Tributo a Rita Lee, CeLEEbration incendeia Rock Brasil 40 Anos: festival se despede de São Paulo rumo ao Rio e Brasília

Projeto de Beto Lee com as músicas da mãe, Rita Lee, e vocal de Débora Reis, CeLEEbration teve lançamento potente no Rock Brasil 40 anos e merece percorrer os palcos do país – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Rita Lee foi a grande presença, mesmo que fisicamente ausente, no penúltimo dia de festival Rock Brasil 40 anos no Memorial da América Latina, no último domingo (17). Recentemente curada do câncer, o que é uma alegria que merece comemorações sem fim, ela foi celebrada no show-tributo CeLEEbration, a banda liderada pelo primogênito de Rita Lee e Roberto de Carvalho, Beto Lee, e que conta com Débora Reis brilhando no vocal.

Aliás, Débora Reis foi backing vocal de Rita Lee por 15 anos, além de ter conquistado o teatro ao interpretar Hebe Camargo de forma definitiva em Hebe, O Musical, dirigido por Miguel Falabella, em 2017.

No posto de condutora das grandes canções de Rita, Débora Reis demonstrou respeito farto à homenageada, domínio técnico vocal e cênico, obviamente, a segurança de se envolver com o público em uma relação de puro amor.

Beto Lee fez questão de oferecer o show a todas as mulheres presentes, antes de cantarem Todas as Mulheres do Mundo, canção de Rita que homenageia a libertária atriz Leila Diniz, lembrando que sua mãe é mulher pioneira no rock nacional. Outro grande momento da noite foi quando Beto recordou a importância da banda Os Mutantes para o rock brasileiro, emendando uma versão cativante de Panis et Circenses.

Foi um lançamento potente de um projeto que precisa percorrer todos os palcos brasileiros já percorrido por Rita Lee. Afinal, sua música imortal precisa seguir tocando e fazendo a cabeça das novas gerações.

Na plateia, dois anjos da guarda de Rita Lee e responsáveis por sua megaexposição (que chega ao Rio em agosto), o filho e produtor João Lee e o afilhado, o jornalista e editor Guilherme Samora, acompanharam toda a apresentação, emocionados e registrando todos os momentos para depois apresentar à grande matriarca do rock brasileiro.

Humberto Gessinger sacudiu o Memorial no Rock Brasil 40 anos com os hits do Engenheiros do Hawaii – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo
Paulo Ricardo e banda cantaram os hits do RPM no Memorial no Rock Brasil 40 Anos – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Hits e Blitz

Antes subiram ao palco os solistas Humberto Gessinger, que lembrou sucessos do rock gaúcho dos tempos de Engenheiros do Hawaii, e Paulo Ricardo, que, tocando em casa, entregou o sex appeal que fez sua fama com o RPM.

A noite foi finalizada com show antológico da Blitz, que permanece, 40 anos depois de sua criação, como uma jovem adolescente, sacudindo a tudo e a todos com o menino Evandro Mesquita.

Blitz incendiou o Memorial da América Latina com sua eterna juventude no Festival Rock Brasil 40 Anos – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Nomes como o tenista e comentarista Fernando Meligeni , a atriz Carol Hubner, o ator argentino Juan Manuel Tellategui, e os atores Mariana Hein, Vanessa Goulartt, Maria Bia e Oscar Magrini curtiram a festa como se não houvesse amanhã. Mas, haverá.

Nesta quinta (21), a partir das 16h, o Festival Rock Brasil 40 Anos faz sua última parada em São Paulo, com shows de Frejat, Nando Reis, Arnaldo Antunes e Marina Lima. E a partir desta quarta (20), o evento chega à Marina da Glória, no Rio, com shows até domingo, 24 de abril. Depois, é a vez de Brasília, de 10 de maio a 5 de junho.

Humberto Gessinger, Peck Mecenas e Paulo Ricardo no Rock Brasil 40 Anos – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Importância histórica

É preciso ressaltar a importância da iniciativa deste evento criado por Péricles Mecenas, da Peck Produções, para valorizar os artistas do rock nacional que tanto contribuíram para a cultura brasileira. Em um país desmemoriado como o nosso, ações assim merecem ser aplaudidas.

Viva o Rock Brasil e a geração que fez história nos anos 1980!

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP