Zezé Motta lembra luta dos artistas negros no Dia Mundial do Teatro

Ícone dos palcos, Zezé Motta lembra luta dos artistas negros no Dia Mundial do Teatro - Foto: Instagram @zezemotta - Blog do Arcanjo
Ícone dos palcos, Zezé Motta lembra luta dos artistas negros no Dia Mundial do Teatro – Foto: Instagram @zezemotta – Blog do Arcanjo

A grande atriz Zezé Motta, verdadeira lenda do teatro, cinema e TV no Brasil e pioneira na batalha pela representatividade negra nas artes, fez um belo depoimento no último fim de semana sobre a luta dos artistas negros nos palcos nacionais.

Sua fala foi por conta do Dia Mundial do Teatro, celebrado no último sábado (27), feita a convite da SP Escola de Teatro e da MT Escola de Teatro, convite ao qual Zezé aceitou com toda a generosidade que lhe é comum, no intuito de dialogar e compartilhar um pouco de seu legado com as gerações futuras do teatro brasileiro.

A trajetória do negro é uma trajetória de luta. De luta e resistência. Mas os negros têm muita coisa para falar, que vão além de nossas pedras no caminho… Vida, família, arte, amigos, filhos, música! Nosso outro lado que o público precisa conhecer. A nossa trajetória de conhecimento e de vida”.
Zezé Motta, atriz e cantora

A atriz Zezé Motta - Foto: Instagram @zezemotta - Blog do Arcanjo
A atriz Zezé Motta – Foto: Instagram @zezemotta – Blog do Arcanjo

Zezé Motta, 76 anos, é uma das grandes atrizes e cantoras do Brasil. Ela também é ícone da cultura afro-brasileira e da militância pela representatividade negra nas artes.

Coro do musical Roda Viva em 1968 - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo
Coro do musical Roda Viva, de Chico Buarque e direção de Zé Celso com o Teatro Oficina em 1968: Zezé Motta é a primeira à esquerda, no alto – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Após estudar no Tablado, estreou no histórico Roda Viva em 1968, sob direção de Zé Celso para o musical de Chico Buarque com o Teatro Oficina. Depois, fez o lendário musical Hair em 1969.

Estrela de cinema: Zezé Motta como Xica da Silva no icônico filme de Cacá Diegues de 1976 - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo
Estrela de cinema: Zezé Motta como Xica da Silva no icônico filme de Cacá Diegues de 1976 – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Na década de 1970, se consagrou como cantora e também como estrela de cinema, ao protagonizar em 1976 o filme Xica da Silva, de Cacá Diegues. Ela também é musa da MPB, ao inspirar Tigresa, canção de Caetano Veloso.

Zezé Motta com Caetano Veloso: ela inspirou a música Tigresa - Foto: Instagram @zezemotta - Blog do Arcanjo
Zezé Motta com Caetano Veloso: ela inspirou a música Tigresa – Foto: Instagram @zezemotta – Blog do Arcanjo
Zezé Motta e Camila Pitanga na novela A Próxima Vítima, de 1995 - Foto: Divulgação/Globo - Blog do Arcanjo
Zezé Motta e Camila Pitanga na novela A Próxima Vítima, de 1995 – Foto: Divulgação/Globo – Blog do Arcanjo

Na TV, começou em Beto Rockfeller, na TV Tupi em 1968, e fez novelas marcantes como Corpo a Corpo (1994), A Próxima Vítima (1995), Xica da Silva (1996) e Sinhá Moça (2006).

Zezé Motta é uma das mais amadas e respeitadas atrizes do Brasil.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Governo do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Morre Glória Maria Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão