Teresa Cristina é 1ª mulher a cantar Carnaval Globeleza na Globo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A cantora Teresa Cristina, artista que ganhou projeção na quarentena com suas famosas lives, foi escalada para cumprir a missão de embalar o temporão carnaval Globeleza 2022. É ela quem canta o samba que anuncia a cobertura e a transmissão da TV Globo dos desfiles de carnaval do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Pela primeira vez, a canção, composta por Jorge Aragão e José Franco Lattari, famosa na voz de Neguinho da Beija-Flor, será interpretada por uma mulher. A vinheta deste ano, que traz imagens emblemáticas de desfiles passados, está centrada na interpretação de Teresa para o samba, que marca o reencontro do público com os desfiles das escolas de samba, após o hiato pandêmico.

O carnaval sempre anunciou a minha felicidade e ser a primeira mulher a gravar essa música é muito importante, não só pra mim, mas para todas as mulheres do samba. O samba nasceu das mãos de uma mulher e foi tirado da nossa mão. Acho muito importante que a mulher volte a atuar no samba, em todos os setores, em todos os lugares. A reparação histórica empurra a gente para frente. É muito bom fazer parte disso. A mulher é protagonista porque o samba no Rio de Janeiro chegou pelas mãos de uma mulher. Esse protagonismo era dela. É pegar de voltar o que já foi nosso.

Teresa Cristina
cantora

Desde o convite até a gravação da vinheta, Teresa experimentou uma avalanche de sentimentos, de mergulhos em memórias afetivas até a explosão de alegria caraterísticas de uma autêntica foliã.

“Tive uma alegria muito grande, que não cabe dentro de mim. Quando recebi o convite, sonhei com isso por três dias seguidos. Entrava no meu sonho, era muito doido. Sonhei que eu estava em Londres, no Big Ben, e de repente estava cantando o samba do carnaval da Globo. Estava andando na praia em Saquarema e de repente estava cantando o samba do carnaval da Globo. Sabe? Tô no Jardim Zoológico e vem o samba da Globo”, relembra Teresa, gargalhando.

E como prefere ser chamada: intérprete ou puxadora do samba do carnaval Globeleza? “Jamelão gravou muito samba-canção, era um senhor cantor. Ele percebeu que usavam o termo “puxador” para tentar diminuir o que ele é e ele tinha razão. Como também acho que tem razão quem diz que não se importa, torna a ideia de puxar um samba na avenida, uma tarefa hercúlea. Não qualquer pessoa, qualquer voz, qualquer peito que consegue puxar uma escola. Concordo com Jamelão como concordo com quem não se incomoda com o nome de puxador”, explica ela.

Teresa está pronta para puxar o público para frente da TV toda vez que soltar sua voz. “Comecei a desfilar só em 2001, passei a minha vida inteira vendo os desfiles das escolas pela televisão, então entendo esse momento, essa cumplicidade que a gente tem como telespectador e o desfile da nossa escola. Eu era sempre a corujinha que ficava acordada a noite toda acordando os parentes avisando ‘sua escola vai entrar’. Essa música traz esse tipo de recordação para mim. É encontro de família, é noite em claro e surpresa.”

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana