Rapidinhas | Letícia Soares faz volta dupla aos palcos após vencer Prêmio Bibi Ferreira de Melhor Atriz de Musicais

Letícia Soares - Foto: Divulgação - Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Senhora do palco

Dona de voz que chega profunda a qualquer coração, a estrela Letícia Soares, eleita Melhor Atriz de Teatro Musical na oitava edição do Prêmio Bibi Ferreira por A Cor Púrpura, agendou show na Blue Note São Paulo no dia 9 de dezembro, uma quinta, às 20h, quando cantará um Tributo a Ella Fitzgerald. Já o espetáculo musical que ela protagoniza ao lado de um talentoso elenco volta à cena no dia 11 de novembro no Teatro Sérgio Cardoso. Poderosa.

Mulheres na tela

A Mostra Internacional de Cinema promove nos dias 25 e 26 de outubro em seu canal no YouTube o Seminário Internacional de Mulheres no Audiovisual. Debate necessário.

Viva Helena Ignez

Homenageada pela 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo com o Prêmio Leon Cakoff, a atriz, diretora e roteirista Helena Ignez participa, em 31 de outubro, às 19h, de uma sessão de autógrafos do livro Helena Ignez, Atriz Experimental, lançado pelas Edições Sesc. Além dela, um dos autores, o professor e pesquisador Pedro Guimarães, também estará presente no lançamento. A obra mostra em 232 páginas a importância da artista para o cinema marginal brasileiro.

Ufa

Marighella, filme dirigido por Wagner Moura, estreia nos cinemas em 4 de novembro. Vá prestigiar, porque foi um verdadeiro martírio até este dia chegar.

Força na peruca

O ator Sérgio Guizé fez um transplante capilar com o médico Antonio Ruston na Clínica Ruston para surgir mais cabeludo em Verdades Secretas 2 no Globoplay. Então, tá.

Força Amazônica

O experimento audiovisual Começo de Engerar Caverna, criado dentro do projeto Mulheres das Cavernas, do grupo Las Cabaças, com direção de Juliana Jardim, estreia em 28 de outubro. Contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2019-2020, a obra é inspirada nas mulheres que moraram em cavernas amazônicas há 12 mil anos, no estado do Pará, na região hoje conhecida como Monte Alegre, antiga Gurupatuba. Interessante.

Sucesso de bilheteria

O humorista Bruno Motta tem lotado o Teatro Folha com 1 Milhão de Anos em 1 Hora. A comédia pode ser vista aos sábados, 21h, no Shopping Pátio Higienópolis. Mas é bom correr para reservar ingresso. Porque acaba rápido.

Vacina, sim!

Falando em Teatro Folha, a sala dá 50% de desconto no valor do ingresso a quem apresentar o cartão de vacinação contra a Covid-19. Ótima iniciativa.

Tem projeto?

Editais lançados pela Funarte estão em seus últimos dias de inscrições, para as áreas de circo, artes plásticas, fotografia, dança, economia criativa, música e teatro. Até a próxima segunda-feira, 25 de outubro, ficam abertas as inscrições para quatro concursos: Prêmio Funarte de Estímulo ao Circo 2021; Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça; Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia; e Dança Acessível – Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual. Não custa nada tentar, né?

Voo solo

A atriz Marisa Orth acaba de estrear no Teatro Faap seu primeiro monólogo, Bárbara!, com texto de Michele Ferreira baseado no livro A Saidera, no qual a jornalista Barbara Gancia detalha sua luta contra o alcoolismo.  “Eu vejo a Marisa Orth fazendo uma coisa que, por acaso, tem a ver comigo, mas é dela. É uma coisa que nasce a partir do meu livro, mas é muito maior do que eu”, define Gancia. Pelo jeito, Marisa está mais que aprovada.

Sesc Mogi

O dia 6 de novembro, um sábado, é a data escolhida para a inauguração da nova unidade do Sesc São Paulo: o Sesc Mogi das Cruzes. Com um espaço de 27.287 metros quadrados e área coberta de 2.000 metros quadrados de área construída, esta é a 45ª unidade do Sesc no estado. O espaço ocupa um terreno onde funcionava um Centro Desportivo do município e traz equipamentos de lazer, esportes, cultura, educação e saúde para toda a comunidade. Mogianos, aproveitem.

Mais lida

A escritora inglesa Faridah Àbíké-Íyímídé estreou na literatura young adult com Ás de Espadas e conquistou a lista dos best-sellers do New York Times. O thriller publicado no Brasil pela VR Editora, pelo selo Plataforma21, traz à tona temas sobre o racismo estrutural, preconceito de classe e homofobia. E ainda tem protagonismo negro e LGBTQIA+: Devon e Chiamaka são personagens queer. Boa leitura.

Exagerado

Após 21 anos de sua estreia e 31 anos depois da morte de Cazuza, o musical Cazas de Cazuza está de volta com seu clima roqueiro proposto por Rodrigo Pitta. A obra aporta no CCBB do Rio em 28 de outubro e a partir de 20 de novembro pode ser vista no Teatro Vivo Rio. Viva Caju.

Elisa Barboza, a Musa do Teatro no Blog do Arcanjo - Foto: Annelize Tozetto - Blog do Arcanjo

Nos bastidores

A atriz Elisa Barboza vem se destacando cada vez mais nos bastidores da Cia. Os Satyros. Ela é a assistente de direção de Rodolfo García Vázquez no espetáculo Cabaret Dada e acaba de assumir o posto de produtora do Festival Satyrianas, sendo braço direito do coordenador de produção do evento, Gustavo Ferreira, que sempre apostou em seu talento em cena e na coxia.

Dupla imbatível

Falando em Gustavo Ferreira, ele forma com Diego Ribeiro uma das melhores duplas na produção do teatro nacional. Eles sabem tudo. Tudo mesmo.

Volta ao cartaz

O espetáculo Sede estreou sob fortes aplausos no Tucarena. Trata-se da terceira peça do autor libanês-canadense Wajdi Mouawad montada pelo ator e produtor Felipe de Carolis. Danado.

Maria Bonomi - Foto: Lena Peres/Divulgação - Blog do Arcanjo

Bonomi no Memorial

O Memorial da América Latina foi o local escolhido para a instalação da obra Réquiem para os Tombados pela Covid-19 na América Latina, da artista Maria Bonomi, em homenagem às vítimas da Covid nos países latino-americanos. A instalação da obra será dia 27 de outubro, às 15h. A ideia da obra surgiu de uma conversa entre a artista, o presidente do Memorial, Jorge Damião, e Helena Peres Oliveira, produtora da obra Etnias, também de Maria Bonomi. “Registrar o sofrimento que a América Latina e o mundo estão vivendo em função da Covid-19 é fundamental”, afirma a grande artista plástica. É mesmo.

Baila comigo

Após receber a estreia de Umbó, coreografia de Leilane Teles com a São Paulo Companhia de Dança, o Teatro Alfa se prepara para abrigar outras duas companhias de ponta no cenário nacional e internacional. O Grupo Corpo aporta por lá com a coreografia inédita Primavera e também Gira, de 2017, entre 27 e 31 de outubro. Depois, é a vez da Cia. Debora Colker apresentar Cura, de 4 a 14 de novembro. Imperdível.

Cipó na lente

O fotógrafo Roger Cipó reúne dez anos de trabalho em exposição solo Igbo Iku – Onde Morre Quem Tem Que Nascer, série produzida ao longo de 10 anos de sua produção fotográfica na plataforma Olhar de um Cipó. Em foco, a ancestralidade negra. Até domingo, 24 de outubro, na SP-Arte 2021, no galpão Arca, na Vila Leopoldina. Aviso dado.

Neutre

Você sabia que 26 de outubro é o Dia da Visibilidade Intersexo? Agora, já sabe.

A produtora Adriana Del Claro vence Melhor Musical Brasileiro com Chaves - Um Tributo Musical no 8º Prêmio Bibi Ferreira - Foto: Bruno Poletti - Blog do Arcanjo

Dona dos bastidores

A produtora teatral Adriana Del Claro, da Del Claro Produções, está feliz da vida. Afinal, Chaves – Um Tributo Musical abocanhou cinco troféus na oitava edição do Prêmio Bibi Ferreira: Melhor usical brasileiro; Melhor roteiro original em musicais com Fernanda Maia; Melhor atriz coadjuvante em musicais com Carol Costa (Chiquinha); Melhor ator coadjuvante em musicais com Diego Velloso (Quico); e Melhor ator em musicais com Mateus Ribeiro (Chaves). Nada mal.

A Voz Humana

O Theatro Municipal de São Paulo estreou nesta sexta, 22 de outubro, A Voz Humana, ópera curta de Francis Poulenc. Baseada na peça homônima do francês Jean Cocteau, o espetáculo é regido por Alessandro Sangiorgi e conta com direção cênica de André Heller-Lopes. As apresentações seguem nos dias 23, às 17h, e 25, às 20h, no Dia Mundial da Ópera. Os ingressos variam de R$ 10 a R$ 150 no site do Municipal. Corra, Lola, corra.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *