Luiz Gabriel Lopes lança EP Presente nesta quarentena: ouça

Álbum foi lançado no dia do aniversário do artista

Luiz Gabriel Lopes em ilustração de Joana Ziller para a capa do EP Presente – Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

O cantor e compositor Luiz Gabriel Lopes estava em turnê pela Europa quando o mundo se trancou por conta da pandemia do novo coronavírus. Imerso em seus pensamentos na quarentena obrigatória no interior de Portugal, ele decidiu ficar próximo da música.

A escolha rendeu frutos e ele lançou nesta segunda (4) o EP Presente, com quatro faixas, das quais duas são inéditas, compostas nesta nova ordem mundial — todas como uma delicadeza em forma de música. O lançamento, pelo selo Pequeno Imprevisto, ocorreu no dia de seu aniversário de 34 anos. Presente está no Bandcamp, que permite pagamento ao artista, e chega às outras plataformas digitais no dia 11 de maio.

O disco aposta no formato voz e violão e tem mixagem de Otávio Carvalho, profissional com duas indicações ao Grammy Latino no currículo. “Eu boto fé na capacidade humana de gerar abundância e regeneração pra todos. Eu vejo a vida melhor no futuro. A arte é um dos muitos caminhos”, diz.

Abaixo, Luiz Gabriel Lopes comenta faixa a faixa de seu disco para o Blog do Arcanjo:

PRESENTE, por Luiz Gabriel Lopes, faixa a faixa

MINHA IRMÃ
uma canção-acalanto de esperança e carinho, que escrevi pra minha irmã, motivado pela saudade e pelo aperto da distância nesse tempo de isolamento. com fé nas transformações, na sabedoria do que virá, nos futuros luminosos que podemos construir pra nós mesmos.

RECOMEÇARIA
é uma canção que foi escrita há uns anos e eu ainda não tinha gravado. fala do eterno renascer das coisas, da vida que sempre há de brotar das ruínas. o fim dos ciclos que é também recomeço.

LEMBRETE
uma canção muito especial, que já tinha sido gravada pelo Graveola e ao longo dos últimos anos se tornou uma espécie de hino afetivo pra nossa geração. foi escrita com dois parceiros numa viagem que fizemos pelo litoral do Brasil, num final de ano onde
passávamos por muitas transformações pessoais. é uma ode à esperança e ao reencontro com a própria essência. não esquecer do propósito que nos guia no planeta.


AMIGO
é uma canção escrita pela minha tia, como uma carta de saudade pro meu pai, durante a juventude deles. nos encontros de família era sempre cantada por todos os tios, com alta carga emocional. cresci achando que era uma música famosa, mas só depois descobri que era um hit particular da família. trouxe ela pro meu repertório e é sempre uma alegria cantá-la.

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *