Negra Palavra valoriza poeta negro Solano Trindade no teatro digital

O ator Lucas Sampaio na peça Negra Palavra – Solano Trindade, que faz sessões no teatro digital – Foto: Reprodução/Instagram – Blog do @miguel.arcanjo

Dos palcos para as telas conectadas, o espetáculo Negra Palavra – Solano Trindade ganhou mais sessões para o público no teatro digital. A peça narra a vida do artista e militante negro pernambucano Solano Trindade (1908-1974), recuperando e valorizando sua vida e obra para as novas gerações. Ela estreou a sua terceira temporada na Casa de Cultura Laura Alvim, mas foi interrompida em março, no início da pandemia. Agora, as apresentações foram adaptadas às plataformas digitais, com 11 atores em cena, cada um de sua casa. A exibição irá até o dia 3 de outubro, sempre às sextas e sábados, via Zoom, e os ingressos podem ser comprados na Sympla, com diferentes preços a escolha do público. 

Uma das marcas do espetáculo é o envolvimento do corpo, música em cena. As poesias de Solano Trindade compõem a peça e emanam a identidade negra, em meio a estética e a cultura afro-brasileira, representadas nesta narrativa. “O maior desafio e creio que, também, a grande força desse trabalho, veio da percepção de que as poesias de Solano são profundamente atuais.”, afirma Renato Farias, roteirista e um dos diretores do espetáculo ao Blog do Arcanjo.

O poeta Solano Trindade, que ganha homenagem no teatro digital na peça Negra Palavra – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Negra Palavra – Solano Trindade leva à cena as vivências do “Poeta do Povo”, desde a infância em Recife, colorida pela sonoridade das feiras populares e pela ancestralidade do maracatu, e ainda pelo seu papel na militância social no Brasil, lutando contra a fome e o racismo. O lado de homem negro humanizado com o amor e ao cuidado da família é outro ponto representado, desconstruindo o estereótipo negativo do homem negro.

Para quem gosta de poesias, a cada sessão antes da peça, nomes conhecidos da cultura fazem recitais, entre eles estão astros e estrelas como Conceição Evaristo, Eliana Alves Cruz, Cris Vianna, Olívia Araújo, Tatiana Tibúrcio, Sheron Menezzes, David Júnior, Marcelo Mello, Elisa Lucinda, Rodrigo França, Jô Bilac, Márcia do Vale, Zezeh Barbosa, Isabel Filardis e Slam das Minas.  

Produzida pela Saideira Produção em parceria com a Companhia de Teatro Íntimo e o Coletivo Preto, a peça também já esteve em cartaz também em terras cariocas, no Sesc Tijuca e no Teatro Poeira. A direção é coletiva, conduzida por André Muato (direção musical e percussão corporal), Drayson Menezzes (direção de atores), Orlando Caldeira (direção de movimento e direção geral) e Renato Farias (roteiro e direção geral). O elenco é composto por Adriano Torres, André Américo, Breno Ferreira, Drayson Menezzes, Eudes Veloso, Jorge Oliveira, Leandro Cunha, Lucas Sampaio, Orlando Caldeira, Rodrigo Átila e Thiago Hypólito.

O Blog do Arcanjo lembra que Solano Trindade dá nome ao concurso de Dramaturgia Negra realizado pela SP Escola de Teatro, que teve sua primeira edição em fevereiro deste ano, premiando as peças “Guerras Urbanas”, de Camila de Oliveira Farias, do Rio de Janeiro, “Como Criar para um Corpo Negro sem Órgãos?”, de Lucas Moura, de São Paulo, e “Medeia Homem”, de Robinson Oliveira, do Rio Grande do Sul. O jornalista Miguel Arcanjo Prado, deste blog, participou do júri/comissão ao lado de Marici Salomão, Luh Maza, Ueliton Alves, Rosane Borges.

Serviço:
NEGRA PALAVRA – SOLANO TRINDADE
Temporada até 03 de outubro, às sextas e sábados – 16h
Duração: 30 min
Classificação: 12 anos
Ingressos: Ingresso social gratuito (50 unidades) e ingressos com contribuições de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.
Disponíveis em https://www.sympla.com.br/negrapalavra

Colaborou Runan Braz

Negra Palavra – Solano Trindade – Foto: Marta Starosta/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *