Jorge Drexler celebra sucesso da turnê do álbum Tinta y Tiempo

Cantor uruguaio Jorge Drexler lança álbum intitulado Tinta y Tiempo - Foto: Anton Goiri – Blog do Arcanjo
Cantor uruguaio Jorge Drexler gira o mundo com turnê de Tinta y Tiempo, álbum vencedor de 6 Grammy Latino em 2022 – Foto: Anton Goiri – Blog do Arcanjo

Músico uruguaio está com agenda lotada em 2023, mas ainda não há novas datas para o Brasil

Depois de um concorrido show em São Paulo em 2022, o cantor uruguaio Jorge Drexler segue sua turnê internacional do premiado álbum Tinta y Tiempo com agenda disputada.

Afinal, no Grammy Latino 2022 ele levou seis troféus, sagrando-se o maior vencedor da noite: Melhor Álbum de Cantautor por Tinta y tiempo; Melhor Canção de Língua Portuguesa, por Vento Sardo com Marisa Monte; Melhor Canção Pop por La Guerrilla de la Concordia; Melhor Canção Alternativa por El Día Que Estrenaste El Mundo; Gravação do Ano por Tocarte com C. Tangana; Canção do Ano por Tocarte com C. Tangana; Melhor Arranjo por El Plan Maestro com Fernando Velásquez.

Em entrevista à agência de notícias EFE, Drexler reconhece que conheceu o sucesso tarde, já que começou na música aos 30 anos e se deu bem mesmo neste ramo após os 50.

Radicado em Madrid, ele contou que seu caminho ao estrelato foi “bem lento”, impulsionado, obviamente, pela música Al Outro Lado Del Río, que lhe rendeu o Oscar de melhor canção original em 2005 na trilha do filme Diários de Motocicleta, do brasileiro Walter Salles, sobre a trejetória do argentino Ernesto Che Guevara.

Drexler, que não pôde interpretar a própria música na cerimônia – Antonio Banderas, por ser mais famoso, foi o escolhido – deu um tapa com luva de pelica da Academia de Hollywood, ao cantar sua canção em espanhol no agradecimento.

Jorge Drexler esbanja estilo no lançamento de seu álbum - Foto: Anton Goiri – Blog do Arcanjo
Jorge Drexler esbanja elegância em Tinta y Tiempo – Foto: Anton Goiri – Blog do Arcanjo

Antes deste momento chave, lançou quatro discos “que passaram despercebidos em vendas”, mas que o marcaram profundamente.

“Comecei a viver da música aos 30. Aos 40 estava relativamente bem e um pouco melhor aos 50, admite. Aos 58 anos, ainda se sente “fazendo descobertas”.

Diante dos novos ares feministas, o músico ainda contou que esta turnê é a primeira na qual mulheres são metade dos integrantes de sua banda, com três mulheres e três homens. “A musicalidade é diferente de quando a maioria era homens”, pontua.

5º Festival Mucho: Jorge Drexler - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo
Jorge Drexler – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Sem nostalgia

Músico que busca se oxigenar, como com a parceria Tocarte com o jovem produtor espanhol de sucesso C. Tangana, ele deixa a nostalgia de lado.

“Não creio na nostalgia, nisso que a música boa se fazia antes e agora é uma merda, não acreditei nisso nem nos anos 1970, nem nos 1980 e tampouco agora”, pontuou. “Sempre há gente talentosa e gente que não me interessa, uma maioria, é claro”.

Na visão do uruguaio, a nova música urbana e jovem levou o idioma espanhol a todos os lados do mundo.

Ele ainda aprende muito com a geração que o sucede dentro de sua própria casa. “Tenho um filho de 25 e outro de 14, entre eles há mais diferença tecnológica que entre meu filho de 25 e eu, as coisas estão mudando muito rápido”, avalia.

Jorge Drexler lança Tinta Y Tiempo dia 22 de abril - Foto: Antón Goiri Divulgação - Blog do Arcanjo
Jorge Drexler lançou Tinta Y Tiempo em 22 de abril de 2022 – Foto: Antón Goiri Divulgação – Blog do Arcanjo

Para Drexler, o grande desafio diante de tantas informações, é concentrar-se para não se dispersar no mar de possibilidades que as redes apresentam. “Fui fazendo discos com intervalos maiores pela mera razão de que ao ir melhor em minha carreira fui sendo mais solicitado para shows; enquanto estou de turnê, não posso compor e não posso gravar”, revela.

E pelo jeito o trabalho não para. Já que ele disse que sua agenda para 2023 já está completamente cheia e a de 2024, ano em que completará 60 anos, já “está ficando sem datas”. O sucesso não para para o mais bem sucedido músico uruguaio.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Respeitado jornalista cultural e crítico de artes do Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022