O Universo Está Vivo Como Um Animal estreia sob fortes aplausos em São Paulo na Oficina Cultural Oswald de Andrade

O Universo Está Vivo Como Um Animal estreou sob fortes aplausos e pode ser vista na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Espetáculo curitibano se inspira na obra do inventor Nikola Tesla

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

É formidável quando o teatro apresenta reflexões que expandem nosso. Isso acontece no espetáculo O Universo Está Vivo Como Um Animal, que estreou sob fortes aplausos na Oficina Cultural Oswald de Andrade. A obra cumpre temporada gratuita até 22 de outubro, com sessões de quarta a sexta, 20h, e sábado, 18h, (no dia 12/10 será às 18h) com ingressos retirados uma hora antes.

A peça homenageia e difunde o pensamento de um dos mais importantes cientistas que o mundo conheceu, o croata Nikola Tesla (1856-1943), que registrou mais de 300 patentes e fez descobertas que são a base da comunicação tal qual conhecemos hoje e iremos conhecer no futuro.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

Baseada em uma “dramaturgia da luz”, na qual lâmpadas tubulares têm papel de destaque, a encenação navega pelas invenções e proposições de Tesla, buscando seu pensamento pinçado em entrevistas e palestra, assombrando o público com o grau de lucidez e previsão do futuro do cientista que ainda não tem fama à altura de suas invenções.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

O Universo Está Vivo Como Um Animal é uma montagem da Rumo de Cultura, de Curitiba, dirigida por Nadja Naira, grande iluminadora do teatro brasileiro, e traz ainda a iluminação sob a grife de Beto Bruel, um dos gênios da luz deste país. Estão em cena quatro formidáveis atores: Diego Marchioro, Fernando de Proença, Edith de Camargo e Augusto Ribeiro. A peça ainda conta com canção original gravada por Ney Matogrosso e Ná Ozetti.

O projeto foi idealizado pela Rumo de Cultura com Diego Marchioro, Fernando de Proença e Isabel Teixeira, grande nome dos palcos que atualmente rouba a cena na TV como a Maria Bruaca de Pantanal. A dramaturgia é de Diego Marchioro, Fernando de Proença e Nadja Naira, sob produção executiva de Cindy Napoli e preparação corporal de Carmen Jorge. Em São Paulo, a produção é de Ricardo Grasson, Heitor Garcia e Zé Geraldo Jr., da Nosso Cultural.

Cena da peça O Universo Está Vivo Como Um Animal na Oficina Cultural Oswald de Andrade – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo

A peça é oriunda da peça elétrica pelas ondas do rádio People vs. Tesla, criada em plena pandemia em 2020, com texto de Isabel Teixeira e direção de Nadja Naira, som de Edith de Camargo e atuação de Diego Marchioro e Fernando de Proença. Ela ainda faz parte do projeto Te(a)tralogia, que inclui LovLovLov, inspirada em cartas de amor de Carmen Miranda, People vs. People, sobre discursos manipulados, O Universo Está Vivo Como Um Animal, sobre Nikola Tesla, e a futura O Coveiro, prevista para 2023. Em 2021, o grupo também lançou o longa documental Te(a)tralogia.

O Blog do Arcanjo acompanhou a estreia de perto e mostra os bastidores e quem aplaudiu nas fotos de Rafa Marques.

O Universo Está Vivo Como Um Animal

Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – Telefone: (11) 3222-2662 – Capacidade da sala – 40 lugares – Temporada de 5 de outubro a 22 de outubro. Quarta a sexta, às 20h, Sábado, às 18h. * Quarta-feira, 12 de outubro, às 18h. Entrada Franca (retire seu ingresso com 1h de antecedência na bilheteria do teatro). Duração: 50 minutos. Classificação: livre.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP