Titane vence Festival de Cannes com 2ª mulher a ganhar Palma de Ouro: veja vencedores

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O 74º Festival de Cannes anunciou neste sábado (17) os vencedores. Titane, da francesa Julia Ducournau, levou a Palma de Ouro, concedida ao melhor filme do festival. O longa foi anunciado antes da hora pelo presidente do júri, o cineasta norte-americano Spike Lee.

Ela é a segunda mulher na história a ganhar a Palma de Ouro. Apenas a neozelandesa Jane Campion, com O Piano, havia conquistado o feito em 1993, quando seu longa dividiu o principal prêmio do festival francês com Adeus, Minha Concubina, do chinês Chen Kaige.

Titane foi descrito pela diretora como “uma história de amor e aceitação” conquistou o júri, que contou também com o cineasta brasileiro Kleber Mendonça Filho. Coprodução entre México e Brasil, A Noite do Fogo conquistou uma Menção Especial do Júri na Mostra Un Certain Regard (Um Certo Olhar).

Titane chegará ao Brasil pela plataforma Mubi. “Depois de traumatizar Cannes com seu surpreendente e selvagem novo filme, Julia Ducournau fará sua grande estreia em nossa programação. Titane chega em breve na MUBI”, anunciou a plataforma. garantiu a plataforma. Ainda não se sabe se o longa vencedor da Palma de Ouro em Cannes será distribuído nos cinemas do Brasil.

O filme sobre um serial killer tema seguinte sinopse: “Após uma série de crimes inexplicáveis, um pai se reencontra com o filho que estava desaparecido há 10 anos. Titano: Metal altamente resistente ao calor e à corrosão, com ligas de alta resistência à tração.”

O Blog do Arcanjo apresenta a lista completa dos vencedores de Cannes.

Vencedores do 74º Festival de Cinema de Cannes

Palma de Ouro Titane, da francesa Julia Ducournau
Grand Prix dividido entre o finlandês Hytti nro 6 e o iraniano Ghahreman
Melhor interpretação masculina Caleb Landry Jones, de Nitram
Melhor interpretação feminina Renate Reinsve, de Verdens Verste Menneske
Melhor diretor Leos Carax por Annette
Prêmio do Júri dividido entre Memoria, do tailandês Apichatpong Weerasethakul, e Ha’Berech, do israelense Nadav Lapid
Melhor roteiro Drive My Car, dos japoneses Hamaguchi Ryusuke e Takamasa Oe

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vingança, O Musical é aplaudido por estrelas Longa Jornada Noite Adentro é aplaudida por famosos Marina Sena fala do 2º álbum Orgulho LGBT+ 5 peças em São Paulo Parada do Orgulho LGBT+ bate recorde com 4 milhões de pessoas