Mulher lendária do teatro, Ruth Escobar ganha biografia Metade É Verdade

Ruth Escobar (1935-2017) ganha biografia Metade É Verdade - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo
Mulher pioneira nos palcos, Ruth Escobar (1935-2017) é tema da biografia Metade É Verdade – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Meio século antes de a palavra “empoderamento feminino” ficar corrente na sociedade brasileira, ela já era uma mulher dona de seu próprio destino e caminho. Ruth Escobar (1935-2017) deixou seu nome cravado na história do teatro e da cultura brasileira como atriz, produtora e liderança incontestável nas artes cênicas, posição que a levou para a política, tornando-se deputada estadual em São Paulo por dois mandatos entre 1983 e 1990.

Esta vida tão incrível e crucial para nossos palcos é tema do livro Metade É Verdade – Ruth Escobar, lançado pelas Edições Sesc e cuja autoria é assinada por Alvaro Machado. Se estivesse viva, Ruth Escobar faria 86 anos nesta terça (31).

O título do livro é um trocadilho que era dito pela própria biografada quando questionada sobre as histórias que diziam sobre ela. O pesado tomo de R$ 140 conta com 624 páginas, que abrigam 347 imagens, além de um robusto índice remissivo com 2.600 verbetes.

Aliás, Ruth Escobar foi um dos nomes cruciais na resistência à censura e à perseguição da ditadura militar aos artistas do palco, indo algumas vezes negociar a liberdade de atores presos ou a liberação de algum texto teatral.

Não custa recordar que os atores do Teatro Oficina foram espancados no Teatro Ruth Escobar por integrantes do fascista Comando de Caça aos Comunistas, enquanto encenavam Roda Viva, musical de Chico Buarque dirigido por Zé Celso no fatídico ano de 1968.

Ruth Escobar também sempre se preocupou em trazer novos olhares para os provincianos palcos nacionais, realizando oito grandes festivais internacionais de artes cênicas entre 1974 e 1999, que aportaram referências globais a encenadores, dramaturgos e atores brasileiros.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Governo do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Morre Glória Maria Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão