Imagem do protesto contra racismo e pela democracia viraliza; Annelize Tozetto conta bastidores da foto

Uma imagem diz mais que mil palavras. Pois o dito popular se cristalizou em uma foto do protesto pela democracia realizado na av. Paulista no último domingo (31), quando um jovem homem negro, vestido com uma camiseta do militante norte-americano Malcon X, foi clicado com o punho levantado, resistindo pacificamente enquanto era cercado por agressivos militantes da extrema direita, que lhe berravam palavrões. A autora da forte imagem do militante Emerson Osasco que percorreu o Brasil e já ultrapassa as fronteiras do país é a fotojornalista Annelize Tozetto.

Foto no calor do momento

“Eu fiz a foto do Emerson no calor do momento que é cobrir uma manifestação”, lembra a fotógrafa em conversa exclusiva com o Blog do Arcanjo. “Minutos antes, o cara que está de camisa camuflada na foto tinha ido pra cima do Emerson, porque ele questionou o uso da bandeira ucraniana, usada por movimentos fascistas – tanto na Ucrânia quanto aqui no Brasil”, recorda.

“Ele estava voltando pra onde estavam as torcidas antifas. O Emerson baixou a máscara pra falar com a imprensa, como está no vídeo que também rodou a internet, e ergueu o punho pra cima. Enquanto ele fazia isso, a turma que ainda defende o governo Bolsonaro veio pra cima, cercando e mostrando o dedo do meio – além, obviamente, de gritar. Foi quando fiz a foto, meio deslocada por conta da muvuca entre jornalistas, fotógrafos e pessoas com celular”, conta Annelize Tozetto.

Imagem viralizou nas redes

Em poucos minutos depois de cair na rede, a imagem viralizou com toda força. “Fiz a foto, mandei pro meu trabalho, cheguei em casa, postei nas minhas redes e tava tudo muito tranquilo até que postaram a foto como comentário nas redes do Felipe Neto, que compartilhou o vídeo do Emerson. E aí a foto viralizou e minhas redes viraram uma grande confusão”, fala a fotojornalista.

Com tantos compartilhamentos, a fotojornalista só lamenta o fato de que nem todos respeitam o crédito da foto, fruto de muito trabalho e até mesmo risco físico para a profissional, já que estamos em tempos de pandemia. “Viralizou a tal ponto de grandes figuras públicas postarem em suas redes – o que claro, é ótimo. Único problema é que boa parte dessas figuras públicas não colocaram os créditos de quem fez a foto. E está lá no Twitter pra todo mundo ver, está no meu instagram profissional e também no pessoal”.

Annelize inclusive chegou a pedir o devido crédito em redes sociais de personalidades importantes que compartilharam a foto. “Teve alguém que me recriminou por pedir créditos de maneira pública. Eu discordo. As pessoas são figuras públicas, personagens da nossa política, então cobrei os créditos nos próprios posts. Tem muita gente que está procurando o autor, tem muita gente que me mostra. A gente se ajeita. Mas é preciso falar quem fez a foto. É justo. É trabalho de fotojornalista”, conclui.

A fotojornalista Annelize Tozetto – Foto: Edson Lopes Jr. – Blog do @miguel.arcanjo

Entre as ruas e os palcos

Annelize Tozetto é fotojornalista e especialista em fotografia de palco. Além de compor a equipe de fotografia do Festival de Curitiba desde 2010, já teve trabalhos publicados em veículos como Folha de S.Paulo, UOL, Estadão, Globo, Mídia Ninja e, obviamente, aqui no Blog do Arcanjo, entre outros. Em 2019 recebeu o Prêmio Nelson Rodrigues de Teatro com a equipe da peça Entrevista com Phedra. Atualmente, atua como assessora parlamentar da deputada estadual Isa Penna em São Paulo.

Siga @annelizefotografia

Ver essa foto no Instagram

Vidas Negras Importam! Avenida Paulista, São Paulo, 31 de maio de 2020.

Uma publicação compartilhada por Annelize Tozetto Fotografia (@annelizefotografia) em

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *