Que tal parar de falar da Mallu e ouvir Luedji Luna?

Luedji Luna e Mallu Magalhães: que tal ouvir a música da primeira e parar de falar da segunda? – Fotos: Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Por conta da infeliz declaração dada no programa “Encontro com Fátima Bernardes”, a cantora Mallu Magalhães foi parar na boca do povo nos últimos dias tanto quanto o apresentador do SBT Dudu Camargo.

Muitos dos que tinham aceitado o pedido de desculpas de Mallu após o clipe “Você Não Presta” ser acusado de racismo por ter negros dançando besuntados e semidespidos, além de surgirem ainda atrás de grades, passaram novamente a desconfiar das boas intenções da cantora de 24 anos quando o assunto é racismo.

Sobretudo depois que ela, tão privilegiada desde sempre, sugeriu na tela da Globo sofrer o “racismo reverso”, ao dedicar a música do polêmico clipe “para quem é preconceituoso e acha que branco não pode tocar samba”.

Diante de toda polêmica em torno de Mallu, a melhor observação foi dada pelo  músico, historiador e escritor Salloma Salomão: por que, em vez de falarmos de Mallu Magalhães, a gente não ouve Luedji Luna?

Assim como Mallu, Luedji Luna (a pronúncia correta é Luédi Luna) é cantora. Mas, ao contrário da paulistana que já conquistou tanto aos 24 anos, diferentemente da maioria dos brasileiros, sobretudo os negros e pobres, Luedji, aos 30, está ainda por conquistar muita coisa. E vai.

No momento, batalha para gravar o primeiro disco, “Um Corpo no Mundo”, contando com ajuda dos admiradores e amigos em uma campanha de financiamento coletivo. Recentemente, lançou o belíssimo clipe da canção título, rodado no centro de São Paulo e no qual lança olhar sensível para o tema da diáspora negra.

Luedji Luna é mulher negra, baiana, nordestina, radicada há pouco mais de dois anos em São Paulo. E, sobretudo, muito talentosa.

Luedji Luna tem uma voz que quando canta abarca o mundo inteiro. Sem necessidade de efeitos especiais de computador ou mãos mágicas de bons produtores.

Leia também: Musical grátis celebra 30 anos dos Racionais MC’s em SP

Quem vê seus costumeiros shows na Aparelha Luzia, feitos na raça no fervido centro cultural negro paulistano, sabe disso muito bem. No último São João, ela brilhou frente à banda, entoando seu canto forte diante da fogueira.

Aos poucos, degrau por degrau, Luedji vai conquistando respeito na cena musical paulistana e brasileira. Ainda não descoberta pela grande mídia, é uma estrela potente, esperando a oportunidade de incandescer diante dos holofotes.

Porque uma das maiores cantoras da nova música popular brasileira Luedji Luna já é.

Então, melhor que falar de Mallu Magalhães é ouvir Luedji Luna. Que tal?

Conheça o projeto do primeiro disco de Luedji Luna

Cantora baiana radicada em São Paulo, a potente Luedji Luna batalha para lançar primeiro disco, “Um Corpo no Mundo” – Foto: Nti Uirá Fotografia


Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...