Conselho de Classe comove Festival de Curitiba com o drama dos professores abandonados

Thierry Trémouroux em cena da peça Conselho de Classe, que comoveu 30º Festival de Curitiba com drama de professores brasileiros – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo
Enviado especial ao Festival de Curitiba*

Colaborou Marco Antonio G. Faoro**

A peça Conselho de Classe comoveu o público do 30º Festival de Curitiba com um retrato do dia a dia da educação brasileira pela Cia. dos Atorese, do Rio de Janeiro.

A obra de Jô Bilac dirigida por Bel Garcia e Susana Ribeiro traz uma trama de conflitos que retratam a situação dramática que vivem os professores deste Brasil, completamente abandonados pelo Estado.

Brilham na obra com atuações arrebatadoras os atores Cesar Augusto, Marcelo Olinto, Leonardo Netto, Paulo Verlings e Thierry Trémouroux.

A obra, apresentada no Teatro da Reitoria, na terça (29) e quarta (30), retratou a realidade das escolas brasileiras e com uma linguagem híbrida entre seriedade e comédia.

A peça aborda temas como descentralização educacional, drama, integração social e diplomacias. Vários interesses pessoais de cada personagem são desenrolados de forma gradativa durante a apresentação. 

Conselho de Classe, idealizada em 2013, permanece propondo reflexões atuais. “Infelizmente o Brasil só pirou de 2014 para cá, mas a peça continua fazendo muito sentido”, afirma o ator Leornado Netto.

O advogado Carlos Augusto, de 54 anos, conta que estava esperando uma peça com um senso crítico e tinha medo que a mesma fosse enfadonha, mas se surpreendeu positivamente. 

A montagem foi indicada a 25 prêmios e venceu 14 deles, entre eles o Prêmio Cesgranrio 2014.

O Prêmio Cesgranrio veio como retribuição aos esforços da equipe da peça Conselho de Classe.

PAULO VERLING
ator de Conselho de Classe

O ator Thierry Trémouroux acrescenta que o escritor da peça, Jô Balac, teve um papel muito importante nesse reconhecimento. 

O professor de filosofia Marcio Campos, de 37 anos, relata que achou o enredo da peça muito bom, sobretudo por usar citações de Paulo Freire e tons de interpretações conforme os problemas atuais da sociedade, finalizando que recomenda facilmente a peça para os amigos.

Já a psicóloga Samanta Rocha, de 49 anos, reiterou que a peça denuncia a precarização da escola pública.

A atração é uma forma de reflexão sobre assuntos comuns da atualidade, como a educação, segurança e infraestrutura, como também do desrespeito aos professores perante a uma parcela da sociedade. 

**Reportagem por Marco Antonio G. Faoro, estudante de Jornalismo da Universidade Positivo, sob orientação da jornalista e professora Katia Brembatti, em parceria com o Blog do Arcanjo no Festival de Curitiba. Conheça o site UP no Festival.

*O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado viajou a convite do Festival de Curitiba.

+ Blog do Arcanjo no Festival de Curitiba!

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP