Blonde, sobre Marilyn Monroe: saiba curiosidades do filme que é sucesso na Netflix

A atriz Ana de Armas interpreta Marilyn Monroe, uma das maiores celebridades do século 20, no filme Blonde – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Protagonizado por Ana de Armas, filme surpreende espectadores com uma narrativa envolvente e produção marcante

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Blonde, sobre a vida de Marilyn Monroe com roteiro e direção de Andrew Dominik e protagonizado por Ana de Armas, já é um dos maiores sucessos do audiovisual neste ano. Há quem cogite que sua protagonista pode levar o Oscar de melhor atriz pelo trabalho.

O filme que estreou na Netflix dia 28 de setembro está no ranking de top 100 melhores filmes produzidos até agora em 2022 e assume a 30ª posição de acordo com o veículo de entretenimento espanhol FilmAffinity

Blonde é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Joyce Carol Oates e mistura a realidade com a ficção. O filme busca retratar a vida de Marilyn Monroe e sua dificuldade em lidar com a fama. O longa explora a divisão cada vez maior entre o lado público e o lado privado da atriz.

O diretor Andrew Dominik e o produtor Brad Pitt no tapete vermelho do 79º Festival Internacional de filme de Veneza

“Blonde é uma obra de ficção. Não é uma obra de biografia. Eu nunca diria que é. Joyce escreveu um livro que essencialmente dramatizava como ela [Norma Jeane] se sentia em relação a Marilyn Monroe” conta o diretor Andrew Dominik ao Blog do Arcanjo.

Um dos maiores ícones de Hollywood e um dos maiores emblemas sexuais do século 20, Marilyn Monroe é interpretada pela atriz cubana-espanhola Ana de Armas.

A protagonista de Blonde posa ao lado do diretor Andrew Domik e do ator Adrien Brody na premiere do filme em Hollywood

Ana de Armas

A protagonista Ana de Armas, de 34 anos, é nascida em Cuba e com 18 anos se mudou para Madri, compôs o elenco de uma série de drama adolescente e esse ano assumiu o papel de Norma Jeane, mais conhecida como Marilyn Monroe.

O objetivo da atriz ao protagonizar o filme é contar a história de Norma Jeane ‘Marilyn foi a pessoa mais famosa do mundo, mas por conta disso, Norma se tornou a pessoa mais invisível do mundo, e é essa a história que nós queremos contar’ conta a atriz ao blog do arcanjo.

Ao entrar no elenco, a atriz recebeu um exemplar da produção de uma “bíblia” da vida de Marilyn criada pelo diretor. São 750 páginas de imagens com referências à vida real da cantora e atriz.

“Trabalhamos neste filme por horas, todos os dias por quase um ano”, lembra Ana de Armas. “Eu li o romance de Joyce, estudei centenas de fotografias, vídeos, gravações de áudio, filmes – qualquer coisa que eu pudesse colocar em minhas mãos. Cada cena é inspirada por uma fotografia existente.

Curiosidades sobre a produção

Andrew Dominik conta ter demorado mais de 10 anos para finalizar o filme Blonde

O diretor Andrew Dominik -cineasta australiano- trabalhou mais de 10 anos para fazer o filme.

As revistas e jornais foram recriados e impressos à perfeição e com todos os artigos e reportagens dentro com o objetivo de fazer com que o elenco realmente vivesse cada época.

O carro usado pela personagem é o mesmo que Marilyn Monroe tinha

O modelo, a cor e a placa do carro usado por Ana de Armas no filme, são os mesmos que a Marilyn tinha

O apartamento apresentado nas cenas é o mesmo em que Marilyn e sua mãe moravam

Nos bastidores de Blonde, a atriz cubana-espanhola se transforma em Marilyn Monroe

Para tornar Ana de Armas em Marilyn Monroe não foram usadas próteses de nenhum tipo, apenas maquiagem

Com uma narrativa envolvente e uma excelente atuação, o filme já está disponível na netflix.

Colaborou Carolina Fayad

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP