Hempreende faz 2ª edição de sucesso em Curitiba e discute liberação da cannabis

kush in close up photography
Photo by Alexander Grey on Pexels.com

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Neste domingo, 7 de abril, aconteceu com sucesso a segunda edição do Hempreende, no Hop N’ Roll, em Curitiba. O evento é voltado para o mercado de cannabis. O objetivo é dar visibilidade às mulheres que empreendem no setor e ampliar o debate social pela liberação da planta, como já aconteceu em países como o Uruguai, Alemanha e os Estados Unidos. Regado a atrações culturais e gastronômicas, o evento tem três mulheres na organização e idealização: Carolina Fayad, Cris Dal Soto e Isabela Tamiozzo e repercutiu até na TV aberta, em reportagem especial na RIC TV. Estão também no time a produtora Lia Perini e o designer Wellington Carneiro.

Hempreende Curitiba: As empreendedoras Carolina Fayad, Cris dal Soto e Isabela Tamiozzo © Valquir Aureliano Blog do Arcanjo 2024

A empreededora cultural, jornalista e ativista Carol Fayad se emocinou com a forte repercussão do evento idealizado por ela e suas sócias com muita dedicação.

O pensamento é reunir ativismo e sustentabilidade com pensadores, músicos e apoiadores da medicina canábica.

“O Hempreende é um evento pioneiro dentro dos eventos canábicos em Curitiba, um lugar de união de todas as pessoas que trabalham nesse setor”, comemora, em conversa com o Blog do Arcanjo.

photo of marijuana edibles on dark background
Photo by Kindel Media on Pexels.com

Hempreende busca oportunizar espaço aos hempreeendedores num ambiente acolhedor, seguro e com visibilidade para novos negócios e conexões. 

Fayad fala da importância do Hempreende neste momento em que o Brasil discute a descriminalização da cannabis no STF (Supremo Tribunal Federal), enquanto que, no Congresso, uma lei proibicionista também é discutida.

“A importância, sobretudo enquanto se discute a descriminalização do STF, é que movimentos como esse fomentam as discussões, com formação, conscientização e desmistificação da maconha. Precisamos que eventos assim estejam presentes em várias cidades do país, para que todos possam ver que nós estamos em todas as partes da sociedade, nós que fazemos o uso da planta e lutamos pela liberdade da mesma”, fala Carolina.

scrabble tiles on pink surface
Photo by Alesia Kozik on Pexels.com

Para a empreendedora, pautar a discussão em espaços públicos é importante para quebrar velhos estereótipos. “São lugares que nos permitem trazer a nossa cultura, a cultura canábrica, a cultura do uso da planta para nos expressar realmente, de verdade, em um ambiente seguro e acolhedor”.

Siga @hempreendenoinsta

a green leaves with scrabble tiles on gray surface
Photo by Alesia Kozik on Pexels.com

Ela lembra que foi difícil organizar o evento, coisa que só conseguiram por meio do apoio da comunidade canábica. E ressalta o fato de três mulheres estarem na organização.

“Somos três mulheres organizadoras, então essa edição foi pensada no protagonismo feminino também, porque a planta fêmea é a planta que nos dá a fruta, a flor, que é a flor da cannabis, que é onde a gente consegue a maior parte dos componentes, dos cannabinoides, que a gente chama. Então ela é uma planta que puxa muito o sagrado feminino e as mulheres dentro do mercado da cannabis muitas vezes são apagadas ou então não são ouvidas, assim como em diversos outros setores de trabalho”, lembra.

woman in black tank top lying on bed
Photo by RDNE Stock project on Pexels.com

“Por isso a gente decidiu fazer esta edição com protagonismo dessas mulheres, tendo inclusive várias mulheres de São Paulo, de um grupo chamado Expomanas, que vieram para Curitiba para expor os seus trabalhos. Foi uma edição muito especial”, conclui.

Siga @hempreendenoinsta

person holding black and green leaf print ceramic mug
Photo by Kindel Media on Pexels.com

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *