Morre Carol Bueno, arquiteta da Triptyque e fundadora do Acadêmicos do Baixo Augusta

Carol Bueno – Foto: Silvana Garzaro – blogdoarcanjo.com

Por Miguel Arcanjo Prado

Morreu Carol Bueno, arquiteta e fundadora do escritório de arquitetura franco-brasileiro Triptyque e membro fundadora do bloco carnavalesco Acadêmicos do Baixo Augusta, um dos maiores e mais queridos de São Paulo. Ela tinha apenas 46 anos e não resistiu, após lutar bravamente, contra o câncer no cérebro. Ela deixa uma filha, Zoe, de oito anos. O Blog do Arcanjo lamenta a morte de uma figura crucial para a arquitetura e o Carnaval na cidade de São Paulo, dona de carisma ímpar e competência em tudo que fazia.

“O Baixo Augusta está de luto e nosso bloco toca o tambor e levanta o estandarte para prestar homenagem a nossa querida amiga Carol Bueno, uma das nossas fundadoras que descansou com toda sua serenidade e dignidade. Nossos trios elétricos serão eternamente decorados com suas lindas e criativas ideias. Sua alegria contagiante estará sempre presente em nossos desfiles e nossos corações. Descanse em paz amada Carol. Seus cachos dourados de anjo são parte da nossa história e da história do carnaval de São Paulo. Apavore na eternidade”, afirmou o Acadêmicos do Baixo Augusta em nota oficial.

Seu escritório de arquitetura também se manifestou por nota. “A Triptyque Architecture manifesta profundo pesar pelo falecimento de Carol Bueno, 46 anos, sócia fundadora da Triptyque, depois de um ano de corajosa batalha por sua saúde. A arquitetura perde hoje uma profissional brilhante, engajada na transformação por cidades mais abertas e inclusivas e pelo respeito ao meio ambiente. Nós, seus sócios, Greg Bousquet, Gui Sibaud e Olivier Raffaelli e toda a equipe Triptyque no Brasil e na França, somos hoje tristeza e saudade. À família e aos inúmeros amigos, o nosso amor e carinho”.

O secretário de Cultura da Cidade de São Paulo, Alê Youssef, também membro fundador do Baixo Augusta, também se manifestou nas redes. “Uma das figuras mais inteligentes e criativas que conheci nos deixou […]. A arquiteta e urbanista Carol Bueno, minha querida amiga, mulher arrojada, divertida, competente descansou depois de uma dura e digna batalha contra o câncer. Formada na Ecole d’Architeture de Paris- La- Seineque, foi a única mulher e representante do Brasil a participar da fundação do importante escritório de arquitetura franco-brasileiro Triptyque, do qual foi sócia durante toda sua trajetória profissional e por onde criou diversos ousados projetos, no campo da arquitetura e urbanismo e que estão espalhados pela cidade e pelo mundo. Sua visão sobre o direito à cidade foi decisiva para a criação do nosso bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, do qual Carol foi uma das fundadoras, e responsável pela cenografia de todos os desfiles até aqui. Meus sentimentos a sua querida família, a todos os seus tantos amigos e colegas. Descanse em paz, minha querida. Honraremos sua memória.”

A fotógrafa Silvana Garzaro, que clicou Carol Bueno no último Carnaval na imagem que ilustra a abertura desta matéria, também se manifestou. “Ao longo dessas quase três décadas de trabalho com fotografia, algumas pessoas se tornam como amigas, de tanto encontrar e fotografar e Carol Bueno era uma dessas pessoas que era como uma amiga de tantas vezes que a fotografei. A última foto foi feita no Carnaval do Acadêmicos do Baixo Augusta, em março de 2020. Soube de sua partida, muito triste, que descanse em paz”.

Carol Bueno entre Flavia Brunetti e Marcia Dailyn na sede do Baixo Augusta – Foto: Acervo Marcia Dailyn – blogdoarcanjo.com

A atriz e bailarina Márcia Dailyn, musa do Baixo Augusta, também manifestou seu pesar. “Nosso amor Carol Bueno nos deixou. Carol era uma das pessoas mais fervorosas e contagiantes que eu conheci. Sua inteligência, alegria e pessoa humana que era a tornavam marcante. O sorriso de pura alegria, nossos cachos dourados. Ouço ela me chamando: ‘a musa chegou heeeeee’ e piscava os olhos para mim. Falava: Marcinha, me ajuda no meu figurino para o nosso bloco seguir sempre no coletivo. Carol, obrigado por tudo, sua alegria de vida e seu legado sempre viverá. Descanse em paz, Carol Deusa”.

+ Artes, Cultura e Entretenimento

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *