Festival Mucho! online e grátis une músicos de 7 países da América Latina

A diversidade musical latino-americana vai ecoar do alto do Edifício Martinelli, no centro histórico de São Paulo, para toda a América Latina na terceira edição do Festival Mucho!, neste sábado, 19 de setembro, a partir das 16h no canal do YouTube do Festival Mucho e na plataforma argentina Cultura en Casa do Ministério de Cultura da Cidade de Buenos Aires.

Músicos de sete diferentes países mostram a potência de sons altamente conectados com a integração cultural e união dos povos deste continente tão diverso. O evento tem produção de Hernan Halak e Felipe Gonzalez, das produtoras Mundo Giras e Difusa Fronteira, e apresentação de Juan Manuel Tellategui e Miguel Arcanjo Prado.

Parceria latina: o brasileiro Felipe Gonzalez, da Difusa Fronteira, e o argentino Hernan Halak, da Mundo Giras: unindo a música latino-americana no Festival Mucho! – Foto: Rodrigo Gianesi/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Para fazer um esquenta inteligente repleto de reflexão, na sexta, 18 de setembro, a partir das 16h, no canal do Festival Mucho! no Youtube, tem a Jornada Formativa. O foco é pensar ações nas políticas públicas, na comunicação e no mercado cultural para integrar cada vez mais a música latina.

Participam do encontro os criadores do Festival Mucho! Hernan Halak e Felipe Gonzalez ao lado de nomes como Enrique Avogrado, ministro da Cultura de Buenos Aires, e Juca Ferreira, ex-ministro da Cultura do Brasil, além de Fabiana Batistela e Maithe Bertolini (SIM São Paulo), Melina Hickson (Porto Musical), Octavio Arbelaez (Circulart/Mapas), Marcio Black (Fundação Tide Stetubal), Roberta Martinelli (TV Cultura/Rádio Eldorado), Enrique Blanc (Fimpro/Redpem), Adriana de Barros (Terra/Educa Podcast), Yumber Vera Rojas (Página 12) e Miguel Arcanjo (Blog do Arcanjo/Podcast do Arcanjo). 

América Latina unida: o ator argentino Juan Manuel Tellategui e o jornalista brasileiro Miguel Arcanjo Prado apresentam o 3º Festival Mucho! neste sábado 19 às 16h – Foto: Hernan Halak/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

O Festival Mucho! tem apoio a Cidade de São Paulo – Turismo, Ministério de Cultura da Cidade de Buenos Aires, Programa Ibermúsicas no Ano Iberoamericano da Música, MMF Latam Associação Latino-Americana de Managers e Agentes Musicais, Edifício Martinelli e Organização TECHO.

Lineup Festival Mucho! 2020

FRANCISCO, EL HOMBRE (BRA/MEX)

É formada pelos irmãos mexicanos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte e pelos brasileiros Juliana Strassacapa e Andrei Kozyreff. O nome da banda é inspirado no personagem folclórico colombiano e eternizado pelo escritor Gabriel Garcia Marques em “Cem Anos de Solidão”. Suas composições, em português e espanhol, representam a união latino-americana e a grande performance nos shows impactaram o disco mais recente do grupo: “Rasgacabeza”, que gerou  participações em grandes festivais do nosso continente como Rock in Rio 2019 e Vive Latino no México. Durante a pandemia, a banda não está parada e lançou 5 singles o último deles chamado “Baile Sudaca”.

SEÑOR FLAVIO (ARGENTINA)

O Sr. Flavio é um dos integrantes dos FABULOSOS CADILLACS, uma das bandas do nosso continente mais influente e exitosa do chamado “rock latino”. Lotam estádios de norte a sul por onde eles passam. Apresentam uma inovadora fusão de ska, jazz, salsa, tango, reggae, rock e cumbia, entre outros. Sr. Flavio é baixista desta banda histórica e do projeto DE LA TIERRA formado por Andreas Kisser do Sepultura e integrantes da banda ANIMAL da Argentina e Maná do México. Em seu projeto solo, Sr. Flavio traz o groove da Surf Music carregado de elementos do rock e ska.

DAYMÉ AROCENA (CUBA)

Com uma voz poderosa, Daymé Arocena é uma das mais carismáticas e talentosas representantes da música cubana atual. Encarna o melhor espírito da nova geração do afro-latin-jazz. Seus múltiplos talentos musicais rapidamente a levaram aos mais importantes lugares da música global ocidental. Não demorou muito para chamar a atenção da plataforma musical Havana Cultura e do selo Brownswood Recordings, referências em música afro-latina e world music. “Sonocardiogram” é seu disco mais recente e representa um retorno vivo das raízes e espiritualidade de Havana.

ELLEN OLÉRIA (BRASIL)

Nascida e criada em Brasília, foi lá que se formou em Artes Cênicas na Universidade de Brasília. Com mais de 16 anos na estrada da música, a artista acumula prêmios em festivais, 5 discos lançados e turnês realizadas pelo Brasil e mundo afora. Conhecida pelo público por seu timbre cintilante, a soprano dramática atua também com seu ativismo político ao apresentar o programa “Estação Plural” pela TV Brasil.

SANTA MALA (BOLÍVIA)

Representantes de um som combatente, afetivo e autobiográfico, Santa Mala é um grupo de hip hop formado por três irmãs costureiras bolivianas que vivem em São Paulo. Conhecidas por suas produções musicais onde o contraste de linhas melódicas hipnóticas encontra vozes aguerridas, as irmãs se dizem responsáveis por um rap “de meninas”, “de bolivianas” e “de bairro” que preenchem com toda a força das suas vidas. O machismo na cena hip hop é um tema recorrente em suas letras, assim como os direitos humanos e a imigração.

VILLAGRÁN BOLAÑOS (PARAGUAI)

Foi formada em 2011 em Assunção, capital do Paraguai. Mescla ritmos latino-americanos com o rock and roll cru. O grupo vem conquistando o continente pelo potente show ao vivo. Já compartilhou os palcos com Calle 13, Natiruts, Incubus, Bomba Estéreo, Cuarteto de Nos, entre outros. O nome da banda é uma homenagem a Carlos Villagrán, ator que interpreta o Quico, e a Roberto Bolaños, criador da mais latinas das séries: “Chaves”.

PASCUALA ILABACA Y FAUNA (CHILE)

A cantora e acordeonista é representante da geração de jovens artistas do Chile. Junto com sua banda Fauna, ela traz o folclore latino-americano, os ritmos e melodias do jazz, a força do rock, além de flertar com as sonoridades da Índia, a artista reivindica o protagonismo das culturas minoritárias e indígenas. Com um trabalho político e sensível, Pascuala Ilabaca & Fauna realizaram 20 turnês pela Europa com mais de 150 shows, onde destacam-se os concertos com a Filarmónica de Berlim e suas participações em vários festivais. Também fizeram apresentações nos Estados Unidos e em vários países da América Latina.

SERVIÇO

Festival MUCHO! 2020 Online

Data: 18 e 19 de setembro, sexta (ações formativas) e sábado (shows), às 16h. Grátis. Classificação: 18 anos.

Mais informações: www.festivalmucho.com

Ouça o Podcast do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *