Morre Rodrigo Calleja, fotógrafo fundador da Agência Brazil News

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Morreu o fotógrafo Rodrigo Calleja, fundador da agência fotográfica Brazil News, em sociedade com sua mulher, a também fotógrafa Manuela Scarpa, especializada na fotografia de celebridades e de entretenimento. O fotógrafo enfrentava o câncer, mas não resistiu. Rodrigo e Manu conquistaram seu lugar no mercado do entretenimento com muito trabalho e disposição, fazendo questão de cobrir diariamente as pautas não só em São Paulo como também em grandes eventos nacionais e internacionais. O Blog do Arcanjo deixa aqui sua homenagem ao profissional que fará muita falta por meio do depoimento de colegas.

Rodrigo Scarpa ao lado da mulher Manuela Scarpa: sócios na Agência Brazil News - Foto: Reprodução/Arquivo pessoal - Blog do Arcanjo
Rodrigo Scarpa ao lado da mulher Manuela Scarpa: sócios na Agência Brazil News – Foto: Reprodução/Arquivo pessoal – Blog do Arcanjo

Rodrigo, você que disparou tantos flashes para nos alegrar, hoje nos entristece por nos deixar, mas com certeza sua luz no céu jamais se apagará.

Helô Pinheiro, empresária e eterna Garota de Ipanema

Rodrigo e Manu, o mais amado dos casais! Rodrigo foi e será sempre um exemplo de excelência na profissão, amoroso, sempre bem humorado e sincero. Generoso e dedicado a todos nós artistas, divulgando de um modo só seu nosso trabalho e presença. Nos tornamos amigos, ele, eu e Manu, muito além das fotos e eventos, até no supermercado nos vimos pela última vez. Um sonho de pessoa. Manu, força amiga querida!

Tuna Dwek, atriz

O Rodrigo é um irmão que eu perdi. Me sinto grata por ter convivido com ele tão de perto, sempre soube que era um privilégio. Meu coração dói muito de pensar que não temos mais ele por perto. Ele encheu de emoção a vida daqueles o amam e vai fazer muita, muita falta.

Odara Gallo, jornalista

Rodrigo foi querido por todos, profissionais, artistas e celebridades. Grande perda.

Edson Lopes Jr., fotógrafo

Rodrigo Calleja deixa seu nome cravado na história do entretenimento brasileiro, com sua paixão desmedida pela fotografia dos bastidores do showbusiness nacional ao lado da sua inseparável companheira Manuela Scarpa. Sempre lutava para fotógrafos e repórteres fossem respeitados nas pautas. Perdemos um grande profissional da imprensa brasileira.

Miguel Arcanjo Prado, jornalista e crítico

Foram tantos cliques e tantas situações com o Rodrigo. Tantos momentos bons… Nossas almas se reconheceram, você sempre foi tão generoso. Sempre soube que sua sisudez era apenas uma forma de se proteger desse mundo hostil! Agradeço a Deus todos os dias por nossos caminhos terem se encontrado. Vai na fé, meu amigo, vá em paz que tenho certeza que muitas coisas boas te aguardam. Até a próxima e obrigado por tudo. Meus sentimentos à Manu, aos familiares e amigos. Sentirei saudades!

Bruno Poletti, fotógrafo

Que a Manu tenha forças nesse momento tão complicado. Ela e o Rodrigo formaram uma das mais bem sucedidas duplas do jornalismo, em especial a arte de fotografar. Juntos eles registraram grandes momentos da história dos artistas nacionais e internacionais. Vá em paz, Rodrigo!

Leandro Lel Lima, jornalista e assessor de imprensa

O Rodrigo era uma pessoa autêntica, cheio de personalidade. Com o ele o papo era reto e confesso que isso era sua grande virtude, além de ser um ótimo fotógrafo. Eu amava quando chegava a uma pauta e avistava o casal Manu e Rodrigo. A gente trabalhava duro, mas tínhamos a garantia de boas risadas. Nossa parceria era total. Hoje meu coração chora e minhas pernas tremem. Não paro de pensar na Manu, minha Manuzinha. Estou aqui em oração pra que Deus conforte o coraçãozinho dela. #R.I.P Rodrigo você está eternamente em nossos corações!

Soninha Vieira, jornalista

Tem coisas na vida difícil de entender. Morte precoce, para mim, é uma delas. Como assim? O Rodrigo, gente boa, “briguento” brincalhão não vai mais às nossas estreias e nem na de mais ninguém? Recuso-me a acreditar. A pandemia já nos tirou tantas pessoas queridas e agora, resolveu levar o Rodrigo para cobrir a eternidade? Os desígnios de Deus realmente, por vezes, é bem difícil de aceitar. Manu, querida, amada, estamos por aqui, de braços abertos esperando por você, sempre.

Célia Forte, dramaturga, produtora e assessora teatral

Sua juventude, sua fortaleza, sua amizade… E agora? Tudo estranho, não é? Nesta volta do teatro, foram poucas as oportunidades que tivemos para nos encontrar, mas conseguimos dividir uma única pauta e essa, agora, registrou-se como a nossa despedida. Estranho não ter você por aí. O Rodrigo que prezava a lealdade e que apenas palavra já valia. Um breve telefonema e fechávamos uma cobertura. Nunca furou! Trato era trato! Agora, eu que dividisse a pauta com outras mídias. Era uma briga feia hehehe… Vou sentir falta da sua personalidade e dessa lealdade sempre bem-vinda nas relações. Vá, amigo! Hoje, pautado para este evento único que não temos como furar.

Beth Gallo, assessora de imprensa

O Rodrigo, junto a sua amada Manu, cavou para o teatro em São Paulo um espaço antes dominado por editorias que nunca teriam um olhar para estreias e acontecimentos do mundo teatral. Com gentileza e muito profissionalismo, ele foi um colega e um parceiro como poucos. Com sua saída de cena, perdemos todos.

Bruno Cavalcanti, jornalista e crítico

Rodrigo fará muita falta no jornalismo. Ao lado de Manu registrou momentos especiais e memoráveis da história dos artistas nacionais e também internacionais. Que Deus conforte o coração da família. Vá em paz, Rodrigo!

Andréia Takano, jornalista

O Rodrigo era o tipo de profissional que sabia fazer seu trabalho valer. Poder contar com a sua presença em nossos eventos era sempre a certeza de que estaríamos bem cuidados e valorizados na imprensa – que contava e muito com o seu precioso trabalho. Graças a ele, sua amada Manu, e o parceiro Marcos Ribas, os palcos e suas estrelas ganharam mais vida, respeito e espaço. Com seus cliques, Rodrigo eternizou uma porção de momentos lindos do meu trabalho e de tantos outros colegas. Agora é sua vez de ficar eternizado… Gratidão, parceiro!

Grazy Pisacane, jornalista e assessora de imprensa

Fiquei muito surpresa ao saber da morte de Rodrigo, um dos principais destaques do jornalismo de celebridades. Ele abrilhantava os eventos com seus cliques de sucesso. Força, Manu.

Michele Marreira, jornalista

Rodrigo se destacava sempre nas pautas. Ele e Manu, aliás. Profissional ao extremo, gostava do que era certo. Exigia respeito para ele e para todos os colegas ao seu lado nas pautas. Já estive ao lado dele em muitas situações e agradeço o coleguismo de sempre. Fará muita falta entre nós.

Elba Kriss, jornalista

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *