Deus e diabo disputam a humanidade na peça Adão e Eva no Festival de Curitiba

Adão e Eva é destaque no 30º Festival de Curitiba – Foto: Virginia Benevenuto – Blog do Arcanjo

Por JOÃO SCHELBAUER
Colaboração para o Blog do Arcanjo no Festival de Curitiba*

O espetáculo Adão e Eva foi um dos destaques do Festival na Rua, a intensa programação gratuita do 30º Festival de Curitiba em rus, praças e centros culturais paranaenses. Adaptada de um conto do escritor Machado de Assis (1839-1908), a obra foi apresentada nas noites de sábado (2) e domingo (3), ao ar livre, no Centro Cultural do Boqueirão.

O espetáculo é uma adaptação de João Paulo Godinho, ncenado pela companhia curitibana Navegantes de Teatro.

A partir de uma discussão de qual gênero seria mais curioso, homem ou mulher, o narrador conta a história de um livro apócrifo – que não integra a Bíblia Sagrada.

A tal obra apresenta outro ponto de partida para a criação do mundo. Neste relato, tudo foi criado pelo diabo e a Deus foi dado o papel de corrigir o mal presente na criação.

Adão e Eva é destaque no 30º Festival de Curitiba – Foto: Virginia Benevenuto – Blog do Arcanjo

Na peça, Deus tenta fazer Adão e Eva deixarem o diabo de lado e viverem no paraíso, onde serão conhecedores do bem e terão a escolha de deixar o mal para trás.

Na peça, Deus e o diabo disputam a posse de Adão e Eva, contando também com a participação irreverente da Serpente e do Anjo Gabriel, que acompanham e participam da disputa.

No início da montagem, Deus distribui dois presentes: o primeiro para Adão, o qual recebe a arte de fazer xixi em pé. Já Eva recebe o Cérebro. Com isso, o espetáculo traz alusões e desperta questionamentos sobre a origem do mundo e os lugares dos gêneros no mesmo.  

A atriz Claudia Zanca se destacou no 30º Festival de Curitiba como a Serpente na peça Adão e Eva – Foto: Virginia Benevenuto – Blog do Arcanjo

Emoção na volta ao teatro

Em entrevista exclusiva ao Blog do Arcanjo, Claudia Zanca, atriz que interpreta a Serpente, celebrou o sucesso da apresentação.

“Recebemos o convite para participar do Festival de Curitiba pela primeira vez no formato teatro de rua. Adaptamos a peça para esse formato e fomos recebidos com esse palco espetacular e bem-preparado”, elogiou.

“É muito motivador poder estar de volta em cima do palco depois de dois anos. Acredito que o Festival de Curitiba está sendo uma porta para que as pessoas voltem aos poucos ao teatro, nossas expectativas são as melhores, almejamos coisas boas”, declarou.

A artista ficou comovida com reencontrar o olhar de cada especator. “Estar à frente do público pessoalmente é outra energia, tendo uma troca entre nós que atuamos e o público que nos prestigia”, explicou.

A assessora de investimentos e atriz Sandra Barbosa prestigiou a peça e compartilhou sua experiência: “O espetáculo, enquanto conjunto de atuação e cenografia, passa a mensagem de forma cômica, descontraída e alegre, deixando ao final um gostinho de quero mais”, finalizou.

*Reportagem por João Schelbauer, estudante de Jornalismo da Universidade Positivo, sob orientação da jornalista e professora Katia Brembatti, em parceria com o Blog do Arcanjo no Festival de Curitiba. Conheça o site UP no Festival.

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Festival de Curitiba.

+ Blog do Arcanjo no Festival de Curitiba!

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP