‘Sou um governador gay e tenho orgulho disso’, diz gaúcho Eduardo Leite em fala histórica

O político gaúcho Eduardo Leite é o primeiro governador na história a publicamente que é gay – Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou que é gay em entrevista a Pedro Bial, que vai ao ar no Conversa com Bial, na Globo, no fim da noite desta quinta (1º). É a primeira vez no Brasil que um governador diz publicamente ser gay, o que torna sua fala histórica. Ele ainda revelou que namora um médico do Espírito Santo há nove meses e que o profissional atuou em Hospital de Campanha contra a Covid-19. A declaração repercutiu nas redes.

Houve muita comemoração, mas também muitos lembraram que Leite apoiou o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua campanha de 2018. O ex-deputado Jean Wyllys disse nas redes que o feito de Leite não é inédito e afirmou que Fátima Bezerra (PT), governadora do Rio Grande do Norte, é lésbica.

É erro celebrar saída do armário de Eduardo Leite?

Na entrevista a Bial, Leite disse: “Eu nunca falei sobre um assunto que eu quero trazer pra ti no programa, que tem a ver com a minha vida privada e que não era um assunto até aqui porque se deveria debater mais o que a gente pode fazer na política, e não exatamente o que a gente é ou deixa de ser”, disse. Nas palavras do governador, “nesse Brasil com pouca integridade, a gente precisa debater o que se é”.

O governador gaúcho prosseguiu em sua declaração histórica: “Eu sou gay. E sou um governador gay, e não um gay governador, tanto quanto Obama nos Estados Unidos não foi um negro presidente, foi um presidente negro. E tenho orgulho disso”, pontuou Eduardo Leite.

O político é um dos nomes cotados para ser candidato à Presidência da República em 2022. Bacharel em Direito, ele nasceu em Pelotas, no Rio Grande do Sul, e tem 36 anos.

É erro celebrar saída do armário de Eduardo Leite?

“Eu sou gay. E sou um governador gay, e não um gay governador, tanto quanto Obama nos Estados Unidos não foi um negro presidente, foi um presidente negro. E tenho orgulho disso.”
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul

Governador namora médico há nove meses

O governador gaúcho Eduardo Leite disse estar feliz e falou sobre seu novo amor, um médico do Espírito Santo.

“Tô feliz, tô aliviado. A gente não sabe ainda quais serão as repercussões, as reações que virão, mas sejam elas quais forem, estarei muito tranquilo com a minha consciência e estarei me apresentando na integridade para a população brasileira”, disse o governador.

Ele ainda contou há quanto tempo namora. “Tô namorando há nove meses. Não é do Rio Grande do Sul, é um médico do Espírito Santo. Tenho enorme admiração e amor por ele. Trabalhou em hospital de campanha. Algumas pessoas falam sobre alguma coragem que eu possa ter sobre assumir isso publicamente. Eu acho que há alguma, mas coragem tem mesmo quem vai para um hospital de campanha, para trabalhar na linha de frente da pandemia. Gente que está fazendo tanto para superar esse quadro de pandemia. Tem tantos outros exemplos de coragem que a minha fica pequenininha. E aí a minha homenagem a todos os profissionais de saúde a partir do meu namorado, que também é médico”, revelou.

Sobre a saída do armário, disse estar bem com o fato. “Eu fico sem dúvida mais tranquilo. Porque é como eu disse, eu nunca escondi, nunca condicionei a minha vida. Eu saio com o meu namorado para jantar fora, não escondo isso de ninguém. Mas sempre ficava um burburinho, ilação, taí a piadinha que o próprio presidente fez, os ataques feitos por outros políticos. Isso não é justo, não é correto, não é tolerável.”

Contribuição à comunidade LGBTQIA+

A contribuição da declaração de Leite à comunidade LGBTQIA+ levantou debate nas redes. “Acho que posso, de alguma forma, humildemente dar uma contribuição para as pessoas que são gays, lésbicas, bis e trans ou a diversidade da nossa população… dar algum tipo de exemplo, ajudar a liderar na direção correta em que haja mais reconhecimento pelas pessoas, pelas suas capacidades, e que não seja mais a orientação sexual um tema, uma questão, que seja uma não questão. Eu tenho confiança que a gente chegará lá”, afirmou o governador gaúcho. Nas redes, houve apoio e também críticas.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

1 Resultado

  1. 10/07/2021

    […] orgulho da diversidade de orientações sexuais e de gêneros. E a fala do governador a Pedro Bial, afirmando ser gay e ter orgulho disso, foi histórica na política brasileira. Contudo, logo muita gente se lembrou que Leite declarou […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *