O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr faz sessão dupla no Teatro Paulo Autran em SP

O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr - Foto: Julio Ricardo Divulgação - Blog do Arcanjo
O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr – Foto: Julio Ricardo Divulgação – Blog do Arcanjo 2022

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Dois históricos líderes norte-americanos que lutaram contra o racismo aportam no palco do Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, nesta sexta, 28, e sábado, 29 de janeiro, às 21h. É quando é encenada pelo diretor Isaac Bernat a peça O Encontro – Malcom X e Martin Luther King, com os atores Izak Dahora (Malcom) e Orlando Caldeira (que substitui Rodrigo França como King Jr.), além do ator Drayson Menezzes e os músicos Caio Nunes e Luellem de Castro, sob direção musical de Serjão Loroza.

O texto de Jeff Stetson traduzido por Rogério Corrêa mostra um encontro fictício em um hotel do Harlem, Nova York, entre os dois líderes por direitos civis de negros nos EUA, no qual debatem diferentes visões da luta antirracista.

A montagem é importante neste momento porque vivemos um período de fortes polarizações e intolerâncias de diversas ordens. Nós, negros, ainda estamos em situações de muita desigualdade. Esse diagnóstico se tornou clichê, mas é uma realidade.

IZAK DAHORA
ator

O Blog do Arcanjo lembra que obra cria uma ponte entre a desigualdade racial norte-americana e a que existe também no Brasil, país no qual a segregação racial é mais sutil do que nos Estados Unidos, mas nem por isso menos perversa.

A peça recebeu vários prêmios nos EUA, como oito Prêmios de Teatro da NAACP (1987); Prêmio para Dramaturgos Louis B. Mayer (1984); Prêmio Ohio State Achievement of Merit Award (1990), além de seis indicações para o Prêmio New York Audelco (1987).

Estamos diante de uma dramaturgia irretocável, contundente, terna e humana, que trata de questões como o racismo, a discriminação e a injustiça social, condutas que impedem a sociedade de ser justa e igualitária. As visões e as práticas de Malcolm e Martin têm muito a nos inspirar e ensinar neste momento em que a humanidade parece perdida e sem esperança.

ISAAC BERNAT
diretor teatral

SOBRE MARTIN E MALCOLM

Martin Luther King Jr. foi a pessoa mais jovem a receber o prêmio Nobel da Paz, aos 35 anos, em 1964. Quatro anos depois foi assassinado, em 4 de abril de 1968, em Memphis, no Tennessee. Doutor em Teologia pela Universidade de Boston e Pastor de uma igreja Batista de Montgomery, no Alabama, Dr King, como era chamado, assim como Mahatma Gandhi, pregou a não violência como forma de protesto contra a segregação racial. Ele foi também, um grande ativista na luta contra a desigualdade econômica e as guerras, como a dos EUA contra o Vietnã.

Malcolm X sofreu várias metamorfoses ao longo da curta vida, segundo Manning Marable, o seu mais importante biógrafo, . Nascido numa família pobre na pequena cidade de Omaha, no Nebraska, foi ladrão, agenciador de prostitutas e viciado em drogas antes de se tornar o grande líder muçulmano e preconizador de uma revolução mundial dos negros.  O tempo passado na cadeia também deixou marcas profundas em Malcolm que, neste período, estudou muito e ao sair abandonou o crime, tornando-se um dos maiores oradores de todos os tempos.

Ficha técnica

Texto: Jeff Stetson
Tradução e adaptação: Rogério Côrrea
Direção: Isaac Bernat
Elenco: Drayson Menezzes, Izak Dahora e Rodrigo França (para estas apresentações, Orlando Caldeira interpretará Martin Luther King Jr)
Músicos: Caio Nunes e Luellem de Castro
Direção Musical: Serjão Loroza
Assistência de Direção: Luíza Loroza
Assistência de Direção Musical: João Felipe Loroza
Orientação Científica: Lourenço Cardoso
Cenário: Dóris Rollemberg
Figurinos: Desirée Bastos
Fotos: Julio Ricardo
Programação Visual: Raquel Alvarenga
Idealização: Aline Mohamad e Isaac Bernat
Produção: Corpo Rastreado e MS Arte & Cultura

O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr

Direção de Isaac Bernat. Com Corpo Rastreado e MS Arte & Cultura
Dias 28 e 29 de janeiro de 2022.
Sexta e sábado, às 21h
Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (credencial plena/meia)
Local: Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros (r. Paes Leme, 195, Pinheiros, metrô Faria Lima ou Pinheiros, São Paulo)
Duração: 70 minutos.
Classificação: 12 anos.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.