Rapidinhas teatrais: Jô Soares volta com Histeria e peça de angolano faz sucesso

Jô Soares em seu último “Programa do Jô” na Globo: ele está de ano sabático na TV e se dedica ao teatro – Foto: Ramón Vasconcelos/Globo

Por Miguel Arcanjo Prado

Fora da TV
Enquanto Pedro Bial, Fabio Porchat e Danilo Gantili se digladiam pelo ibope do fim de noite, Jô Soares, de ano sabático na Globo, está de boa e só quer saber de teatro. Tanto que marcou a volta da peça “Histeria”, que ele dirige, para 4 de agosto no Teatro Raul Cortez, em São Paulo. Faz bem.

Números
A comédia que mostra o encontro de Sigmund Freud e Salvador Dalí já foi vista por 65 mil pessoas em 130 apresentações em 15 cidades. Nada mal.

Novo 
A peça, que já teve Pedro Paulo Rangel no elenco, agora conta com Norival Rizzo na pele de Freud. Já Dalí é vivido desde a estreia por Cassio Scapin. Ainda estão no palco Erica Motanheiro e Milton Levy. Turma boa.

Atenção
Jô marcou a nova temporada para durar até 1º de outubro, de sexta a domingo, com ingresso entre R$ 60 e R$ 80. Não vá perder desta vez, né?

Licínio Januário e Sol Menezzes estão em “Livia”, sucesso no Parlapatões, na Roosevelt – Foto: Divulgação

Love story
A peça “Lívia” tem chamado a atenção do público no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt, em São Paulo, onde é apresentada com sucesso sábado, 21h, e domingo, 20h, até o fim do mês, com ingresso a R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia. Conta a história do casal Livia e Felipe.

Internacional
O texto de “Livia” é do angolano Licínio Januário com colaboração de Sol Menezzes e passa por várias fases do amor. Ambos protagonizam a obra do Coletivo Preto com direção de Draysson Menezzes e Orlando Caldeira. O cenário é de Lorena Lima, a iluminação, de Gabriel Prieto, e o figurino, de Cristina Cordeiro.

Bate-papo
Neste domingo (16), após “Lívia”, haverá debate sobre o protagonismo negro, com a presença dos atores Maicon Rodrigues, Lena Roque, Marco Antonio Fera e Érica Ribeiro. Estão todos convidados.

Haroldo Miklos faz as tatuagens de Tom, seu personagem em “Enquanto as Crianças Dormem” no Teatro Aliança Francesa – Foto: Edson Lopes Jr.

Chave de cadeia
O ator Haroldo Miklos é o responsável pela arte das tatuagens de Tom, que namora a protagonista Kelly, papel de Carol Hubner na peça “Enquanto as Crianças Dormem”. É que Tom é um ex-presidiário enquadrado “no artigo 33”. Que medo.

Detalhista
Todas as quartas e quintas, dias em que a peça é apresentada às 20h30, no Teatro Aliança Francesa, em São Paulo, Haroldo Miklos desenha tatuagem por tatuagem de seu personagem no camarim. Todo compenetrado.

Ivam Cabral, na última terça, quando ganhou o Prêmio Especial Aplauso Brasil de Teatro: anunciou aumento nas licenças para papais e mamães na SP Escola de Teatro – Foto: Edson Lopes Jr.

Bebê à bordo
Ivam Cabral, diretor da SP Escola de Teatro que acaba de ganhar o Prêmio Especial Aplauso Brasil de Teatro, informou que agora lá papais têm licença paternidade de 30 dias e mamães, de 180 dias. “Sim, o mundo pode ser reinventado”, celebra. A coluna manda os parabéns pela iniciativa.

Comemoração
A atriz Elen Londero, da equipe da SP Escola de Teatro que acaba de dar à luz à pequena Liz, celebrou a notícia. “Meu coração é só alegria”, definiu a mamãe. “Felizes estamos em saber e gozar de mais tempo juntas nessa fase tão importante!”, comemorou.

Libertinos
Ah, o grupo Satyros acaba de liberar o trailer de seu filme “A Filosofia na Alcova”, de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez e com Phedra D. Córdoba no elenco, o último trabalho da cubana nas telonas. Veja aqui.

Angela Ribeiro está grávida do segundo filho – Foto: Arquivo pessoal

Cegonha
Falando em bebês, Angela Ribeiro, atriz e dramaturga que acaba de ser indicada ao Prêmio Shell de Teatro pela autoria da peça “Refluxo”, está grávida do segundo filho. Ela já é mãe de Joaquim.

Cênica
Aliás, a notícia da gravidez de Angela foi dada pela atriz no palco, em forma de texto, na peça “Quantos Segundos Dura uma Nuvem de Poeira”, de seu grupo Cia. Bruta de Arte. Sensível.

“Satyriase” provoca o público de olhos vendados – Foto: Sergio Marreiro

Libido
A erótica peça “Satyriase uma Orgia Organizada”, com direção de Gisa Guttervil, está de volta ao Espaço Dominatrix (r. Fernando Albuquerque, 171), em São Paulo. Toda quinta, 22h, com ingresso a R$ 40 em dinheiro vivo. Só são 15 pessoas por sessão.

Escurinho
Em “Satyriase”, em um ambiente intimista, os espectadores são convidados a encontrar seus desejos mais escondidos e se entregar ao prazer. A peça é feita com nove “atores-estimuladores” que mexem com o sentido do público. Eita.

“Canção Dentro do Pão” tem promoção para moradores da Bela Vista, em São Paulo, e estudantes: não pagam nada – Foto Marcelo Kahn

Promoção
Estudantes e moradores do bairro da Bela Vista, em São Paulo, têm entrada grátis na comédia “Canção Dentro do Pão”, de Raimundo Magalhães Júnior e direção de Bete Dorgam. Mas tem de mostrar comprovante de residência ou carteirinha estudantil, tá?

Aos demais
Os outros espectadores pagam R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia. Está baratinho.

Crise política
O rebuliço político brasileiro atual dialoga com a ficção proposta em “Canção Dentro do Pão”. Estreia nesta sexta (14), às 21h, no Teatro Denoy de Oliveira (rua Rui Barbosa, 323). A temporada vai até 10/9, sexta e sábado, 21h, domingo, 19h. Anotou?

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz Musical A Pequena Sereia encanta família inteira no Teatro Santander Capital Inicial lança Natasha com feat de Marina Sena Evita Open Air conquista o público no Parque Villa-Lobos