Jô Soares sofre censura após sua morte

Programa do Jô será exibido com cortes de declarações do apresentador Jô Soares após sua morte – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

GNT vai censurar falas do apresentador em reprise do Programa do Jô

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Jô Soares será censurado após sua morte pelo GNT.

O apresentador, que morreu em São Paulo na última sexta (5) aos 84 anos, ganhou uma estranha “homenagem” do canal da Globo e que vai contra a tudo que o próprio Jô defendia: a liberdade de expressão e de pensamento.

O GNT vai exibir trechos de seu Programa do Jô, mas vai censurar algumas falas do apresentador, segundo informou o jornal O Globo nesta semana.

Resta saber quem será a pessoa designada para a função de censor de Jô Soares e qual critério vai utilizar.

Segundo a colunista do jornal O Globo Patrícia Kogut, “vai ser uma seleção feita com um cuidado em particular: o de suprimir os comentários que ele eventualmente tenha feito no ar e que hoje sejam passíveis de linchamento virtual”.

A jornalista ainda completou: “Afinal, ninguém escapa dos riscos de cancelamento”.

O dicionário define censura como “ação ou efeito de censurar; análise, feita por censor, de trabalhos artísticos, informativos etc., geralmente com base em critérios morais ou políticos, para julgar a conveniência de sua liberação à exibição pública, publicação ou divulgação”.

Jô Soares critica censura com uma tesoura no programa Viva o Gordo, exibido pela Globo durante a ditadura militar – Foto: Reprodução – Blog do Arcanjo

Jô Soares lutou contra a censura na ditadura

É preciso lembrar que Jô Soares lutou a vida inteira contra a censura — inclusive em seu programa, Viva o Gordo, na Globo, criticava de forma genial e contundente a censura, com o humorista segurando uma tesoura na mão em tempos de ditadura militar.

Portanto, é irônico que, em tempos democráticos, Jô volte a ser censurado. E o pior: após sua morte. E justamente por uma emissora a quem deu tanto faturamento.

Entre 2008 e 2016, o GNT exibiu aos domingos o Semana do Jô, um compilado de suas entrevistas ao longo da semana no Programa do Jô, na Globo, sempre com sucesso de ibope.

Veja trecho do Viva o Gordo em que Jô Soares simbolizada a censura com uma tesoura

‘Seleção cuidadosa’, diz a notícia do jornal O Globo sobre censura a falas de Jô Soares

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo