Regina Braga dedica a Jô Soares estreia de São Paulo no Teatro Itália Bandeirantes: ‘Estaria rindo com a gente’

Atriz conta sua relação com a cidade de forma poética, sincera e com muita música - Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
Regina Braga estreia São Paulo no Teatro Itália Bandeirantes e dedica a noite ao amigo Jô Soares – Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo

Regina Braga homenageia metrópole em espetáculo dirigido por Isabel Teixeira, a Maria Bruaca de Pantanal

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Um pouco antes de tocar os três sinais preparando o público para a reestreia do espetáculo São Paulo, na noite desta sexta-feira, 5 de agosto, no Teatro Itália Bandeirantes, o Blog do Arcanjo entrou no camarim de Regina Braga.

A artista é considerada uma das mais brilhantes atrizes de sua geração, envolvendo a todos com seu exímio talento desde o debut nos palcos em 1966, na peça Somos Todos do Jardim de Infância.

Durante o bate-papo exclusivo com a repórter Michele Marreira, realizado na coxia do Teatro Itália Bandeirantes, um dos principais símbolos culturais da metrópole, localizado no icônico Edifício Itália, na República, a dama das artes cênicas contou como surgiu o interesse de externar sua relação com a Terra da Garoa em cena.

Retire seu ingresso!

A peça não começou como ‘vou expressar meu amor por São Paulo’. O sentimento foi surgindo aos poucos, lendo um livro e outro, tomando conhecimento. E fui descobrindo tantas coisas interessantes, que foi me causando um interesse cada vez maior pela cidade.

Regina Braga
atriz, sobre a peça São Paulo
A bela Regina Braga pelas lentes do fotógrafo Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
A bela Regina Braga pelas lentes do fotógrafo Bruno Poletti no camarim do Teatro Itália Bandeirantes – Blog do Arcanjo

São Paulo: protagonista apaixonante no meio do caos

Era quase oito da noite quando o público adentrava a sala de exibição da montagem dirigida por Isabel Teixeirasucesso em Pantanal na pele da personagem Maria Bruaca.

Para contar a história dessa Pauliceia Desvairada que se transformou São Paulo – desde sua fundação e colonização, passeando por vários momentos marcantes da história, a atriz canta e conta com a essencial interação de seus talentosíssimos mosqueteiros: os músicos e atores: Xeina Barros (voz e percussão), Alfredo Castro (voz e percussão), Vitor Casagrande/Maik Oliveira (voz, cavaquinho e bandolim) e Gustavo de Medeiros/Guilherme Girardi (voz e violão), todos em cena com ela.

Retire seu ingresso!

Regina Braga com os músicos em cena na peça São Paulo - Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
Regina Braga com os músicos em cena da peça São Paulo – Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
Regina Braga em cena na peça São Paulo - Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
Regina Braga em cena da peça São Paulo – Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo

Mergulho paulistano

Ao mergulhar nesta obra, Regina Braga redescobriu sua cidade, transformando-a em poesia cênica.

Fazer esse espetáculo foi um exercício de conhecer melhor o lugar em que moro, por que somos desse jeito, por que o paulista tem essa cara, o cinza da cidade… Foi um processo de anos. [No começo] eu tinha pavor de São Paulo (risos).

Regina Braga
Atriz

Emoção à flor da pele e homenagem a Jô Soares

A noite festiva de reestreia — o espetáculo fez temporada anterior no Teatro Unimed — inevitavelmente contrastava com o luto que o País passa, desde a notícia de falecimento do apresentador, ator, músico e dramaturgo Jô Soares, no mesmo dia.

Regina Braga e seu marido, o médico Drauzio Varella, eram amigos do já saudoso escritor, e mais cedo, o casal esteve no velório ocorrido na região da Avenida Paulista. De lá, partiram para a estreia.

Após a chuva de aplausos, a mãe do ator Gabriela Braga Nunes fez questão de dedicar o espetáculo a Jô Soares.

“Nesses tempos difíceis que estamos vivendo, poder reestreiar uma peça é motivo de grande alegria. Estrear já é complicado, agora reestreiar, é sinal que ela deu certo. Meu sentimento é de muito agradecimento por viver isso. Eu queria dedicar esse espetáculo a uma pessoa que estaria rindo com a gente que é o Jô”, disse Regina Braga, bastante emocionada.

Retire seu ingresso!

Regina Braga dedica o espetáculo ao amigo Jô Soares - Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo
Regina Braga dedica o espetáculo ao amigo Jô Soares – Foto: Bruno Poletti – Blog do Arcanjo

Poesia na metrópole

Vale destacar que a peça São Paulo revela – repleta de música e poesia – histórias encantadoras, garimpadas ao longo de anos, sobre uma cidade que assusta, desafia, acolhe, estimula e sempre surpreende. A noite de estreia foi repleta de personalidades na plateia, entre elas o médico Drauzio Varella, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o escritor Gabriel Chalita e a jornalista Sandra Annemberg.

Personalidades revelam ao Blog do Arcanjo o que acharam de São Paulo com Regina Braga

Eu nasci em São Paulo, no Brás, e nunca pensei em me mudar daqui. Vi a cidade crescer! A peça mostra todos os lados dessa megalópole que é cheia de problemas, mas também é fascinante. O espetáculo fala dos textos que escreveram sobre São Paulo. São José de Anchieta que conta a história do Pátio do Colégio, entre outros. E ao mesmo tempo em que Regina relata essas histórias de pessoas que viveram na cidade, ela vai nos mostrando em forma de música. Dos compositores que cantaram a cidade como Adoniran Barbosa, por exemplo.  

Drauzio Varella
Médico e marido de Regina Braga

Gostei da peça, achei muito interessante. Eu que sou apreciador de história, gosto muito de São Paulo.  

Fernando Henrique Cardoso
Ex-Presidente da República

Eu saí da peça extremamente emocionada. Sou uma paulistana nascida na Avenida Paulista, então, Regina conseguiu traduzir exatamente o que é São Paulo para mim. Essa relação de amor e ódio, de ‘não me deixe, porque eu não quero te deixar’. A gente tem essa ligação enorme com a cidade, que abraça e recebe a todos. É uma relação cheia de antagonismos. Ela tocou também num período e que vivi com minha mãe, que era do meio teatral.  

Sandra Annenberg
Apresentadora do Globo Repórter

Peça linda. A Regina Braga está impressionante, inteira nesse trabalho. Os músicos todos exalam uma poesia, homenagem, carinho, afeto por São Paulo. Essa cidade que foi se avolumando, crescendo cheia de problemas, possibilidades e amor. A gente sai iluminado desse espetáculo emocionante.

Gabriel Chalita
Político

Colaborou Michele Marreira

São Paulo

Onde: Teatro Itália Bandeirantes – Ed. Itália, Avenida Ipiranga, 344, República, São Paulo.
Quando: 05 até 28 de agosto de 2022. Sextas e sábados, às 20h. Domingos, às 19h.
Quanto: De R$45,00 (meia) e R$90,00 (inteira) – Retire seu ingresso!

Blog do Arcanjo mostra bastidores da estreia de São Paulo no Teatro Itália Bandeirantes com Regina Braga

Blog do Arcanjo mostra quem aplaudiu Regina Braga em São Paulo no Teatro Itália Bandeirantes

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jô Soares sofre censura após morte Diário de Pilar na Grécia faz temporada no Teatro das Artes em SP O Deus de Spinoza estreia no Teatro Itália Bandeirantes Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz