CineBH tem 116 filmes de 22 países com foco na América Latina em 11 espaços de Belo Horizonte

CineBH tem 116 filmes de 22 países na capital mineira com foco na produção audiovisual latino-americana – Foto: Leo Lara/Universo Produção – Blog do Arcanjo

Evento cria ponte entre audiovisual brasileiro e vizinhos latino-americanos

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

ENVIADO ESPECIAL A BELO HORIZONTE*

Somos latinos! A afirmação pode parecer redundante, mas é preciso ser reafirmada no Brasil, que em muitos momentos se esquece em quem continente se encontra. E o audiovisual é uma importante ponte para realizar essa aproximação com nossos vizinhos. Neste sentido, é muito importante que a América Latina seja o foco da 16ª edição da CineBH, a Mostra de Cinema de Belo Horizonte, realizada pela Universo Produção de 20 a 25 de setembro na capital mineira.

A produtora é a mesma que realiza a Mostra de Cinema de Tiradentes e a Mostra de Cinema de Ouro Preto CineOP e que vem colocando Minas Gerais no centro do audiovisual nacional. Não à toa é um filme mineiro, Marte Um, que representa o Brasil na corrida pelo Oscar de melhor filme internacional em 2023.

Histórico e legado

A Mostra CineBH nasceu em 2007 no bairro de Santa Tereza, um dos mais tradicionais redutos culturais da capital mineira, e foi responsável pela reabertura do Cine Santa Tereza, cinema de bairro fundado em 1944 e desativado desde 1980.

Na ocasião, a Universo Produção instalou “uma operação” em tempo recorde de reconstrução do espaço físico do cinema, entreaberto provisoriamente para ser sede do evento (2007-2011) – um legado cinematográfico que motivou novas iniciativas e diálogos na comunidade, em Belo Horizonte e em Minas Gerais.

Nestes 15 anos de percurso, o evento de cinema da capital mineira percorreu caminhos diversos, ocupou espaços e equipamentos culturais de forma inovadora e com vanguarda.

Estão entre seus feitos ter sido o primeiro evento de gestão independente a ocupar o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, a instalar um cinema na praça no bairro Santa Tereza, a estabelecer parcerias com coletivos de produção audiovisual, a dar visibilidade para a produção independente realizada por amadores e comunidades da Grande BH, a olhar para dentro da cidade e lançar luz para as inúmeras facetas que se revelam em memórias, histórias e imagens que o fazem singular e contemporâneo.

the niemeyer building in belo horizonte brazil
Edifício Niemeyer em Belo Horizonte: cidade sedia 16ª CineBH – Photo by Alan kardek Ribeiro on Pexels.com – Blog do Arcanjo

2022

Em 2022, a Mostra CineBH retorna ao formato presencial, após duas edições online (2020 e 2021) e ocupa 11 espaços da capital mineira, de 20 a 25 de setembro de 2022, em seis dias de programação intensa, abrangente e gratuita para todas as idades e públicos.

Uma temporada audiovisual de formação, reflexão, exibição e difusão do cinema brasileiro em intercâmbio com outros países, em conexão com as outras artes e em diálogo com a cidade de Belo Horizonte. Um espaço de formação, intercâmbio, lançamento e discussão da mais significativa produção cinematográfica atual. Um espaço de perspectivas e possibilidades do cinema do presente e do futuro.

A 16a Mostra CineBH reúne uma seleção de mais de 116 filmes nacionais e internacionais, em pré-estreias e mostras temáticas, vindos de 20 estados do Brasil (AL, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MT, PA, PE, PI, PR, RJ, RR, RS, SC, SE, SP) e de 22 países (Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Catar, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, EUA, França, Guatemala, Holanda, México, Noruega, Paraguai, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Suíça, Uruguai e Venezuela) em 75 sessões de cinema.

Discussões

O evento coloca profissionais do audiovisual, da cultura e convidados no centro de 28 debates, rodas de conversa, sessões comentadas.

Além disso também há investimento em formação e capacitação de profissionais com a oferta de 10 modalidades de cursos – oficinas, laboratórios de roteiros, workshops e masterclasses internacionai, além de sessões cine-escola, Mostrinha de Cinema, exposição e atrações artísticas.

O evento reafirma seu propósito de mostrar o cinema para o mundo, promover o diálogo entre as culturas, aproximar povos e continentes, fazer a conexão do cinema brasileiro com o mercado audiovisual, realizar encontros de negócios, investir na formação, intercâmbio e cooperação internacional, construir pontes nas escolas, comunidades, redes sociais e com a cidade de Belo Horizonte e Minas Gerais.

photo of man wearing black fur poncho
Latinidade está no coração da CineBH – Photo by Los Muertos Crew on Pexels.com – Blog do Arcanjo

Sangue latino

A partir desta edição, a Mostra CineBH terá sangue latino. Com a temática Cinema Latino-americano: Quais as Imagens da Internacionalização?, apresenta uma nova configuração conceitual e de programação com a introdução da Mostra Continente – que, mais que um espaço de exibição, será uma ponte de conexões, debates, reflexões e aproximação com os países das América Latina, colocando- os em contato direto com diversos olhares que poderão constatar a efervescência da produção que marca o território.

A curadoria deste ano tem coordenação geral de Cleber Eduardo e equipe curatorial formada por Camila Vieira, Marcelo Miranda, Ester Fér, Maria Trika e Pedro Butcher.

Em diálogo e conexão com as cidades que integram a Grande BH, o evento realiza anualmente a Mostra A Cidade em Movimento – uma programação que reserva um espaço para seleção e exibição de filmes independentes produzidos na Região Metropolitana de Belo Horizonte e a realização de rodas de conversa que reúnem cineastas, produtores e convidados especiais para dialogar sobre a vivência urbana diante de contextos sociais propostos pela curadoria de cada edição.

Em 2022, a temática é Olhar a Cidade e, no contexto de retomada das atividades culturais e artísticas que ocupam os espaços urbanos, convida realizadores, coletivos e produtores audiovisuais que lançam suas luzes e ligam suas câmeras nos convocando a olhar a cidade.

couple watching movie in a cinema theater eating popcorn
Brasil CineMundi busca oportunidades para o mercado audiovisual – Photo by Pavel Danilyuk on Pexels.com – Blog do Arcanjo

Brasil CineMundi

Integra também a programação o Brasil CineMundi – 13th International Coproduction Meeting, o evento de mercado do cinema brasileiro consolidado como um dos principais empreendimentos da indústria audiovisual e que oferece ambiente de mercado e plataforma de rede de contatos e negócios para o cinema brasileiro. O evento faz a conexão entre a produção brasileira e a indústria audiovisual.

Em suas edições anuais, o Brasil CineMundi seleciona projetos de longas- metragens em fases variadas de concepção. Nesta edição são 41 projetos de longas-metragens em cinco categorias, sendo 10 projetos em desenvolvimento: Horizonte (representam o horizonte de temas, diversidade e criação do audiovisual brasileiro), Doc Brasil Meeting (documentários), Foco Minas (projetos de Minas Gerais) e Paradiso Multiplica (no segundo ano de parceria com o Projeto Paradiso, incubadora de talentos). A quinta categoria, Wip – Primeiro Corte, é dedicada a projetos em fase de finalização (work in progress).

Todos os projetos serão apresentados para mais de 40 profissionais e representantes da indústria audiovisual mundial vindos de 13 países – Alemanha, Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, França, Itália, Noruega, Uruguai e Suíça – produtores, agentes de vendas, distribuidores, tutores especializados, representantes de fundos e programadores de festivais internacionais – que participam do evento para conhecer e fazer negócios com esses projetos, participar de debates, painéis, masterclasses, agenda de relacionamentos. São projetos selecionados com o intuito de conhecer e fazer negócios com futuros projetos de cinema brasileiro em longa-metragem.

Os projetos foram selecionados por um comitê composto por colaboradores nacionais e internacionais: Paulo de Carvalho (Alemanha), Gudula Meinzolt (Suíça), Séverine Roinssard (França), Pedro Butcher e Lila Foster (Brasil) e integrantes da Universo Produção. Todos os escolhidos participam do CineMundi Lab e recebem consultorias com tutores especializados, além de outras atividades de formação, como treinamento de pitching, masterclasses, painéis de mercado e workshops. Nas rodadas de negócios, os projetos têm a oportunidade de encontros individuais com profissionais nacionais e internacionais interessados em coprodução e vendas.

Parcerias no audiovisual

A cada edição, a Mostra CineBH e o Brasil CineMundi renovam o compromisso de estabelecer parcerias produtivas a favor do cinema brasileiro, criando oportunidades de negócios, de inserção de projetos e profissionais brasileiros em eventos de mercado e festivais internacionais. Marcam um tempo sublime de ideias, encontros, crítica e discussões. Iniciativas que contribuem positivamente para aproximar povos e continentes, estabelecer o diálogo entre as culturas, ampliar possibilidades de inserção do cinema brasileiro no mercado global.

*O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado viajou a Belo Horizonte, Minas Gerais, a convite da CineBH e Universo Produção

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP