O Arquiteto e o Imperador da Assíria ganha temporada online após lotar CCSP

Helio Cicero e Eric Lenate em O Arquiteto e o Imperador da Assíria - Foto: Bob Sousa - Blog do Arcanjo
Helio Cicero e Eric Lenate em O Arquiteto e o Imperador da Assíria – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O Arquiteto e o Imperador da Assíria acaba de fazer disputada temporada no Centro Cultural São Paulo com ingressos esgotados em particamente todas as sessões. Agora, a peça escrita em 1967 pelo dramaturgo espanhol Fernando Arrabal e montada pelo grupo Garagem 21 pode ser vista de modo online entre 28 de outubro e 7 de novembro, de quinta-feira a domingo, às 20h, pelo Vimeo do CCSP. A direção é de Cesar Ribeiro e no elenco estão os atores Eric Lenate (Arquiteto) e Helio Cicero (Imperador).

Reflexão sobre totalitarismo

O Arquiteto e o Imperador da Assíria faz importante reflexão sobre o totalitarismo que gerou a II Guerra Mundial, fazendo uma conexão da temática com o Brasil atual. Ambientada em uma ilha deserta, a peça se inicia com um desastre aéreo que leva seu único sobrevivente a entrar em contato com um nativo que jamais teve contato com outro ser humano. A partir dessa interação, o sobrevivente busca impor ao outro suas ideias de cultura e civilização.

Trata-se de uma necropolítica, do constante retorno a modos de tratar o outro como inimigo, seja por aspectos morais, religiosos, econômicos, políticos, raciais, sexuais ou afins. O poder de agentes, intra ou extra Estado, de determinar quem é útil ou inútil a determinada sociedade e dispor sobre sua vida e sua morte. Esse princípio de aniquilação do outro visando a um suposto bem comum, sempre excludente, é característica de toda ditadura e de uma civilização em estado de guerra contra sua própria população, solidificando a barbárie como aspecto do cotidiano”

Cesar Ribeiro, diretor

Sobre o Garagem 21

O Garagem 21 surgiu em 2009, na cidade de São Paulo. Desde o princípio, centra suas pesquisas na investigação da ideia de poder e suas extensões no corpo social. Do ponto de vista estético, procura um híbrido do teatro com outras linguagens, como quadrinhos, videogames, desenhos animados e dança contemporânea, em busca de uma forma de fazer teatro relacionada à transformação social propiciada pelas novas tecnologias e capaz de fomentar um público contemporâneo e alheio ao teatro, além da continuidade do público usual.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *