Retomada do teatro presencial ganha força em SP

Por Miguel Arcanjo Prado

Aos poucos o teatro paulistano retoma atividades presenciais, seguindo os protocolos de segurança e orientações da Fase Verde do Plano São Paulo. E o público tem apoiado essa volta e comparecido às salas. A maioria das que reabriram aposta em espetáculos de humor, como comédias e stand-up, e em show musicais como forma de atrair o grande público. O teatro segue o mesmo que fizeram museus e cinemas, que tiveram reabertura autorizada pelo governo paulista e paulistano.

Leia também: Público comparece à volta do teatro presencial

Comédia A Banheira faz sessões presenciais no Teatro Maria Della Costa, na Bela Vista, com acolhida do público – Foto: Edson Lopes Jr. – Blog do @miguel.arcanjo

A comédia A Banheira, primeira a voltar ao presencial por decisão da produtora Val Keller em conjunto com o elenco, percebeu de imediato a adesão do público. A obra segue com sessões em novembro às sextas e sábados, 21h30, no Teatro Maria Della Costa, na Bela Vista.

O Teatro Bradesco, no shopping Bourbon, também abraça a retomada: Diogo Almeida faz seu humor nos dias 7 e 8. Bruninho e Davi lançam o álbum Collab no no dia 13. A música segue com Maneva em show dia 14, e Vitão, no dia 15 de novembro.

O ator Luiz Amorim está na peça O Vendedor de Sonhos, que retomou sessões presenciais no Teatro Fernando Torres, no Tatuapé – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Protagonizado por Luiz Amorim, o espetáculo O Vendedor de Sonhos, baseado no best-seller de Augusto Cury, também retomou sessões presenciais no Teatro Fernando Torres, no Tatuapé, com sessões sextas e sábados, 21h, e domingos, 19h, e o público também tem comparecido e aplaudido bastante.

Yuri Marçal volta ao palco do Teatro Renaissance em novembro, após sucesso de público em outubro – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

O Teatro Renaissance, nos Jardins, aposta no stand-up e em nomes conhecidos do YouTube para atrair os espectadores nesta retomada. Além de Yuri Marçal, que volta ao palco em novembro, devido ao sucesso de público das primeiras sessões em outubro, estão programados neste mês os humoristas Mauricio Meirelles, Rafinha Bastos, Renato Albani, Rodrigo Marques, Bruna Louise, Os Filhos da Mãe, Fábio Vital, Diogo Almeida e Emerson Ceará, entre outros.

Ex Bom É Exumado faz sessões presenciais no Teatro Santo Agostinho – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

A comédia Ex Bom É Exumado voltou presencialmente ao Teatro Santo Agostinho, próximo ao metrô Vergueiro, com sessões aos sábados, 20h30. Com fortes aplausos, a produção programou sessão extra para este feriado, 2/11, às 19h.

O Teatro Alfa, na zona sul, reabre focado no público infantil neste domingo (1º), com quatro peças até o fim do ano: O Dia em que a Minha Vida Mudou por Causa de um Chocolate Comprado nas Ilhas Maldivas abre a programação, que ainda traz Toninho Ferragutti se apresentando com seu quinteto, na terça, 3/11, a São Paulo Companhia de Dança em 21 e 22 de novembro e O Quebra-Nozes no mês do Natal.

O Teatro Santander, no complexo do shopping JK Iguatemi, na zona sul, só retoma o grande musical Donna Summer, suspenso pela pandemia, em 14 de janeiro de 2021. Até lá, faz o Festival Cortinas Abertas, com música, dança e teatro. Paula Toller abre a programação na sexta, 6 de novembro, já Vanessa da Mata canta no sábado, 7. Nos dias 13, 14 e 15 de novembro tem a peça A Mentira, com Zezé Polessa dirigida por Miguel Falabella, também no elenco. Até dezembro, sobem ao palco a cantora Ana Carolina, a Cisne Negro Cia de Dança com A Magia do Quebra-Nozes, o cantor Tiago Abravanel e os Concertos de Natal, com o maestro João Carlos Martins.

O Teatro Procópio Ferreira, nos Jardins, é outro que aposta em grandes nomes da comédia e do stand-up no Festival de Humor que marca seu retorno ao teatro presencial neste mês. Estão na programação nomes importantes e queridos do público, como Nany People e Oscar Filho.

O Teatro das Artes, no shopping Eldorado, também leva o riso para seus espectadores na volta ao presencial. Estreia no dia 6/11 a peça Mãe Fora da Caixa, com Miá Mello. Também está na programação da retomada o humorista Murilo Couto no show de stand-up 2020 – Em Teste, além do infantil Sítio do Picapau Amarelo.

O Teatro Shopping West Plaza, na Água Branca, também reabre este mês com comédias, infantis, workshops e um especial de Natal.

O Teatro Gazeta, na avenida Paulista, reabre também com clássicos como a comédia Os Monólogos da Vagina, stand-up de nomes como Rafael Portugal e André Santi, e tributos a bandas internacionais como Abba e Queens.

O Teatro Opus, no shopping Villa-Lobos, ainda estuda uma possível retomada.

O Teatro Folha, no shopping Pátio Higienópolis, tomou a seguinte decisão: só retoma atividades presenciais em janeiro de 2021. Até lá, faz uma programação digital com nomes como Sergio Mamberti, Suely Franco, Jair Oliveira e Tania Khalill.

Praça Roosevelt segue com teatros fechados, como Espaço dos Satyros e Espaço dos Parlapatões – Foto: Eduardo Enomoto – Blog do @miguel.arcanjo

Tradicional reduto do teatro independente, experimentais e underground, os teatros da praça Roosevelt Espaço dos Satyros e Espaço dos Parlapatões seguem sem previsão de reabertura para o público presencial. A decisão, por enquanto, é não reabrir enquanto não houver vacina.

O Satyros está em cartaz em três continentes com peças digitais com elencos brasileiro e internacional, e o Parlapatões criou um festival de peças inéditas para o formato virtual em parceria com o Teatro Porto Seguro, no Campos Elíseos, que também aposta em transmissões digitais direto de seu palco e não reabre presencialmente neste ano.

O Teatro Itália, na República, o Teatro Raul Cortez e o Teat(r)o Oficina, na Bela Vista, e o Teatro Frei Caneca, no shopping Frei Caneca, também seguem fechados e sem previsão de reabertura para o público presencial enquanto não houver vacina contra o novo coronavírus.

A atriz Carol Hubner na peça A Banheira, pioneira na retomada do teatro presencial em SP – Foto: Edson Lopes Jr – Blog do @miguel.arcanjo

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *