Prêmio Solano Trindade lança livro com 3 dramaturgos negros e novo edital

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Valorizar a dramaturgia negra contemporânea é um dos focos do Prêmio Solano Trindade, criado em 2020 pela Adaap (Associação dos Artistas Amigos da Praça) e SP Escola de Teatro, ligada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Nesta quinta (9), às 20h, no YouTube da Escola terá o lançamento da primeira edição do livro Prêmio Solano Trindade – Coletânea Jovens Dramaturgos Negros 2020.

O dramaturgo Lucas Moura foi um dos selecionados no 1º Prêmio Solano Trindade - Foto: Alvaro Grave/Divulgação - Blog do Arcanjo
O dramaturgo Lucas Moura foi um dos 3 selecionados no 1º Prêmio Solano Trindade da Adaap e SP Escola de Teatro – Foto: Alvaro Grave/Divulgação – Blog do Arcanjo

3 novos dramaturgos negros

Prêmio Solano Trindade – Coletânea Jovens Dramaturgos Negros 2020 traz três peças de jovens dramaturgos negros estudantes de teatro, que saíram vitoriosas no concurso do edital lançado em 2019: “Guerras Urbanas”, de Camila de Oliveira Farias, do Rio de Janeiro, “Como Criar para um Corpo Negro sem Órgãos?”, de Lucas Moura, de São Paulo, e “Medeia Homem”, de Robinson Oliveira, do Rio Grande do Sul.

Comissão do 1º Prêmio Solano Trindade: Marici Salomão, Rosane Borges, Ueliton Alves, Miguel Arcanjo Prado, Elen Londero e Luh Maza - Foto: Bruno Galvincio/Adaap/Divulgação - Blog do Arcanjo
Comissão do 1º Prêmio Solano Trindade da SP Escola de Teatro e Adaap: Marici Salomão, Rosane Borges, Ueliton Alves, Miguel Arcanjo Prado, Elen Londero e Luh Maza – Foto: Bruno Galvincio/Adaap/Divulgação – Blog do Arcanjo

O bate-papo terá como temática o panorama da nova produção dramatúrgica de jovens autores negros no Brasil, já que o concurso do Prêmio Solano Trindade é de âmbito nacional. Participam da conversa online os autores selecionados e a comissão avaliadora, formada pela dramaturga e diretora Luh Maza, o bibliotecário Ueliton Alves, o jornalista Miguel Arcanjo Prado e a coordenadora de Dramaturgia da Escola, Marici Salomão, além do diretor executivo da SP Escola de Teatro e Adaap, Ivam Cabral.

Solano Trindade (1908-1974): pernambucano é marco da escrita negra no Brasil e vira nome de prêmio de dramaturgia da Adaap e SP Escola de Teatro – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

2ª Edição do Prêmio Solano Trindade

Também nesta quinta (9), acontece o lançamento do edital 2021 do Prêmio Solano Trindade, que deve selecionar mais três peças de jovens dramaturgos negros a serem lançadas em livro em 2022 e ficará disponível no site da instituição. A premiação é uma homenagem ao ator, diretor, cineasta, escritor e militante pernambucano Francisco Solano Trindade (1908-1974), em cuja obra fez marcantes denúncias contra o racismo e o preconceito no Brasil.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *