Uma Crônica para Quem Não Deveria Amar faz 3 sessões no Giostri Teatro com amor proibido em 1968

O revolucionário e o escritor: amor à vista em 1968 na peça Uma Crônica para Quem Não Deveria Amar – Foto: Michael Melo – Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A peça Uma Crônica para Quem Não Deveria Amar agendou três sessões no Giostri Teatro, na Bela Vista, neste fim de ano. As apresentações serão nos dias 16 e 17 de dezembro, sexta e sábado, 21h, e 18 de dezembro, domingo, 20h. A obra de Rafael Salmona tem direção de Rebeca Reis e é ambientada no fatídico ano de 1968, com sua efervescente juventude sedenta por liberdade, paz e amor.

Inspirada nas revoluções estudantis, a peça toca em temas como o preconceito e das descobertas nesta fase da vida ao acompanhar um jovem escritor que começa a trabalhar em um importante jornal dos Estados Unidos, James. Lá, ele escreve crônicas sobre uma misteriosa Miss Daisy, que passa a ser o canal de sua comunicação para o mundo. Ao encontrar-se com Elliot, um jovem revolucionário, a vida do jornalista muda para sempre ao se ver diante de um amor até então proibido socialmente.

Estão no elenco Arthur Rinaldi, Lucca Marques, Rafael Samona e Vinicius Facó. Josias Silva assina trilha e iluminação na produção da Casa dos Quatro.

Uma Crônica para Quem Não Deveria Amar – Foto: Michael Melo – Divulgação – Blog do Arcanjo

Uma Crônica para Quem Não Deveria Amar

16, 17 e 18 de dezembro – Sexta e sábado às 21h, Domingo às 20h.
Ingresso: R$60 –
Retire seu ingresso
Giostri Teatro – Rua Rui Barbosa, 201, Bela Vista, São Paulo


FICHA TÉCNICA

AUTOR: Rafael Salmona
ELENCO: Arthur Rinaldi, Lucca Marques, Rafael Salmona e Vinicius Facó
DIREÇÃO: Rebeca Reis
TRILHA SONORA e ILUMINAÇÃO: Josias Silva
PRODUÇÃO: Casa dos Quatro

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Respeitado jornalista cultural e crítico de artes do Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022