As Cadeiras estreia em SP com Marco Nanini e Camilla Amado em seu último trabalho

Estreia no Petra Belas Artes após sucesso no Rio: As Cadeiras é último trabalho de Camilla Amado, contracenando com Marco Nanini – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

As Cadeiras estreia em 13 de outubro no Cine Petra Belas Artes

O público paulistano tem a oportunidade única de conferir na telona o derradeiro trabalho de uma importante artista do Brasil. As Cadeiras é o último filme da atriz Camilla Amado, grande nomes da dramaturgia que perdemos em 2021.

Inspirado na obra do teatro de absurdo de Ionesco, o longa chega ao cinema após ter estreado como um experimento cênico digital no período da quarentena. Após ficar em cartaz no Rio, o filme aporta em São Paulo nesta quinta, 13 de outubro, no Cine Petra Belas Artes, onde permanece em cartaz por uma semana. A pré-estreia, para convidados, é nesta segunda, 10.

Em um farol de uma ilha qualquer, As Cadeiras conta a história de um casal de idosos nonagenários que aguarda seus convidados para, no momento certo, revelar a uma plateia imaginária sua mensagem ao mundo. A obra trata sobre alienação, isolamento, solidão, tédio e uma busca desesperada para entender a humanidade, fazendo uma alusão à terrível pandemia que todos vivemos recentemente.

Os preparativos tiveram início em 2020, quando foi decidido que a apresentação da obra seria em dois formatos: ao vivo e gravado. Esta última, originou o filme.

Não perca essa verdadeira preciosidade!

As Cadeiras: ato final de uma dama do teatro ao lado de seu grande amigo

As Cadeiras coroa a amizade de Nanini e Camilla, que se inicia na década de 1970 e perdura pelas cinco décadas seguintes. A primeira parceria profissional foi em Encontro no Bar (1973), seguida pela lendária montagem de As Desgraças de Uma Criança (1974). Ao longo dos anos, a relação deles se consolidou para além dos palcos e, desde então, buscavam um texto para voltarem a encenar juntos.

Camilla já havia protagonizado uma montagem de As Cadeiras na juventude e sugeriu a leitura da peça com Nanini em 2017, na época em que o ator, ao lado de Fernando, organizou um ciclo de leituras antes de ensaiar Ubu Rei.

A semente foi plantada e, em plena pandemia, houve e vontade de resgatar a peça e finalmente pensar em um retorno aos palcos.Infelizmente, Camilla faleceu pouco tempo após a conclusão das filmagens. Semanas antes de morrer, ela conseguiu assistir ao resultado do último registro de sua brilhante e irretocável trajetória como atriz.

AS CADEIRAS

A partir da obra de Eugéne Ionesco

Dirigido por Fernando Libonati

Produzido por Fernando Libonati e Marco Nanini

Com Camilla Amado e Marco Nanini

Concepção visual: Gringo Cardia

Cenografia: Mina Quental

Figurinos: Antonio Guedes

Iluminação: Julio Parente

Direção de Movimento: Deborah Colker

Direção de fotografia: Breno Moreira

A partir de 13 de outubro somente no Cine Petra Belas Artes – R. da Consolação, 2423, Metrô Paulista, São Paulo.

Colaborou Carolina Fayad

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *