7 razões para ver Maria Ribeiro em Pós-F de Fernanda Young no teatro digital

Maria Ribeiro estreia Pós-F neste sábado – Foto: Bob Wolfenson/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

O Blog do Arcanjo enumera 7 motivos para você assistir Pós-F com Maria Ribeiro — as dicas são da Adriana Balsanelli.

1. A peça Pós-F abre a programação digital do Teatro Porto Seguro neste sábado (12), com sessões sábados e domingos, 20h, até 4 de outubro. Os ingressos, a partir de R$20, terão parte do valor destinados a campanhas para profissionais das artes cênicas afetados pela pandemia.

2. Maria Ribeiro estará no palco, em seu primeiro espetáculo solo, e toda a apresentação será transmitida via streaming. Quatro câmeras serão usadas, para conferir mais proximidade.

3. O solo é inspirado em Pós-F.: para Além do Masculino e do Feminino, primeira obra de não ficção de Fernanda Young, que venceu o Prêmio Jabuti 2019.

4. Fernanda planejava estar em cena com Maria, como se fossem duas vozes discordando uma da outra. E sugeriu Mika Lins para a direção do espetáculo.

5. O figurino é inspirado em camisetas de bandas que Fernanda Young gostava de usar.

6. O cenário de Mika Lins tem desenhos da escritora, da filha, Estela May, e da própria diretora.

7.
A luz é de Caetano Vilela, que, junto com Mika e Maria, também assina a adaptação do texto.

Ouça o Podcast do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *