Morre Jean-Luc Godard, gênio francês do cinema

Godard recorreu a suicídio assistido, diz jornal. Cineasta franco-suíço morreu aos 91 anos de idade

Morreu nesta terça-feira (13), aos 91 anos de idade, o cineasta franco-suíço Jean-Luc Godard, ícone da Nouvelle Vague.

Autor de dezenas de filmes ao longo de quase sete décadas de carreira, Godard se tornou um dos nomes mais influentes do cinema francês e mundial, com obras como “Acossado”, “O desprezo”, “O demônio das onze horas” e “Salve-se quem puder (A vida)”.

Em seu perfil no Twitter, o presidente da França, Emmanuel Macron, celebrou o legado do diretor. “Jean-Luc Godard, o mais iconoclasta dos cineastas da Nouvelle Vague, inventou uma arte decididamente moderna, intensamente livre. Nós perdemos um tesouro nacional, um olhar de gênio”, disse.

Desde seus primeiros trabalhos, Godard se afirmou como um diretor inovador e experimental e foi um dos fundadores da corrente conhecida como Nouvelle Vague (Nova Onda, em tradução literal), uma das mais importantes da história do cinema.

Esse movimento era caracterizado pela oposição às superproduções de Hollywood, com filmes mais autorais, mais baratos e com mais liberdade estética.

Além disso, as produções dessa corrente eram marcadas pela preferência por filmagens nas ruas ao invés de estúdios e por abordar temas até então considerados como tabus no cinema.

Por Ansa Brasil

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo