Trans enfrentam distanciamento social sempre, lembra 9ª SP TransVisão

Atriz e primeira bailarina trans do Theatro Municipal, Márcia Dailyn é a diva Phedra D. Córdoba na peça Entrevista com Phedra, na SP TransVisão – Foto: Edson Lopes Jr. – blogdoarcanjo.com

Por Miguel Arcanjo Prado

Neste último ano, por conta da pandemia da Covid-19, a humanidade experimentou a amargura do distanciamento social. Só que, para a comunidade de travestis e transexuais, infelizmente, o distanciamento social não tem a ver com o período de pandemia, mas com o preconceito que existe desde sempre contra essa população. É o que busca reforçar o tema da 9ª SP TransVisão, com farta programação gratuita de 29 de janeiro, Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais, a 3 de fevereiro.

Neste ano, o tema é Distanciamento Social: Uma Trans realidade – A Pandemia Passa, O Preconceito Não!. Ingressos já podem ser retirados para a exibição da peça Entrevista com Phedra, sobre a histórica diva trans do teatro Phedra D. Córdoba, para o documentário Limiar, sobre uma mãe que mostra a transição de seu filho trans, e para a peça Genderless, sobre um ícone mundial da luta trans.

Eloína dos Leopardos, travesti pioneira nos palcos, será uma das homenageadas com o Prêmio Claudia Wonder na 9ª SP TransVisão- Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com
Erika Hilton será homenageada com Prêmio Claudia Wonder na 9ª SP TransVisão – Foto: Divulgação @cocolagem – blogdoarcanjo.com

Ativistas, pesquisadores, intelectuais, artistas, profissionais da saúde e outras personalidades importantes na luta LGBTQIA+ marcarão presença nas atividades, que contam com com palestras, bate-papos, apresentações artísticas, espetáculos, ações sociais e homenagens com o disputado Prêmio Claudia Wonder, que leva o nome da artista ícone da luta pela representatividade T.

A Adaap (Associação dos Artistas Amigos da Praça), que administra a SP Escola de Teatro, realiza o evento, grátis e diverso, que terá homenageados como a trans pioneira Eloína dos Leopardos, integrante do filme e espetáculo Divinas Divas, e a vereadora trans eleita em São Paulo, Erika Hilton.

Prêmio Claudia Wonder leva o nome da grande artista e ícone da luta pelos direitos das pessoas travestis e transexuais na 9ª SP TransVisão – Foto: Reprodução Veja SP – blogdoarcanjo.com

A iniciativa celebra a diversidade e reforça o respeito que a instituição tem com as pessoas trans desde sua fundação, sendo entidade pioneira em ter colaboradores trans. A ação é feita em parceria da Adaap com a Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e ainda conta com contribuição da Secretaria de Justiça e Cidadania e o apoio de grupos e entidades de luta pelos direitos humanos.

Devido à pandemia da Covid-19, em 2021 o evento ocorre de modo digital e transmitido pelo Youtube e Facebook da SP Escola de Teatro, além de atividades artísticas na SP Escola de Teatro Digital na Sympla. Tudo de graça.

SELO DIVERSIDADE

Em novembro de 2019, a Adaap, organização social que gere a SP Escola de Teatro, recebeu o “Selo da Diversidade 2020”, concedido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania na categoria LGBTI.

O título se deve ao projeto “Programa de Empregabilidade de Trans e Travestis” e ao evento anual “SP Transvisão: Semana de Visibilidade Trans”, ambos desenvolvidos pela associação. Lançada em 2013, em uma iniciativa inédita, a SP TransVisão – Semana da Visibilidade Trans reúne há 9 anos debates, exposições, filmes, teatro e performances. Desde o início da SP Escola de Teatro, as vagas da recepção foram destinadas exclusivamente a travestis e transexuais.

“As colaboradoras fazem muito pela Escola, somos muito gratos a elas. Eu acredito que o problema da inserção de travestis e trans no mercado de trabalho é um problema humano. Ao longo desses anos, ouvimos belas histórias, mas eu já vi e ouvi outras bem tristes, por isso é importante que todos e todas se comprometam com essa luta”, afirma Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.

Time de recepcionistas trans da SP Escola de Teatro em 2015 – Foto: Arquivo blogdoarcanjo.com

Programação 9ª SP TransVisão

SEXTA-FEIRA, 29 de janeiro

17h – Abertura com Brenda Oliver, Ingrid Soares, Kimberly Luciana Dias e Marcia Dailyn.
Homenagem às pessoas trans que partiram vítimas da Covid-19, com homenagem especial à Bruna Valin e Amanda Marfree.

Translúdica – Loja Colaborativa de Guttervil e Fernanda Kawani Custódio faz o tradicional jantar Afeto e Música na 9ª SP TransVisão – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com

17h – Jantar Afeto e Música
Distribuição de marmitas e kits de higiene, além de disponibilizar banheiros na sede da SP Escola para higiene.
Ação realizada pela Translúdica – Loja Colaborativa
Distribuição na Praça Roosevelt e Praça da Sé

17h30 – Intercâmbio Transvisão
Convidades: Renata Taylor (Belém – PA) e Raicarlos Durans (Marituba – PA)
Mediação: Millena Wanzeller

19h – Mesa de discussão Transparentalidade
Convidades: Cibele Lascala, Fe Maidel, Leonardo Medeiros e Rachel Rocha. Mediação de Daniel Veiga.
21h- Ação artística: Espetáculo Teatral – Divinas Florescer

Marcia Dailyn vive Phedra D. Córdoba, diva transexual do teatro, no espetáculo Entrevista com Phedra na 9ª SP TransVisão – Foto: Bob Sousa – blogdoarcanjo.com

SÁBADO, 30 de janeiro

17h – Intercâmbio Transvisão
Convidades: Regininha (Maria Regina- Rio Grande – RS) e Silvia Reis (Boa vista – RR)
Mediação: Millena Wanzeller

19h – Mesa de discussão Políticas Públicas para Visibilidade Trans
Convidades: Caroline Iara (Bancada Ativista), Samara Sosthenes (Quilombo Periférico)
Mediação: Brenda Oliver

21h – Ação artística
Espetáculo teatral Entrevista com Phedra, de Miguel Arcanjo, com Marcia Dailyn e Raphael Garcia. Direção de Robson Catalunha e Juan Manuel Tellategui
Local: SP Escola de Teatro Digital – Sympla
Ingressos: Grátis ou R$ 25 (contribuição voluntária aos artistas)
Retirar ingressos na Sympla 

Documentário Limiar, de Coraci Ruiz, conta a história de uma mãe de filho trans e será exibido na 9ª SP TransVisão – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com

DOMINGO, 31 de janeiro

17h – Intercâmbio Transvisão
Convidades: Sellena Ramos (Salvador – BA)
Mediação: Flávia Araújo

18h – Mesa de discussão: Acolhimento
Convidades: Alberto Silva (Casa Florescer), Jaciana Batista (mãe), Regiane Abreu (Mães pela Diversidade)
Mediação: Fernanda Kawani Custodio

20h – Exibição do Documentário “Limiar” de Coraci Ruiz
Local: SP Escola de Teatro Digital – Sympla
Gratuito
Retirar ingressos na Sympla

Millena Wanzeller (na foto com Xuxa) media conversas digitais na 9ª SP TransVisão – Foto: Divulgação

SEGUNDA-FEIRA, 1º de fevereiro

17h – Intercâmbio Transvisão
Convidades: Luisa Lamar (Cuiabá – MT)
Mediação: Millena Wanzeller

19h – Mesa de discussão: Empregabilidade
Convidades: Daniela Andrade, Joseph Kuga, Yasmin Vitória e Raphael Pagotto
Mediação: Heloísa Alves

Guttervil faz o espetáculo Genderless – Um Corpo Fora da Lei na 9ª SP TransVisão – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com

TERÇA-FEIRA, 2 de fevereiro

17h – Intercâmbio Transvisão
Convidades: Symmy Larrat e Neon Cunha (São Bernardo do Campo – SP)
Mediação: Millena Wanzeller

19h- Mesa de discussão – Experiências representativas e de empregabilidade no serviço público
Convidades: Arthur Cardoso, Cássia Azevedo e Emanoel Henrique Lunardi Ferreira.
Mediação: Luiz Fernando Uchôa

21h – Ação artística
Espetáculo Teatral Genderless – Um corpo fora da Lei, com Guttervil.
Local: SP Escola de Teatro Digital – Sympla
Ingressos: Grátis ou R$ 12,50 (contribuição voluntária aos atores)
Retirar ingressos na Sympla

Homem trans, Leo Paulino receberá o Prêmio Claudia Wonder no 9º SP TransVisão – Foto: Divulgação

QUARTA-FEIRA, 3 de fevereiro

20h – Prêmio Claudia Wonder
Premiades: Casa Chama, Casa Florescer, Eloína dos Leopardos, Erika Hilton, Léo Paulino e Mariana Munhoz

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *