As Veias Abertas da América Latina de Eduardo Galeano faz 50 anos

O escritor uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015), autor de As Veias Abertas da América Latina, livro que completa 50 anos – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Livro icônico dos campos progressistas latino-americanos, As Veias Abertas da América Latina, escrito pelo uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015) completa 50 anos neste 2021. Para celebrar o cinquentenário o livro-marco, haverá uma edição especial na Argentina e no Uruguai.

A obra inspirou estudantes universitários, intelectuais, líderes políticos no continente e ainda famosa obra Mão da América, de Oscar Niemeyer (1907-2012), escultura de sete metros de altura que é um dos símbolos de São Paulo, localizada no Memorial da América Latina. No próximo 13 de abril, a morte de Galeano completa seis anos.

É a América Latina, a região das veias abertas. Desde o descobrimento até os dias de hoje, tudo sempre se transmutou em capital europeu ou, mais tarde, em capital norte-americano, e como tal se acumulou e se acumulou nos distantes centros de poder. Tudo: a terra, seus frutos e suas profundezas ricas em minerais, o homem e sua capacidade de trabalho e consumo, recursos naturais e recursos humanos”.
As Veias Abertas da América Latina, de Eduardo Galeano

Mão da América, obra de Niemeyer inspirada no livro de Galeano que é símbolo de SP - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo
Mão da América, obra de Niemeyer inspirada no livro de Galeano que é símbolo de SP – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Com o título original Las Venas Abiertas de América Latina, o livro foi publicado por Galeano em 1971, quando ele tinha apenas 31 anos e tornou-se uma das bíblias do movimento anti-imperialismo norte-americano no continente, sempre figurando na lista dos mais vendidos.

Em suas quase 500 notas, o livro apresenta como nosso continente foi expropriado ao longo dos séculos. O livro continua atualíssimo, como no fragmento que diz “O FMI e o Banco Mundial exercem pressões cada vez mais intensas para que os países latino-americanos remodelem sua economia e finanças em função do pagamento da dívida externa”.

Pelo jeito as décadas e séculos passam, e as coisas na América Latina permanecem iguais.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP