As Bondosas é aplaudida no Casa Café Teatro com recado sobre liberdade feminina

Comédia As Bondosas tem três carpideiras repletas de segredos vividas por Jadson Sanjes, Cris Poletti e Eduardo Pereira – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Obra provoca reflexão sobre de que vale pautar a vida pelo olhar alheio

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo
Fotos RAFA MARQUES
@rafamarquesfotografo_jpg

Uma visão bem humorada e ferina para a sociedade brasileira e suas costumeiras hipocrisias, sobretudo em relação às mulheres. Neste caso, defendidas por três atores. Assim é a divertida comédia As Bondosas, com instigante texto de texto de Ueliton Rocon sob direção de Sônia Fonseca. Em cena, o talento de Crís Poletti, Eduardo Pereira e Jadson Sanjes, na pele de três carpideiras, mulheres contratadas para velar mortos importantes, que acabam revelando desejos inconfessáveis e suas contradições, enquanto futricam sobre a vida alheia. Afinal, de perto a santidade não é bem o que parece.

A obra da Olhare Produções, sob comando da atriz Elaine Lima, realizou sessão dupla no último fim de semana, sendo fortemente aplaudida na reabertura do charmoso e intimista Casa Café Teatro, sob comando de Heberth Bezerril e Cassio Santos, na Bela Vista. A peça também será disponibilizada na plataforma Cultura em Casa, do Governo do Estado de São Paulo sob gestão da Amigos da Arte, já que foi contemplada em edital.

Cena da comédia As Bondosas – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Comicidade natural

A diretora Sonia Fonseca conta que o elenco tem “uma comicidade natural” que se ressalta na peça e que “a sensibilidade feminina foi trabalhada no processo de ensaios”, já que são personagens são interpretadas por atores.

O ator Jadson Sanjes conta que sua personagem, Astucias, “dá o contratempo que a comédia pede”. “Tudo que ela fala tem algo por trás”, explica. Eduardo Pereira, que dá vida a Angústias, afirma que “o público encontra muita graça nestas três carpideiras” e que elas “apresentam muito da realidade que as mulheres vivem hoje em dia”, o que provoca farta identificação da plateia. Cris Poletti, que interpreta Prudência, explica que a personagem é a “chefona”, que fica vigilante da castidade das colegas. “Na minha cidade tinham aquelas mulheres que iam em todos os velórios, mas também fomos buscar novas referências e estudar para compor esse trio”, pontua.

E o resultado o público aplaude no espetáculo, que revela muito do pensamento que povoa os interiores do Brasil, com a repressão feminina, que precisa ser liberta. Ao expor o pensamento das aparentemente sisudas personagens, a peça coloca para o público a questão: vale a pena uma vida pautada pelo olhar alheio e sem liberdade?

O Blog do Arcanjo acompanhou de perto a sessão de As Bondosas no Casa Café Teatro e mostra os bastidores e quem aplaudiu nas fotos de Rafa Marques.

Blog do Arcanjo mostra atores e bastidores da estreia de As Bondosas no Casa Café Teatro pela lente de Rafa Marques

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jô Soares sofre censura após morte Diário de Pilar na Grécia faz temporada no Teatro das Artes em SP O Deus de Spinoza estreia no Teatro Itália Bandeirantes Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz