo estreou mais um bate papo inteligente e descontraído, dessa vez com Eduardo Chagas e Ivam Cabral dois atores do teatro de SP, do Brasil e do mundo, com espetáculos reconhecidos lá fora e que já faturaram premiações internacionais. Em um bate papo de pouco mais de 20 minutos com Miguel Arcanjo Prado, eles conversaram sobre carreira, origens e, obviamente, As Mariposas, novo espetáculo digital da Cia. de Teatro Os Satyros.

Ouça Eduardo Chagas e Ivam Cabral no Podcast do Arcanjo!

Para o ator Ivam Cabral “nós somos essas mariposas, precisamos da luz pra poder brilhar, enxergar e aparecer e ao nos aproximarmos dessas luzes a gente pode ser consumido por ela, tem um esforço muito grande pra encontrar a luz e um esforço muito grande para dominar essa luz”.

Eduardo Chagas também falou sobre o pai, o Chaguinha, funcionário da Globo por 35 anos e que interpretou por muitos anos o Marques de Rabicó no Sítio do Picapau Amarelo. Eles também falaram de “perrengues” ao longo da trajetória artística ao participarem pela primeira vez de um festival internacional de teatro em Portugal nos anos 1990. Eduardo Chagas contou como “se virou” na época, sendo artista de rua.

“Fui com US$ 150 dólares no bolso para o Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica do Porto (Fitei), éramos 25 pessoas, íamos ficar 4 meses. Para me manter em Lisboa eu fui para rua fazer mímica e sombra e isso segurou minha onda por lá uns 4 meses. Era alta temporada e por dia era um público de umas mil pessoas me assistindo em sessões de meia hora a 40 minutos, todo mundo se aglomerava mas as vezes tinha que fugir da polícia”, relembrou, bem humorado, o ator.

Na conversa também falaram do lançamento online, neste sábado (20) do livro 1991 ou a Imperfeição do Amor, de autoria de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez que resultará em um espetáculo do grupo, que ainda irá estrear no presencial quando for possível. Eduardo Chagas ainda falou do sucesso da série de realismo fantástico Cidade Invisível, na Netflix, na qual vive o personagem Sr. Antunes, o Corpo-Seco, e celebra o fato de a produção ser a mais vista no Brasil.

Ouça o Podcast do Arcanjo desta semana!

Siga @miguel.arcanjo!

Ouça o Podcast do Arcanjo!

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. É coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro, colunista do Notícias da TV e faz o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 22/02/2021

    […] 2021, o grupo acaba de estrear sua mais nova peça digital, As Mariposas, que faz uma previsão distópica para o ano de 2121, em forma de alerta da relação dos homens com a natureza e com a revolução […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *