Reportagem acusa CNN Brasil de racismo contra comentarista Basília Rodrigues

Basília Rodrigues teria sido vítima de racismo dentro da CNN Brasil segundo reportagem do Alma Preta - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo 2021
Basília Rodrigues teria sido vítima de racismo dentro da CNN Brasil, diz reportagem do Alma Preta; emissora afirma investigar o caso – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo 2021

Por Miguel Arcanjo Prado
@miguel.arcanjo

A jornalista Basília Rodrigues, da CNN Brasil, estaria sendo vítima de racismo dentro da própria emissora. Segundo publicou o site Alma Preta, a comentarista política teria sofrido comentários racistas sobre seu cabelo bem como teria tido sua imagem coberta durante suas intervenções — ou seja, outras imagens de apoio seriam rodadas, deixando apenas a voz da profissional no ar. O caso está em investigação pela CNN Brasil.

Basília Rodrigues usou o Twitter para se expressar sobre toda a repercussão do caso. “O racismo e o negro convivem dia a dia. É uma relação insuportável, uma companhia inconveniente que está à bordo, em uma mesma viagem. Às vezes, me pergunto, haverá ponto final? Logo, penso que esse não é o mal do negro, esse é o mal do racismo”, postou.

As atitudes supostamente racistas foram relatadas ao Alma Preta por uma fonte dentro da CNN Brasil, que preferiu manter anonimato. Essa pessoa afirma que Basília foi alvo de preconceito por seu cabelo e recebeu tratamento diferenciado do que é dado a outros jornalistas em situações semelhantes.

“A edição do jornal Novo Dia chegou a reclamar da comentarista estar ‘descabelada’. De acordo com as fontes ouvidas, Basília mudou o cabelo de um lado para o outro, o que deixou uma parte mais volumosa. Os funcionários dizem ser comum orientar as pessoas, quando estão ao vivo, a arrumar o cabelo”, afirma o Alma Preta.

A edição do programa Novo Dia teria optado por cobrir as imagens da jornalista em edições recentes. Durante suas falas, apenas sua voz apareceu e a tela foi coberta por imagens de apoio. Em nota oficial, a CNN falou que a acusação “é gravíssima” e disse que investiga o caso. “De qualquer forma, queremos ressaltar: se qualquer colaborador da CNN for vítima ou presenciar qualquer situação de discriminação ou violação de natureza ética ou legal, deve procurar a área de recursos humanos ou de compliance e relatar o ocorrido. Todos os casos serão apurados com rigor e transparência, preservando a identidade de quem fizer a denúncia”, diz a emissora.

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo no YouTube!

Siga @miguel.arcanjo no Instagram!

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordenada a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem a citação direta com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg



Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *