O Universo Está Vivo Como Um Animal estreia sob fortes aplausos em São Paulo na Oficina Cultural Oswald de Andrade

O Universo Está Vivo Como Um Animal estreou sob fortes aplausos e pode ser vista na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Espetáculo curitibano se inspira na obra do inventor Nikola Tesla

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

É formidável quando o teatro apresenta reflexões que expandem nosso. Isso acontece no espetáculo O Universo Está Vivo Como Um Animal, que estreou sob fortes aplausos na Oficina Cultural Oswald de Andrade. A obra cumpre temporada gratuita até 22 de outubro, com sessões de quarta a sexta, 20h, e sábado, 18h, (no dia 12/10 será às 18h) com ingressos retirados uma hora antes.

A peça homenageia e difunde o pensamento de um dos mais importantes cientistas que o mundo conheceu, o croata Nikola Tesla (1856-1943), que registrou mais de 300 patentes e fez descobertas que são a base da comunicação tal qual conhecemos hoje e iremos conhecer no futuro.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Baseada em uma “dramaturgia da luz”, na qual lâmpadas tubulares têm papel de destaque, a encenação navega pelas invenções e proposições de Tesla, buscando seu pensamento pinçado em entrevistas e palestra, assombrando o público com o grau de lucidez e previsão do futuro do cientista que ainda não tem fama à altura de suas invenções.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

O Universo Está Vivo Como Um Animal é uma montagem da Rumo de Cultura, de Curitiba, dirigida por Nadja Naira, grande iluminadora do teatro brasileiro, e traz ainda a iluminação sob a grife de Beto Bruel, um dos gênios da luz deste país. Estão em cena quatro formidáveis atores: Diego Marchioro, Fernando de Proença, Edith de Camargo e Augusto Ribeiro. A peça ainda conta com canção original gravada por Ney Matogrosso e Ná Ozetti.

O projeto foi idealizado pela Rumo de Cultura com Diego Marchioro, Fernando de Proença e Isabel Teixeira, grande nome dos palcos que atualmente rouba a cena na TV como a Maria Bruaca de Pantanal. A dramaturgia é de Diego Marchioro, Fernando de Proença e Nadja Naira, sob produção executiva de Cindy Napoli e preparação corporal de Carmen Jorge. Em São Paulo, a produção é de Ricardo Grasson, Heitor Garcia e Zé Geraldo Jr., da Nosso Cultural.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

A peça é oriunda da peça elétrica pelas ondas do rádio People vs. Tesla, criada em plena pandemia em 2020, com texto de Isabel Teixeira e direção de Nadja Naira, som de Edith de Camargo e atuação de Diego Marchioro e Fernando de Proença. Ela ainda faz parte do projeto Te(a)tralogia, que inclui LovLovLov, inspirada em cartas de amor de Carmen Miranda, People vs. People, sobre discursos manipulados, O Universo Está Vivo Como Um Animal, sobre Nikola Tesla, e a futura O Coveiro, prevista para 2023. Em 2021, o grupo também lançou o longa documental Te(a)tralogia.

O Blog do Arcanjo acompanhou a estreia de perto e mostra os bastidores e quem aplaudiu nas fotos de Rafa Marques.

O Universo Está Vivo Como Um Animal

Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – Telefone: (11) 3222-2662 – Capacidade da sala – 40 lugares – Temporada de 5 de outubro a 22 de outubro. Quarta a sexta, às 20h, Sábado, às 18h. * Quarta-feira, 12 de outubro, às 18h. Entrada Franca (retire seu ingresso com 1h de antecedência na bilheteria do teatro). Duração: 50 minutos. Classificação: livre.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *