Viviane Ferreira é nova diretora-presidente da Spcine

A cineasta e advogada Viviane Ferreira tomou posse como diretora-presidente da Spcine nesta quarta-feira, 10, em uma cerimônia realizada de maneira virtual que contou com posicionamentos fortes em defesa do setor audiovisual e falas emocionadas. O momento foi reconhecido como histórico por diversos dos internautas que acompanharam a transmissão ao vivo nas redes sociais.

Depois de um período de transição com a gestão de Laís Bodanzky, Viviane assume a Spcine num momento em que a defesa do setor audiovisual – e cultural como um todo – é imperativa, frente aos diversos ataques a que os artistas, produtores, técnicos e demais profissionais da área estão submetidos. Esse aspecto também foi destacado pelo Secretário de Cultura da Cidade de São Paulo, Alê Youssef, presente no evento virtual.

A cerimônia foi apresentada pela atriz Maria Gal e contou ainda com a participação da cantora e instrumentista Dai Ribeiro, da poeta Elizandra Souza, e da cineasta Laís Bodanzky. 

Viviane aproveitou para anunciar três nomes de sua equipe. Lyara Oliveira será Diretora de Desenvolvimento e Política de Audiovisuais, Marcelo Rocha assume a Gerência de Políticas do Audiovisual e Mônica Ribeiro fará a assessoria de comunicação da empresa municipal.

“Posso dizer com muita tranquilidade que a Prefeitura de São Paulo é um lugar no qual,  em todas as vezes em que retorno em posições diferentes, eu me sinto em casa”, disse Viviane. “Tive a possibilidade de ser estagiária, fui assessora em diferentes departamentos, isso me deu tranquilidade de poder dialogar com o secretário Alê Youssef para entender que as políticas públicas têm uma disposição para a escuta, para a construção de um ambiente político de colaboração. Chego com essa expectativa, com essa vontade e responsabilidade. Esse momento é a tradução também de clamações anteriores. Os movimentos de mulheres negras no Brasil, num momento mais recente, marcharam pedindo a ocupação de espaços na gestão pública. Em 2015, o setor audiovisual ouviu de muitas mulheres a pergunta: quem tem medo das mulheres no audiovisual? Estávamos construindo.”

Viviane indicou que sua gestão vai se pautar pelo diálogo e pela continuidade de um trabalho na Spcine. “Isso não é sobre inventar a roda, nem um processo heroico. Vejo na Spcine um lugar de inovação. Convido todo o setor e a equipe a exercerem o direito à experimentação. Existe muita vontade para experimentar e inovar no que for possível e necessário nesse ciclo que se abre em nossas vidas. O diálogo está aberto. A partir dele, a gente consegue mover o mundo”, complementou a nova diretora-presidente.

Para o Secretário Alê Youssef, a posse de Viviane na Spcine – assim como havia acontecido com a posse de Laís Bodanzky em 2019 – encontra em pleno movimento a luta da civilização contra a barbárie, e os movimentos de amparo, defesa e valorização da cultura por parte da Prefeitura de São Paulo.

“Quero agradecer demais à Viviane por aceitar entrar nesse time que defende a cultura a partir da maior cidade do Brasil, que está aberto para todas as expressões, e para todas as cidades e estados que querem criar uma rede de defesa da cultura nesse país”, disse Youssef. “Viviane tem toda a compreensão em relação à importância do mercado audiovisual, do seu aspecto de geração de emprego e renda e de inclusão social. Tenho certeza que ela vai fazer uma gestão apontando para a democratização do setor e do acesso democrático aos processos de produção. A posse dela é uma peça importantíssima no pacto civilizatório, nesse processo importante de transformação que estamos vivendo.”

Ao agradecer ao Prefeito Bruno Covas e ao Secretário pelo convite para assumir a Spcine, Viviane comentou que o chamado veio “de uma forma muito honesta e generosa, como o reconhecimento de um trabalho coletivo”. E completou: “Com a Ancine agonizando, a Spcine segue como um oásis no nosso país. Estamos na vanguarda.”

Spcine

A Spcine é a Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo. Atua como um escritório de desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e novas mídias. O objetivo é reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do audiovisual paulista e seu impacto em âmbito cultural e social. A empresa é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Criada pela Lei 15.929/2013, teve sua autonomia técnica, fiscal e orçamentária garantida pela Lei 13.303/2016.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *