Prêmio Bibi Ferreira realiza 10ª edição em festa do teatro: veja indicados e detalhes da cerimônia

Marllos Silva idealizou e dirige o Prêmio Bibi Ferreira, o mais importante do teatro brasileiro © Rafa Marques Blog do Arcanjo 2023

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O Prêmio Bibi Ferreira, idealizado por Marllos Silva, chega à sua 10ª edição nesta terça, 17 de outubro, em clima de festa e celebração das artes cênicas. O evento que desde 2012, reúne grandes profissionais do teatro brasileiro, se prepara para mais uma noite especial dedicada a artistas, criativos, técnicos e todos aqueles que fazem a magia da arte acontecer em grande estilo. Marcado para às 20h no Teatro Santander, localizado no Complexo JK Iguatemi, o espaço será palco do prêmio pela terceira vez, e conta com a apresentação do Santander Brasil, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Empenhado em fortalecer e valorizar cada vez mais o mercado teatral na capital paulista, em constante crescimento desde os anos 2000, o projeto, idealizado pelo produtor e diretor Marllos Silva, se fortalece também na missão de lançar luz sobre o trabalho daqueles que atuam de forma ativa dentro deste fomento, bem como na missão de manter acesa e luminosa a reverência feita à grande estrela Bibi Ferreira, pioneira no segmento dos musicais.

A gente acaba, morre, vai embora, desaparece. Mas eu não, eu vou ficar aí, porque tenho um prêmio que leva o meu nome. Meu pai dizia que através de mim viveria duas vezes. E eu digo que, através deste prêmio, também vou viver duas vezes.

Bibi Ferreira
às vésperas da terceira edição do Prêmio Bibi Ferreira em 2015

Uma década de honra aos palcos

O Prêmio Bibi Ferreira chega a sua 10ª edição com novidades no cerimonial. Sob a direção de Marllos Silva e Rogério Matias, a noite, conduzida pelo Mestre de Cerimônia Miguel Falabella, que compartilhará o posto, pela primeira vez, com a atriz e cantora Karin Hils, convidada especial do ano, não abrirá mão dos tradicionais números musicais, incluindo abertura e encerramento, além dos espetáculos indicados na categoria Melhor Musical. As homenagens, feitas através do In Memorian e da entrega da Medalha Arthur Azevedo, também estarão no roteiro, assinado por Marllos Silva e Daniel Salve. Se unem ainda ao time, composto por mais de 250 profissionais envolvidos na grande realização, Mariana Barros na coreografia, Marco Lima na cenografia, Kleber Montanheiro nos figurinos, Tulio Pezzoni no desenho de luz e Tocko Michelazzo no desenho de som.

Celebrando os espetáculos que cumpriram temporada na cidade de São Paulo entre 1º de julho de 2022 e 21 de junho de 2023, ao todo mais de 64 produções, entre prosa e musical, foram avaliadas pelo comitê de nomeação de musicais e pelo comitê de nomeação de prosa, e concorrem nas 32 categorias destacadas, onde as técnicas e criativas indicam de um a três nomes, e as artísticas de três a cinco nomes; já a categoria mais aguardada da noite, Melhor Musical, que une produções brasileiras e estrangeiras, ressalta o trabalho de sete produções.

Marllos Silva, idealizador e diretor geral do Prêmio Bibi Ferreira, que acontece nesta terça no Teatro Santander – Foto: Rafa Marques Blog do Arcanjo 2022

Para compor a lista de indicados, representada este ano por mais de 130 nomes divididos entre as diferentes áreas, é necessário que a temporada do espetáculo seja inédita dentre as edições do prêmio e realize apresentações oficiais em teatros que integrem o circuito profissional da cidade de São Paulo. Para os espetáculos musicais são necessárias 12 apresentações ou mais. Já para o teatro de prosa são necessárias pelo menos 16 apresentações em espaços com capacidade mínima de 300 lugares.

Jurados do Prêmio Bibi Ferreira na 9ª edição do evento @ Rafa Marques Blog do Arcanjo 2023

Jurados

Nesta edição, os espetáculos musicais elegíveis passaram pelo crivo do compositor, maestro, diretor musical, ator e dublador Charles Dalla; pela bailarina e coreógrafa Gisele Bellot; pelo diretor de teatro, professor e pesquisador Dr. em Artes Cênicas Jamil Dias; pelo ator, diretor, dramaturgo e produtor Marllos Silva; pelo jornalista e Mestre em Artes Miguel Arcanjo Prado; pelo ator, pianista, diretor, cantor e arte-educador Rogério Matias; e pelo jornalista especializado em cultura Ubiratan Brasil.

Já o corpo de jurados do teatro de prosa é composto pela encenadora, diretora teatral, atriz, dramaturga, professora, diretora de movimento e pesquisadora Christina Trevisan; pela diretora de teatro e Ópera e dramaturga Edna Ligieri atriz, diretora e dramaturga; pelo jornalista, sociólogo, e professor Mestre e Dr. na ECA-USP Ferdinando Martins; pelo ator, diretor, dramaturgo e produtor Marllos Silva; e pelo ator, autor, diretor e professor em Artes Cênicas Zécarlos de Andrade.

Karin Hils e Miguel Falabella comandam o Prêmio Bibi Ferreira © Divulgação Blog do Arcanjo 2023

Mestres de cerimonia

A 10ª edição do Prêmio Bibi Ferreira terá um novo casal de apresentadores no comando da noite: a talentosa atriz e cantora Karin Hils se une ao consagrado ator, roteirista e diretor Miguel Falabella, figura icônica e já presença marcante em edições anteriores.

“Eu me sinto muito feliz em fazer parte dessa celebração que sempre ajuda a dar  reconhecimento e visibilidade a todas as áreas que fazem o teatro musical brasileiro ser o que se tornou hoje em dia, uma referência em muitas produções pelo mundo afora. E neste ano o prêmio comemora sua 10ª edição, então, apresentá-lo ao lado do Miguel Falabella se torna mais um desses momentos inesquecíveis em minha vida.”, afirma a estrela convidada.

O Prêmio Bibi Ferreira, ao longo de suas nove edições anteriores, firmou-se como um dos mais importantes eventos do cenário teatral em São Paulo, reconhecendo e homenageando os talentos que enriquecem o universo do teatro musical e de prosa.

A 10ª edição, além de marcar uma década de excelência na premiação, traz consigo a promessa de surpreender e emocionar ainda mais os amantes da arte cênica, em um espetáculo que certamente ficará marcado na memória de todos os presentes com seus números musicais especiais, discursos emocionantes e muita diversão.

O Blog do Arcanjo mostra os indicados ao Prêmio Bibi Ferreira 2023:

LISTA DE INDICADOS – TEATRO MUSICAL

MELHOR VERSÃO EM MUSICAIS 

Claudio Botelho – Alguma Coisa Podre

Mariana Elisabetsky – Once, O Musical

Rafael Oliveira – Bonnie & Clyde

MELHOR DESENHO DE LUZ EM MUSICAIS

César Pivetti – O Bem Amado Musicado

Fran Barros e Tulio Pezzoni – Once, O Musical

Wagner Antônio – Museu Nacional

MELHOR DESENHO DE SOM EM MUSICAIS

Audio S.A – Marrom, O Musical 

Gabriel D’Angelo – Jacksons do Pandeiro

João Henrique Baracho – Once, O Musical

MELHOR VISAGISMO EM MUSICAIS

Alisson Rodrigues – O Bem Amado Musicado

Anderson Bueno – O Pequeno Príncipe, O Musical  

Feliciano San Roman – Alguma Coisa Podre

MELHOR CENÁRIO EM MUSICAIS

Cesar Costa e Zé Henrique de Paula – Once, O Musical 

Duda Arruk – Alguma Coisa Podre

Rogério Falcão – O Pequeno Príncipe, O Musical

MELHOR FIGURINO EM MUSICAIS

Fábio Namatame – Alguma Coisa Podre

Theodoro Cochrane – Once, O Musical

Theodoro Cochrane – O Pequeno Príncipe, O Musical

MELHOR ARRANJO ORIGINAL EM MUSICAIS

Daniel Rocha – Ney Matogrosso, Homem com H, O Musical

Guilherme Terra – Marrom, O Musical

Jules Vandystadt – Elas Brilham – Doc Musical

MELHOR LETRA E MÚSICA EM MUSICAIS

Danilo Moura e Mau Alves – Glam, O Musical

Marco França, Zeca Baleiro e Newton Moreno – O Bem Amado Musicado

Maria Zélia Marão, Marcus Vinicius Silva, Sheila Dryzun e Thiago Gimenes – O Pequeno Príncipe, O Musical

MELHOR DRAMATURGIA ORIGINAL EM MUSICAIS

Emilio Boechat e Marilia Toledo – Ney Matogrosso, Homem com H, O Musical

Fernanda Brandalise – Clube da Esquina – Os sonhos não envelhecem

Flávio Marinho – Judy – O arco-íris é aqui

Guilherme Gila – A Igreja do Diabo – Um Musical Imoral e Hilário

Sheila Dryzun – O Pequeno Príncipe, O Musical

MELHOR COREOGRAFIA EM MUSICAIS

Alonso Barros – Alguma Coisa Podre

Barbara Guerra e Rafael Machado – Marrom, O Musical

Gabriel Malo – Once, O Musical

Kátia Barros – O Pequeno Príncipe, O Musical

Keila Bueno – Bonnie & Clyde

MELHOR DIREÇÃO MUSICAL EM MUSICAIS

Alfredo Del-Penho e Beto Lemos – Jacksons do Pandeiro

Claudio Cruz – West Side Story 

Fernanda Maia – Once, O Musical

Thiago Gimenes – Alguma Coisa Podre

Thiago Rodrigues – Anastasia, O Musical

MELHOR DIREÇÃO EM MUSICAIS

Duda Maia – Jacksons do Pandeiro

Gustavo Barchilon – Alguma Coisa Podre

Miguel Falabella – Marrom, O Musical

Ricardo Grasson – O Bem Amado Musicado

Zé Henrique de Paula – Once, O Musical

REVELAÇÃO EM MUSICAIS

Anastácia Lia – Marrom, O Musical

Edyelle Brandão – A Igreja do Diabo – Um Musical Imoral e Hilário 

Lucas Lima – Once, O Musical

Luís Vasconcelos – Sidney Magal: Muito Mais Que Um Amante Latino

Mattilla – Los Hermanos – Musical Pré-Fabricado

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MUSICAIS

André Torquato – West Side Story

Claudio Lins – Bonnie & Clyde

George Sauma – Alguma Coisa Podre

Marco França – O Bem Amado Musicado

Tiago Abravanel – Anastasia, O Musical

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MUSICAIS

Letícia Soares – Marrom, O Musical

Luciana Ramanzini – O Pequeno Príncipe, O Musical

Carol Costa – Anastasia, O Musical

Liane Maya – Além do Ar – Um Musical Inspirado em Santos Dumont

Bel Lima – Alguma Coisa Podre

MELHOR ATOR EM MUSICAIS 

Beto Sargentelli – Bonnie & Clyde

Beto Sargentelli – West Side Story

Marcos Veras – Alguma Coisa Podre

Renan Mattos – Ney Matogrosso, Homem com H, O Musical

Tiago Barbosa – Clube da Esquina – Os sonhos não envelhecem

MELHOR ATRIZ EM MUSICAIS

Bruna Guerin – Once, O Musical

Eline Porto – Bonnie & Clyde

Giovanna Rangel – Anastasia, O Musical

Giulia Nadruz – West Side Story

Luciana Braga – Judy – O arco-íris é aqui

MELHOR MUSICAL OFF

A Igreja do Diabo, Um Musical Imoral e Hilário – A Casa que Fala

Glam, O Musical – Cerejeiras Produções

Tempo Certo, O Musical – Bravart Entretenimento e Iguaya Produções

MELHOR MUSICAL BRASILEIRO

Clube da Esquina – Os sonhos não envelhecem – Buenos Dias, MRG e Grupo Prisma

Jacksons do Pandeiro – Sarau Agência de Cultura e Barca dos Corações Partidos

Marrom, O Musical – Fato Produções Artísticas 

Ney Matogrosso, Homem com H, O Musical – Paris Cultural

O Bem Amado Musicado – Velloni Produções

MELHOR MUSICAL 

Alguma Coisa Podre – Barho Produções e Touché Entretenimento

Anastasia, O Musical – Cara Di Boi e T4F Entretenimento

Bonnie & Clyde – Del Claro Produções e H Produções Culturais

Jacksons do Pandeiro – Sarau Agência de Cultura e Barca dos Corações Partidos

Marrom, O Musical – Fato Produções Artísticas

Once, O Musical – Palco 7 Produções, Rega Início Produções e Solo Entretenimento

West Side Story – Santa Marcelina Cultura 

LISTA DE INDICADOS – TEATRO DE PROSA

MELHOR DESENHO DE LUZ EM PEÇA DE TEATRO

César Pivetti – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Fran Barros e Tulio Pezzoni – A Herança 

Paulo César Medeiros – F(r)icções

MELHOR CENÁRIO EM PEÇA DE TEATRO

Bia Junqueira – F(r)icções

Marco Lima – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Marisa Bentivegna – Mary Stuart

MELHOR FIGURINO EM PEÇA DE TEATRO

Karen Brusttolin – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Karen Brusttolin – Dom Quixote

Tiago Ribeiro – Três Mulheres Altas

MELHOR DIREÇÃO EM PEÇA DE TEATRO

Fernando Philbert – Três Mulheres Altas

Jô Soares (In memorian) e Mauricio Guilherme – Gaslight – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Nelson Baskerville – Mary Stuart

Rodrigo Portella – F(r)icções 

Zé Henrique de Paula – A Herança

MELHOR DRAMATURGIA ORIGINAL EM PEÇA DE TEATRO

Andréa Pachá – A Vida Não é Justa

Kiko Rieser – Nasci pra ser Dercy

Leonardo Cortez – Veraneio 

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM PEÇA DE TEATRO

André Torquato – A Herança

Fernando Pavão – Mary Stuart 

Leandro Lima – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Maurício de Barros – Veraneio

Rafael Primot – A Herança 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM PEÇA DE TEATRO

Deborah Evelyn – Três Mulheres Altas

Kéfera Buchmann – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Miriam Mehler – A Herança

Neusa Maria Faro (In Memorian) – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Renata Ricci – Ponto a Ponto

MELHOR ATOR EM PEÇA DE TEATRO

Emiliano Queiroz – A Vida Não é Justa

Fulvio Stefanini – O Pai

Giovani Tozi – Gaslight – Uma Relação Tóxica

Marco Antônio Pâmio – A Herança

Odilon Wagner – A Última Sessão de Freud

MELHOR ATRIZ EM PEÇA DE TEATRO

Clarisse Abujamra – Veraneio 

Eliane Giardini – Intimidade Indecente

Grace Gianoukas – Nasci pra ser Dercy

Léa Garcia – A Vida Não é Justa

Vera Holtz – F(r)icções 

MELHOR PEÇA DE TEATRO 

A Herança – Bruno Fagundes e Zé Henrique de Paula

A Última Sessão de Freud – Diaféria Produções e Itaporã Comunicação

F(r)icções – Seven Produções 

Gaslight – Uma Relação Tóxica – BricaBraque Produções e Tozi Produções

Veraneio – Contorno Produções e Pequeno Ato

NÚMEROS DE INDICAÇÕES – MUSICAL
por ordem alfabética

A Igreja do Diabo, Um Musical Imoral e Hilário – 03 Indicações

Além do Ar – Um Musical Inspirado em Santos Dumont  – 01 indicação

Alguma Coisa Podre – 11 Indicações

Anastasia, O Musical – 05 Indicações

Bonnie & Clyde – 06 Indicações

Clube da Esquina – Os sonhos não envelhecem – 03 Indicações

Elas Brilham, Doc Musical – 01 indicação

Glam, O Musical – 02 indicações

Jacksons do Pandeiro – 03 Indicações 

Judy – O arco-íris é aqui – 02 Indicações

Los Hermanos – Musical Pré-Fabricado – 01 Indicação

Marrom, O Musical – 08 indicações 

Museu Nacional – 01 indicação

Ney Matogrosso, Homem com H, O Musical – 04 indicações 

O Bem Amado Musicado – 06 indicações

O Pequeno Príncipe, O Musical – 07 indicações

Once, O Musical – 11 indicações

Sidney Magal: Muito Mais Que Um Amante Latino – 01 indicação

Tempo Certo, O Musical – 01 indicação

West Side Story – 05 Indicações

NÚMEROS DE INDICAÇÕES – PROSA
por ordem alfabética

A Herança – 07 Indicações

A Última Sessão de Freud – 02 Indicações

A Vida Não é Justa – 02 Indicações

Dom Quixote – 01 Indicação

F(r)icções – 05 Indicações

Gaslight – Uma Relação Tóxica – 08 indicações

Intimidade Indecente – 01 Indicação

Mary Stuart – 03 Indicações 

Nasci pra ser Dercy – 02 Indicações

O Pai – 01 Indicação

Ponto a Ponto – 01 Indicação

Três Mulheres Altas – 02 Indicações

Veraneio – 04 Indicações

O Teatro Musical na Cidade de São Paulo, de Marllos Silva: registro histórico de nossos palcos entre 2000 e 2020 © Divulgação Blog do Arcanjo 2023

Livro registra história dos musicais em São Paulo no século 21

Marllos Silva, engajado produtor, diretor, ator e autor, acaba de lançar o livro O Teatro Musical na Cidade de São Paulo. O tomo registra a história do teatro musicla neste século 21, período em que o gênero viveu verdadeira ebulição. O lançamento é pela Marcenaria de Cultura. O livro surgiu como desobramento de seu Prêmio Bibi Ferreira, considerado um dos pilares da preservação da história teatral do país, e que serviu de base para nortear os critérios de seleção dos espetáculos incluídos no livro, como a validação de pelo menos 12 apresentações e a necessidade de comprovar a realização de cada temporada.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *