Relações Indóceis põe mulher em foco com Angela Figueiredo, Fernanda Cunha e jovens dramaturgas

A atriz Fernanda Cunha na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões; na tela,Ângela Figueiredo – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Espetáculo em formato vídeo-teatro chega ao YouTube após exibição no Espaço dos Parlapatões

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo
Foto BOB SOUSA
@bobsousa

Um olhar delicado para o feminino emocionou o público paulistano na noite da última quarta, 1º de dezembro, na estreia da nova produção da Cia. de Teatro As Moças, das atrizes Angela Figueiredo e Fernanda Cunha. Elas protagonizam o espetáculo de vídeo-teatro Relações Indóceis, que conta com três textos curtos sobre histórias dramáticas de mulheres, tendo como pano de fundo a maternidade em diferentes épocas, sob direção de Henrique Stroeter.

Após exibição presencial em sessão intimista no Espaço dos Parlapatões, na Praça Roosevelt, epicentro teatral do centro paulistano, a obra agora chega ao YouTube. As dramaturgas convidadas para assinar os textos do espetáculo são nomes que se destacam nas artes cênicas da maior metrópole teatral do país: Angela Ribeiro, Michele Ferreira e Vana Medeiros.

As dramaturgas Michelle Ferreira, Vana Medeiros e Ângela Ribeiro na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Em um formato de vídeo-teatro, as histórias fazem parte do projeto Mulheres Confinadas e à Margem da Sociedade e foram gravadas em São Francisco Xavier, interior de São Paulo, durante a pandemia, via Lei Aldir Blanc. Com duração de pouco mais de 1h, os textos são: Mãe Só Tem Uma; Não Pare, Não Corra, Não Grite, Não Morra; e Bainha. Em foco, dramas que muitas mulheres enfrentam ao viver em uma sociedade machista e patriarcal.

Estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Ao Blog do Arcanjo, Ângela Figueiredo, atriz que está no ar na novela Um Lugar ao Sol, trama das 21h, da Globo, destacou as mensagens dos textos que a sua companhia agora compartilha com o público.

“Os textos são um soco no estômago e que tem como pano de fundo a maternidade em formas diferentes A questão da violência contra a mulher é urgente. Ela passa pela questão física, moral, psicológica. As autoras trouxeram um material riquíssimo”.

Angela Figueiredo
atriz

Já Fernanda Cunha, que durante as filmagens descobriu que estava grávida, ressalta a sutileza que existe na poesia da dramaturgia que encenam.

“O grande tema é o confinamento dessas mulheres, de forma sútil a gente vai entendendo o que é essa violência [física, psicológica…]. Esses traumas entram num ciclo vicioso”.

Fernanda Cunha
atriz
O diretor Henrique Stroeter e a atriz Fernanda Cunha, gravidíssima, na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões; na tela,Ângela Figueiredo – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

O diretor Henrique Stroeter conta que, como diretor, respeitou cada palavra feminina escrita. E que aprendeu muito no processo. “Os caminhos foram de total e respeito absoluto ao que estava escrito e nas interpretações das atrizes. Procurei deixá-las à vontade. São mulheres escrevendo para mulheres, para mim foi uma honra e um grande desafio. Fui tocado absolutamente pelo texto, o teatro é a arte do improvável, esse texto foi uma aula de vida”, destacou.

Com reportagem de Leandro Lel Lima.

Serviço:

Relações Indóceis
Exibições pelo Youtube – Canal Angela Figueiredo

Entre 03 e 14/12, 20h
16 e 17/12, 17h, com tradução em Libras
17/12, 18h, live com as atrizes com a mediação do jornalista Dirceu Alves Jr. 

Blog do Arcanjo mostra quem aplaudiu estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões

A atriz e dramaturga Ângela Ribeiro na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
A roteirista, dramaturga e jornalista Vana Medeiros na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
A atriz e dramaturga Michelle Ferreira na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
A atriz Patrícia Vilela na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
Dan Roisseto, diretor e dramaturgo, na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
Fabio Câmara, produtor teatral e assessor, na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
O diretor Roberto Lage na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
A atriz Carolina Stofella na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
Mariana Müller na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
O ator Claudinei Brandão na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo
O iluminador Reynaldo Thomaz na estreia de Relações Indóceis no Espaço dos Parlapatões – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Respeitado jornalista cultural e crítico de artes do Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, criado em 2019. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e apresenta o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Eleito um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se por três vezes e recebeu a Medalha Mário de Andrade, maior honraria nas letras do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, Uma, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil e Prêmio Governo do Estado de São Paulo – Medalha Mário de Andrade.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Harry e Meghan na Netflix Michael Jackson: Thriller faz 40 anos Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022