FIT-BH resgata importância das culturas indígenas e negras em cortejo de abertura

Conceição Evaristo (ao centro) no cortejo de abertura do FIT-BH – Foto: Alexandre Guzanshe/Divulgação FIT-BH – Blog do Arcanjo

Evento de artes cênicas vai de 5 a 11 de novembro na capital mineira

Por ÁTILA MORENO*
Enviado especial a Belo Horizonte

Com o tema Raízes – Arte, Existência e Nossa Latinidade, o Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte (FIT-BH) destacou a importância dos povos indígenas e da comunidade negra para sociedade, durante a abertura do evento, no último sábado, dia 5 de novembro.

Data, aliás, que cai como uma luva, pois se celebra tanto o Dia da Ciência e da Cultura, quanto o Dia Nacional da Língua Portuguesa.

E, durante a pandemia do Covid-19, que matou mais de 700 mil pessoas no país, torna-se necessário reforçar na memória coletiva diante de um cenário que trouxe impactos desafiadores, principalmente para as artes, ciência e para as minorias políticas.

“Vamos ter muito trabalho para reconstruir essa escuridão que passou aí, de pandemia, de desgoverno. E é a partir da arte, das raízes, da nossa ancestralidade, que esse caminho pode ser refeito, destaca a indígena Avelin Kambiwá, umas das personalidades a introduzir a cerimônia de abertura.

O evento presencial, realizado no Teatro Francisco Nunes, contou com convidados para promover um diálogo com o público: a escritora Conceição Evaristo e o ambientalista Ailton Krenak.

Criança participa da abertura do FIT BH com as tradições do congado mineiro – Foto: Alexandre Guzanshe Divulgação – Blog do Arcanjo

Em um dos momentos, Conceição citou a frase de Nilma Lino Gomes, pedagoga que se tornou a primeira mulher negra a comandar uma universidade pública federal no Brasil e foi ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, no segundo mandato do governo Dilma Rousseff: “o movimento negro é educador”.

“E, hoje, vendo a presença de vocês negros aqui, ver a presença de Ailton Krenak, eu sendo homenageada, acompanhando também a luta de atrizes e atores de temática negra, é pensar políticas públicas em que nós como artistas, estejamos incluídos; isso significa uma caminhada em que os efeitos e os resultados são merecidos. Não estamos ganhando prêmio. Estamos conquistando aquilo que a sociedade brasileira já nos deve há tempo. Não é privilégio.”

FIT-BH teve força indígena no cortejo de abertura que passou pela Praça 7 – Foto: Kika Antunes – Divulgação/FIT-BH – Blog do Arcanjo

Ailton Krenak reforça que “quanto mais nos tornamos plurais, desafiador é manter a capacidade ver o outro, de distingui-lo, respeita-lo e ver muitas das suas faces. Que não é só uma, mas que é essa pluralidade de seres que estão habitando o mundo como gente, e nos imprimindo o tempo inteiro novas perspectivas…nós somos o que o outro produz em nós.”

Conceição ainda enfatiza que “a identidade brasileira é marcada pela nossa cara preta, indígena, do pobre, de mulheres…é marcada pela cara do povo.”

Cantor Marcelo Veronez puxa cortejo de abertura do FIT BH com Conceição Evaristo – Foto: Alexandre Guzanshe Divulgação – Blog do Arcanjo

Após o debate, no período da tarde, as ruas do Centro de Beagá abriram espaço para o tradicional cortejo conduzido por Maurício Tizumba e Marcelo Veronez, reunindo Reinados de Nossa Senhora do Rosário e Folia de Reis, blocos de Carnaval e grupos de povos indígenas. Vale lembrar que a capital mineira reúne 13 ruas que homenageiam várias tribos e etnias.

O Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte (FIT-BH) vai até o dia 11/11. Nesta 15ª edição, a curadoria é formada por Andreia Duarte, Marcos Alexandre e Yara de Novaes e reúne mais de 30 espetáculos nacionais e internacionais, encontros, oficinas, ocupações e debates.

Abertura do FIT BH 2022 – Foto: Kika Antunes Divulgação – Blog do Arcanjo

Saiba tudo sobre o FIT-BH

*Átila Moreno é jornalista e apaixonado por cultura, sobretudo filmes, séries e peças de teatro. É diretor e editor-chefe do site atilaouno.com.br e cofundador do canal Mooveola. Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pelo UNI-BH, é pós-graduado em Produção e Crítica Cultural pela PUC-Minas. Colabora com o Blog do Arcanjo desde 2012.
Siga @atilaouno.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP