Raio-X com Rainer Cadete, ator que faz 18 anos de carreira com Diário de Um Louco

O ator Rainer Cadete estreia neste sábado (13) seu primeiro solo, a peça digital Diário de Um Louco, de sexta a domingo, 20h, até 28/3, com ingressos disponíveis na Sympla. Quem dirige é Elias Andreato, que interpretou o mesmo texto de Nikolai Gogol em 1980. Celebrando 18 anos de carreira com o espetáculo, Cadete aceitou o convite para participar do Raio-X no Blog do Arcanjo. Conheça mais sobre o artista!

Nome: Rainer Cadete.

Idade: 33 anos.

Nascimento e signo: 24/7/1987, Leão.

Natural de: Brasília, Distrito Federal.

Profissão: ator, produtor, músico e compositor.

Só ou acompanhado: Só e também acompanhado de quem me faz e faz o bem.

Filhos: Pietro, meu coração que bate fora do meu corpo há 13 anos. 

Hobby: Cultivar a minha horta, buscar o autoconhecimento, dançar, filmes, séries, livros, cozinhar… muitas coisas!

Atividade física: Musculação, corrida, dança e muay thai.

Animal de estimação: Mel, uma cachorrinha.

Maior qualidade: Generosidade.

Maior defeito: Perfeccionismo.

Ator ou atriz preferido: Fernanda Montenegro.

Cantor ou cantora preferida: Billie Holiday.

Melhor banda do mundo: Florence and the Machine.

Admiro: Senso de humor.

Não suporto: Arrogância.

Ser feliz é… estar bem consigo mesmo.

Ser infeliz é… viver uma vida inconsciência.

Uma exposição marcante: Exposição Inside Magritte, em Florença na Itália.

Livro de cabeceira: Alguns… “Cartas a um jovem poeta”, de Rilke. “Ideias para adiar o fim do mundo”, de Krenak. “O Capote”, de Gogol e “O teatro como arte marcial”, de Augusto Boal.

Música que ficou na memória: The Perfect Life – Moby.

Filme inesquecível: Cine Holliúdy, de Halder Gomes.

Série que amei: Pose. 

Novela que acompanhei: Xica da Silva.

Peça de teatro do coração: Revolução da América do Sul, de Augusto Boal.

Dom que gostaria de ter: O dom da cura.

Prato culinário que faz bem: Pequi.

Viagem inesquecível: Cuba.

Se eu pudesse, eu seria… um pássaro.

Fetiche: Pés.

Sonho de consumo: A vacina da COVID-19 para todos.

Maior medo: Enlouquecer.

Maior sonho: Nunca parar de sonhar.

Ser artista é: ordenar o caos e buscar sentidos.

Quero ser lembrado no futuro: por contribuir com o mundo através dos meus dons e por ser um bom pai, um bom filho, um bom amigo e um profissional dedicado.

Fotos: Itamar Bethancourt/Divulgação.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *