Morre ator Gésio Amadeu vítima da Covid-19 aos 73 anos

Por Miguel Arcanjo Prado

Morreu o grande ator Gésio Amadeu, aos 73 anos, nesta quarta (5), vítima da Covid-19, doença contra a qual ele lutou bravamente nos últimos dois meses. Ele estava internado no Hospital Sancta Maggiore Higienópolis, no bairro paulistano de Santa Cecília, em São Paulo, onde contraiu a doença segundo contou a família do artista. A notícia foi confirmada pelo filho do ator, Mario Amadeu, nas redes sociais, que revelou que o pai sofreu falência múltipla de órgãos. O Blog do Arcanjo lamenta a morte deste talentoso artista e envia os sentimentos à família e amigos. As artes brasileiras estão em luto com mais esta triste perda.

Gésio Amadeu, o Chefe Chico de 'Chiquititas', está com Covid-19 e ...
Gésio Amadeu com Fernanda Souza e Aretha Oliveira nos bastidores de Chiquititas, no SBT – Foto: Arquivo Pessoal – Arquivo Blog do @miguel.arcanjo

Artista negro pioneiro

Artista negro pioneiro de extrema importância na história do teatro, do cinema e da televisão no Brasil, Gésio Amadeu marcou várias gerações como o Tio Barnabé do Sítio do Picapau Amarelo, o Tio Chico de Chiquititas e o Chico Criatura de Velho Chico, três dos grandes personagens que interpretou.

Mineiro de Santos Dumont, onde nasceu em 14 de junho de 1947, estava radicado desde a juventude em São Paulo.

Lembre artistas que perdemos em 2020

Gésio Amadeu - IMDb
Gésio Amadeu (1947-2020): carreira pioneira no teatro, cinema e TV – Foto: Divulgação – Arquivo Blog do @miguel.arcanjo

Em 2014, ele esteve na peça A Última Sessão, ao lado de grandes nomes como Etty Fraser, Laura Cardoso e Miriam Mehler. O ator ainda atuou no filme clássico Eles Não Usam Black-Tie, de Leon Hirszman, ao lado de Gianfrancesco Guarnieri e Fernanda Montenegro, em 1981.

Gésio Amadeu com o elenco da peça A Última Sessão – Foto: Divulgação – Arquivo Blog do @miguel.arcanjo

Entre as dezenas de novelas que participou estão Beto Rockefeller, clássico folhetim da TV Tupi que marcou o estilo da telenovela brasileira, além de produções da Globo como Sinhá Moça, Renascer, A Viagem e Paraíso.

Siga @miguel.arcanjo

Leia +

Colunista ‘ensina’ Beyoncé como representar negros

Conheça 6 novos artistas negros da música brasileira

Filme gravado no Brasil estreia na Argentina

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *